Resenha: O coração dos heróis

Agradar à gregos e troianos é tarefa árdua e muitas vezes impossível, talvez por isso David Malouf tenha falhado tão piamente com seu livro. O coração dos heróis retrata uma parte muito específica dos dez anos que foram a guerra de Troia: a morte de Pátroclo pelas mãos de Heitor, a vingança de Aquiles que não satisfeito apenas com a morte do inimigo arrastou o corpo do príncipe por onze dias em frente as muralhas de Troia, e o gesto de rei troiano, Príamo, que vestiu-se como um homem comum e desceu até o acampamento grego, onde clamou ao algoz de seu filho que lhe devolvesse o corpo do mesmo.


Sinopse: A batalha entre gregos e troianos não termina em chamas. Existe sofrimento, tristeza e redenção no coração dos guerreiros. Quando todos acreditavam que as chamas que engoliam Troia eram o pior a se esperar, eis que Aquiles, possuído pelo desejo de vingar a morte de seu tão estimado Pátroclo, mata Heitor e arrasta seu corpo durante onze dias em sua carruagem, perto das muralhas da cidade. Nenhum grego - ou troiano ousa impedir o feito, a não ser o pai de Heitor, Príamo, rei de Troia, que precisa se despir de seu orgulho e grandeza e se dirigir ao território inimigo a fim de resgatar o corpo do filho. Um poderoso romance sobre a guerra de Troia, em que os humanos são muito mais que joguetes nas mãos dos deuses e no qual os sentimentos disputam acirradamente o domínio sobre o coração de cada grande guerreiro em campo de batalha.
Sou uma apaixonada convicta pela Guerra de Troia, principalmente pela figura de Helena, aquela cuja beleza creditam toda esta guerra. Mas também me encanta toda a tragédia que envolve Heitor e Paris, episódio este narrado no livro. Já faz algum tempo que estava de olho nesse livro em questão, sua capa e título sempre me atraíram visualmente, assim como o fato de pertencer a editora Leya, por quem tenho grande apreço.

- Eu o carreguei - sussurra ela - aqui, aqui - e, com o punho fechado, bate no peito. - É a minha carne que está sendo arrastada pelas pedras lá.
Como podem perceber, O coração dos heróis tinha todos os elementos para se tornar uma leitura prazerosa e envolvente, com grandes possibilidades de virar um dos meus livros favoritos. Mas, infelizmente, não foi o que ocorreu. Com uma narrativa maçante e ausente de fatos concretos, onde o leitor se perde em meio a devaneios dos personagens e precisa passar por parágrafos que dão voltas e voltas em pensamentos desnecessários e que apenas poluem o livro.

- Chame por mim, Príamo - diz ele brandamente -, quando as paredes de Troia estiverem caindo ao seu redor, e eu o ajudarei.
(...)
- E se, quando eu chamar, você já estiver entre os mortos?
(...)
— Nesse caso, pior para você, Príamo, porque não irei lhe ajudar.
É muito complicado fazer uma resenha negativa, porque todo livro é o fruto de trabalho e dedicação de uma pessoa. No entanto, devo isso aos leitores do blog. Portanto, minha conclusão sobre este livro é a de que: não indico a leitura do mesmo. Não que você não deva ler, pois toda leitura traz frutos e o que não é bom pra mim não é necessariamente ruim para as outras pessoas também. Mas, se me pedirem para indicar algum livro, O coração dos heróis não estará na lista.

Título: O coração dos heróis
Autor: David Malouf
Editora: LeYa
Nota: 2

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

12 comentários:

  1. Nossa que chato né? Eu sempre tive vontade de ler esse livro, mas agora já não sei rsrs
    Obrigada pela honestidade, talvez ainda leia, mas vou colocar para trás na fila ^^.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, sempre quis ler ele e quando finalmente consegui... decepção.
      Se você ler, comente comigo o que achou! ;)

      Att.,
      Eduarda Henker.

      Excluir
  2. Li o título e pensei: certeza que é um livro sobre guerra/guerreiro. Sou extremamente apaixonado por guerras e adoraria ler um com um toque fantástico que se passe em meio a segunda guerra mundial. Adoro a história da Guerra de Troia e daria para se construir uma história muito, desculpe a palavra, foda. Mas como disse que não indicaria, não deve ser tão bom.

    www.babilorentz.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo, adoraria um livro com toque fantástico durante a Segunda Guerra e também amo a Guerra de Troia. Quanto ao livro, como eu disse, infelizmente não recomendo.

      Att.,
      Eduarda Henker.

      Excluir
  3. Não gosto muito de temática com guerras, mas adorei a resenha, houve bastante sinceridade e assim que é bom!
    Beijos,
    http://leiturasemfrescuras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gosta bastante da temática, principalmente dessa guerra em questão. Mas dessa vez não deu pra mim, :(
      Obrigada por comentar! o/

      Att.,
      Eduarda Henker

      Excluir
  4. Adoro livros com essa temática, mas sei lá não chamou minha atenção, talvez pela nota que vc deu, mas de qualquer forma eu não leria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito ruim ter de fazer uma resenha negativa, mas me sinto no dever de ser leal aos leitores do blog. Se eu não gostei eu vou dizer, por mais que isso doa. :/

      Att.,
      Eduarda Henker

      Excluir
  5. Aaaaahhh eu também sou apaixonada pela guerra de Troia esse livro tem tudo para me agradar, e eu não conhecia ele ainda, como que isso é possível? Adorei a sua resenha e já estou super ansiosa para ler o livro e estou achando que irei me identificar com a Helena.
    Beijos *-*

    ResponderExcluir
  6. Gosto muito de filmes sobre guerra mesmo sabendo que ser resume a sangue, batalhas e discussões polícias e religiosas. A historia e sempre bem feita isso e importante !

    ResponderExcluir
  7. Eu li esse livro... demorei um pouco e tal... fui lendo, lendo, lendo... Achei interessante, sabe? Mas eu esperava mais. HAHAHAHAH Olhei para essa capa, me apaixonei e logo comprei.
    "- Eu o carreguei - sussurra ela - aqui, aqui - e, com o punho fechado, bate no peito. - É a minha carne que está sendo arrastada pelas pedras lá." Eu amo essa quote, quando estava lendo, lembro de ter tirado foto dele e enviado para algum amigo meu. Me doeu bastante ao ler, não vou mentir. x_x MAS eu esperava bem mais, como falei.

    ResponderExcluir
  8. O período da guerra de Troia é muito rico em história, assim como toda a mitologia grega e romana, que consegue mexer com nosso imaginário, minhas expectativas por esse livro sempre foram muito altas, quando comecei a procurar por resenhas antes da compra, a vontade foi diminuindo até que eu declinasse da compra, é chato quando o autor tinha tudo na mão e infelizmente não soube aproveitar e desenvolver melhor seu trabalho, ainda quero ler, apenas não sei quando.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!