Resenha: Procura-se um Marido

Muito bem, depois de uma leitura bem gostosa que durou dois dias vim aqui resenhar sobre a obra maravilhosa da Carina Rissi.

Sinopse: Alicia sabe curtir a vida. Já viajou o mundo, é inconsequente, adora uma balada e é louca pelo avô, um rico empresário, dono de um patrimônio incalculável e sua única família. Após a morte do avô, ela vê sua vida ruir com a abertura do testamento. Vô Narciso a excluiu da herança, alegando que a neta não tem maturidade suficiente para assumir seu império – a não ser, é claro, que esteja devidamente casada. Alicia se recusa a casar, está muito bem solteira e assim pretende permanecer. Então, decide burlar o testamento com um plano maluco e audacioso, colocando um anúncio no jornal em busca de um marido de aluguel. Diversos candidatos respondem ao anúncio, mas apenas um deles será capaz de fazer o coração de Alicia bater mais rápido, transformando sua vida de maneiras que ela jamais imaginou. Cheio de humor, aventura, paixão e emoções intensas, Procura-se um marido vai fisgar você até a última linha.

Vou começar expondo o fato de eu não sou uma pessoa romântica; não mesmo. Minhas amigas se assustam com qualquer coisa muito adorável que eu escrevo, veja bem. Eu me considero uma pessoa surtada, é diferente. Romances, quando bem escritos e desenvolvidos, me levam a surtos; e esse foi o caso com Procura-se um Marido.

Falando sobre a obra: quando o avô de Alicia, Narciso, morre, ela se torna a herdeira de toda a sua fortuna. Só que há um porém, por ser muito inconsequente e, digamos, ligeiramente irresponsável, Alicia não recebe todo o dinheiro logo de cara. O avô deixou bem específico em seu testamento que a neta só receberia a herança quando completasse um ano de casamento, algo que Alicia abominava completamente. Ela é então forçada a trabalhar na empresa do avô, num cargo nada admirável, e, com o passar do tempo, procura formas de burlar o testamento do avô. Depois de diversas ideias, Alicia resolve por um anúncio no jornal, procurando um marido... Acontece que, depois de alguns encontros as escuras (a maioria deles com caras assustadores e estranhos) Alicia faz um acordo com Maximus, o mesmo que a infernizava no trabalho. Claro que problemas não faltarão a partir do momento que os “pombinhos” assinarem os papéis como marido e mulher.

Agora vamos a resenha em si... Em minha opinião, toda a trama gira em torno do amor; o amor em suas diferentes formas.

Temos o amor de Alicia por seu avô, um sentimento puro e fraternal, algo que, mesmo depois da morte dele, ainda os mantém unidos – algo realmente lindo de se ler. Ainda que o testamento pareça um absurdo para ela, o seu crescimento como pessoa se deve a ele. E o avô, é claro, deixou recadinhos, sempre atento ao caminho que ela deveria seguir. As cartas, principalmente uma em especial – que ela entrega para alguém em determinado momento do livro, NO SPOILERS – são atenciosas e engraçadinhas.

Temos o amor nascido de uma forte amizade, tendo em vista que Alicia e Mariana são como irmãs; sempre unidas, ajudando uma a outra nas horas fáceis e nas horas absurdamente difíceis (vide invasão de domicílio, no big spoilers, é só pra deixar vocês curiosas HAHA).

E temos o amor apaixonante e arrebatador do casal Alicia e Max.

Momento fangirl: DEUSES ETERNOS E PODEROSOS, CARINA RISSI, COMO VOCÊ PÔDE CRIAR UM PERSONAGEM TÃO... TÃO... MAXIMUS? PELO AMOR DO CABELO EM CHAMAS DE HADES, WHAT IS LIFE AFTER MAX?

“Max era uma incógnita para mim. Às vezes, como naquele momento, me tocava sem que eu precisasse recorrer a subterfúgios. Em outras, dava mais trabalho que cabelo alisado com chapinha em dia de chuva.” 
Vou me concentrar nos dois principais, porque eles me cativaram bastante.

