#TBT: A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça


O #TBT de hoje é sobre um filme que marcou uma parte muito importante da minha vida. Parece estranho falar isso do filme em questão, mas é a mais pura verdade. A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça é, junto a outros, como O Patriota, Gladiador e afins, um filme que eu assistia junto com o meu pai toda vez que ele passava na Globo. Não importava o dia, o horário - normalmente tarde da noite -, ou quantas vezes já o tivéssemos visto; se o filme começasse a passar e eu e meu pai estivéssemos na sala, nós iriamos assistir, mesmo que minha mãe ficasse mandando os dois desligarem a TV e irem dormir.

E eram sempre os mesmos filmes. E eu amava isso.

Mas voltando a falar sobre o filme, a paixão por ele foi tão grande que assim que comecei a comprar meus DVD's, ele foi uma das primeiras aquisições. E só de fazer este post já estou com vontade de re-assistir!

Alfredo segurando meu DVD.
A Lenda do Cavaleiro Sem Cabeça é baseado em um conto de 1820, de autoria de Washington Irving, e conta a história do detetive Ichabod Crane que é enviado de Londres para um, até então pacato, porém agora sombrio e atormentado, vilarejo chamado Sleepy Hollow (título original). Tendo como diretor Tim Burton, é óbvio que o papel do detetive ficaria aos cuidados do seu mais fiel parceiro, Johnny Depp.

Burton + Depp = personagens nada convencionais.
O que assombra o pequeno vilarejo nada mais é do que um Cavaleiro Sem Cabeça, que anda atacando alguns cidadãos e lhes cortando a cabeça fora. Cabeças essas que o Cavaleiro faz questão de carregar consigo. 

Eis aqui o terrível Cavaleiro Sem Cabeça.
Ichabod é um homem cético e não acredita na lenda e  relatos que ouve. O detetive busca alguma solução lógica para os assassinatos, até o momento fatídico em que se depara com o Cavaleiro.

Ops, você viu alguma coisa Ichabod?
 A partir daí, ele se vê obrigado a mergulhar em um mundo que desconhece para poder salvar a si mesmo, a bela Katrina e o restante do vilarejo.

- Não, mas talvez haja algo de bruxa em você, Katrina.
 - Por que diz isso?
 - Porque você me enfeitiçou.
O filme mistura cenas de terror, principalmente se você for uma garotinha assistindo a um filme de madrugada ao lado do seu pai, com um tipo de comédia que apenas Johnny Depp é capaz de nos proporcionar. Alguns elementos steampunk nos brindam com cenas como esta:

Ichabod e seus acessórios. Um charme.
Sinceramente, se você não assistiu a este filme deveria se sentir envergonhado. Onde você esteve por todos estes 15 anos? Por favor, olhem este homem e a coragem que ele emana! 

Reação muito digna, Ichabod.
Sem falar em toda a relação Ichabod x sangue, e a atração que o segundo parece ter pelo primeiro. Porque se houver Ichabod e sangue em uma mesma cena, a chance de que o detetive vá acabar sujo é de 90%.

Ichabod e sangue, uma história de amor melhor do que Crepúsculo.
Eu realmente não sei o que mais posso falar para convencer alguém a assistir este filme. Porque pra mim os motivos são muito óbvios. Caso você não tenha sido convencido até agora, acho melhor tentar um outro post que eu fiz sobre Sleepy Hollow, mas desta vez sobre a série produzida pela FOX. Algum deles você tem de amar, o filme ou a série, ou eu vou contar pra minha mãe e não vamos mais poder ser amiguinhos!

Eu, quando alguém diz que não gosta do filme.
Por fim, deixo de bônus um compilado com momentos memoráveis deste adorável detetive.

Amem esse homem, por favor.

Share this:

, , , , ,

COMENTÁRIOS

2 comentários:

  1. Outro dia estava passando na tv esse filme e meu pais: ele parece meio idiota!
    Eu: pai existe filme com o Depp que não seja idiota? (engraçado etc)
    Bom, quero ver esse filme o mais breve possível ahusahs!Bjs, se puder comentar nessa resenha ajudará muito:
    http://resenhasteen.blogspot.com.br/2014/07/despertar.html
    Bjs, Nay =D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nay, obrigada por comentar! :)
      Pois é, como tu mesma disse, não existe filme com o Depp que não seja... excêntrico. hahaha
      Mas realmente recomendo este, vale muito a pena ver! Espero que tu assista ele, e depois vem comentar comigo o que tu achou. Ficarei aguardando.

      Beijos!

      Att.,
      Eduarda Henker.

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!