É difícil eu gostar de protagonistas como eu gostei da Alicia, ainda que, nos primeiros capítulos, eu tenha tido vontade de bater a cabeça dela contra a porta. Ela foi muito bem construída, tem uma personalidade bem marcante. Eu achei que Alicia seria daquelas patricinha mimadas que rodam a baiana porque o avô resolveu deixá-la sem herança, mas não! Não que ela não fique indignada e dê piti por causa disso, mas ela se mostrou muito responsável com o passar do tempo. O crescimento da personagem foi notável e o tempo todo eu estava torcendo para que ela usasse mais do seu gancho de direita em determinados personagens; Vanessa, por exemplo, desejo profundamente que caia num poço de sofrimento sem fim.

“Naquele instante, olhando para o rosto delicado de Mari, me arrependi de todos os pensamentos que tive a respeito de estar sozinha. Mari estava ali. Sempre esteve. Sempre estaria. Amigas ficam ao seu lado nos momentos bons, mas apenas as melhores seguram sua mão nos momentos ruins.” 
Alicia é uma mulher forte e determinada e dona de surtos engraçados (como, por exemplo, quando ficava se perguntando se o Max tinha pelo naquele peitoral fabuloso HAHAHA).

VAMOS FALAR DE COISA BOA? VAMOS FALAR DE MAXIMUS.

Ah como eu amei esse personagem. Acho que eu nem tenho palavras pra expressar o quanto ele é perfeito, seja em beleza, seja em caráter, seja em personalidade. Mesmo no começo, quando ele agia feito um cabeça dura rude arrogante, eu já gostava dele. Depois, quando ele e Alicia se casam e se aproximam e começa a rolar aquele clima, o Max se torna um príncipe encantado adorável e romântico e é impossível não amar ele. Chegou determinado momento em que eu estava chorando pra que eles ficassem juntos logo, if you know what I mean. E, por favor, vamos comentar sobre a beleza escultural deste homem, porque se isso algum dia virar filme eu PRECISO de Chris Hemsworth para interpretá-lo.

Eu realmente indico esse livro.

A escrita da Carina é adorável, as descrições são excelentes e todos os personagens são bem desenvolvidos. Eu acho muito merecido o sucesso que essa mulher está tendo pelo Brasil e realmente desejo que ela continue assim; E PELO AMOR DE DEUS SE HOUVER UMA CONTINUAÇÃO OU QUALQUER COISA EU PRECISO SABER.

Procura-se um Marido é o tipo de livro que te prende e te faz ansiar por cada capítulo – eu fui daquelas que prometia: Só mais um... E acabava lendo duzentas páginas num só dia.

Parabéns a autora pela obra excelente, pela editora pelo trabalho bem feito com a capa, diagramação, etc.

LEIAM PROCURA-SE UM MARIDO ASSIM QUE PUDEREM!


Título: Procura-se um Marido
Autor: Carina Rissi
Editora: Verus
Gênero: Chick-lit
Nota: 5

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

5 comentários:

  1. Mto boa a resenha... tb surto com livros, mas não com romances, bom nem tanto

    bjo
    Pah
    dicalivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Pah! Eu não surto muito com romances, a coisa tem que ser REALMENTE boa pra me chamar a atenção, prefiro livros de ficção fantástica :D
      Recomendo MUITO esse livro da Carina!

      Beijos,
      Denise Flaibam.

      Excluir
  2. ahauhauhauhauha
    Adorei a forma como você fala!!! kkkkkkk
    Tenho um amor eterno pela Carina, Comecei lendo Perdida, e logo depois li o Procura-se um marido. Se você se encantou com Max, imagine só o Ian. hehehe
    Também gostei demais de Alicia, e nem costumo gostar desse tipo de protagonista patricinha. A amizade dela e de Mari tb é ótima!! E Max é realmente o Maxxxxxx!!! kkkkkkkkkk
    Bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! HAHAHAHAHA
      Eu amo muito muito a Carina, ela é um amorzinho de pessoa e uma destruidora de vidas por criar homens tão BUIASIFBAIUFGBSAIUGBAUBGA
      Eu terminei de ler Perdida não faz muito tempo E MEU DEUS DO CÉU O IAN. CADÊ PERDIDA 2?! D:
      O Max é... né... O MAAAX. Mas o Ian também e CARINA PARA DE ARRUINAR MINHA VIDA!

      Beijos,
      Denise Flaibam.

      Excluir
  3. Resenha fabulosa, os livros da Carina são verdadeiras obras de arte. Você não poderia ter feito melhor escolha de palavras. Concordo com tudo. Parabéns!!!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!