Top #10: Heróis Favoritos

Encontrei um top 10 um pouco diferente lá no blog Por trás das linhas e resolvi dar uma adaptada pra trazer aqui. Em vez de ter top toda terça-feira, vou fazer um especial aqui porque adorei a ideia dos 10 heróis favoritos e depois me senti desesperada porque goddamnit, escolher só dez?!



Não está em ordem de amor. Está em ordem de memória. Porque conforme eu ia me lembrando deles, fui colocando na listinha. Não significa que eu ame mais um ou menos outro; são todos meus amorecos.

1 - Os sete (Os Heróis do Olimpo):
Ah gente, não dá né? Me pedir pra escolher entre qualquer um deles é o maior vacilo de todos. Piper, Jason, Percy, Annabeth, Leo, Frank e Hazel são os heróis do Olimpo por grandes motivos, e não dá pra separar um favorito. (Mentira, dá sim, eu amo mais a Piper, o Jason e o Leo, mas os outros não precisam saber disso). A questão é que os sete são grandes porque cada um luta e cresce à sua maneira, se tornando o seu próprio herói por causa disso, e é isso que eu admiro tanto nos livros dessa série.

2 - Rose Hathaway (Vampire Academy):
Porque POR FAVOR NÉ. Quem me iniciou nesse amor a personagens de livro com personalidades fortes, todas trabalhadas no sarcasmo? Quem foi a primeira rainha do sass longe de cinemas ou séries de televisão a quem eu dediquei todo o meu amor? Rose, a guardiã mais turbinada por piadas bobas e comentários irônicos e todo um jeito badass de ser, não podia faltar nessa lista, né, galera.

3 - Remus Lupin (Harry Potter):
Remus é um herói tanto quanto Harry ou qualquer outro na franquia mágica que é HP. Tem defeitos e traumas e problemas, mas salvou vidas e morreu protegendo aqueles que ele amava, tal como um verdadeiro maroto tem que ser.

4 - Liraz (Feita de Fumaça e Osso):
Foi difícil não colocar a Karou ou o Akiva ou o Ziri aqui. Mas a Liraz, graças ao último livro da trilogia, mereceu muito estar nessa lista. A serafim de trejeitos sombrios, postura mortífera e coração inalcançável se mostrou uma das personagens mais quebradas e necessitadas de um abraço durante o decorrer do último volume, e eu tive muito orgulho da coragem e da evolução heroica dela no decorrer da trama.

5 - Cassiopeia (A 5ª Onda):
MINHA CASSIE! Sozinha, possivelmente a última sobrevivente da invasão, lutando para encontrar o irmãozinho a quem jurou proteger, Cassie é uma garota meio soturna pelo pesadelo que dominou sua vida quando as ondas começaram, mas bastante esperançosa para alguém que viu tanta merda seguida. Gosto muito do jeito forte com que ela encara os obstáculos e de nunca desistir, não importa o que venha pela frente. Definitivamente uma das minhas heroínas de distopia favorita.

6 - Jem Carstairs (As Peças Infernais):
A pessoa está enfrentando uma doença grave desde criança e ainda assim consegue se dedicar a proteger quem ama. Apesar de toda a dor em sua vida, Jem se deixou amar e ser amado por algumas pessoas seletas - outras mais e outras menos. Tessa e Will são aqueles que detém toda a sua devoção e carinho e são aqueles por quem o Jem faria de tudo para mantê-los seguros. Eu amo, apaixonadamente, a maneira com que a Cassandra desenvolveu esse amor entre eles, e o Jem está nessa lista como herói por todos os perrengues e tragédias que precisou enfrentar antes de, finalmente, poder ser completamente feliz.  

7 - Isobel (Nevermore):
Minha líder de torcida badass favorita! Isobel é tudo que um esteriótipo poderia pedir: loira, magra, olhos azuis, visual sempre impecável, namorada de um dos melhores jogadores do time (ex-namorada, né, perdeu playboy), líder da torcida da escola... Mas, bem, ela resolveu deixar essa normalidade pra lá pra salvar um rapaz gótico com quem se envolveu romanticamente e acabou descobrindo ser o amor da sua vida. E não só salvar a vida dele como também a própria, a da família e possivelmente de toda uma realidade paralela. É, rapaz, ser líder de torcida não é mole não.

8 - Aaron Warner (Estilhaça-me):
MEU WARNER SOFREDOR ASJKFNAUIOGBAUOBAUO. Ele não é exatamente um herói, admito. Ele tá mais pra um total anti-herói, pelo menos até a metade da trama desses livros. Mas não tem como tirar o crédito de todas as coisas boas que ele fez pela Juliette - basicamente, ajudando ela a crescer e ter fé em seus poderes - e pelos rebeldes. Warner pode ter seus problemas, causados pelo passado turbulento e pelo pai maldito, mas é um herói à sua maneira.  

9 - Murtagh (Eragon):
Ah gente, momento nostalgia. Não venham falar que Murtagh é um traidor porque ele é um poor baby que foi coagido a se tornar cavaleiro de dragão por causa do maldito Galbatorix. Ele nunca foi mal, ele sempre foi incompreendido. E diabos, eu me odeio por nunca ter lido o final - é só que, argh, livro gigante. O que importa é que o Murtagh foi uma das minhas primeiras e mais fortes paixões literárias e ele super merece estar aqui, porque tal como fez coisas ruins, fez coisas boas também.

10 - Lúcia Pevensie (As Crônicas de Narnia):
Minha querida Lúcia! Fiquei tentada a colocar o Aragorn aqui, mas quero ver muita presença feminina nessa lista e vocês já me conhecem o suficiente pra saberem meus surtos pelo herdeiro de Gondor, então vamos de Narnia porque eu não surto o suficiente por essa lindeza aqui!
Essa garota é toda esperança e inocência e "rainha Lúcia, a destemida". E, principalmente, fé. Eu adoro como o Lewis trabalha bem essas nuances nos irmãos Pevensie e a Lúcia sempre foi a minha favorita por representar a força que os sentimentos mais puros podem ter. Por isso, para fechar essa lista, a minha queridinha de Narnia.

Menção honrosa: 



Serafine (Os Mistérios de Warthia):
Ah gente, claro que eu ia trazer minhas protagonistas aqui pra uma menção rapidinha!
Serafine, toda pavio curto, estressadinha dos Quatro Reinos, meio Korra meio Rose Hathaway, que, apesar dos problemas, não tem medo de encarar os desafios de frente - e deuses eternos, essa garota encontra problemas como um gato consegue encontrar ratos! Gosto muito de escrever a parte corajosa da Serafine, mas também a amo pela maneira com que ela cresceu sozinha no decorrer dos livros. Apesar de não ser a minha personagem favorita, é definitivamente uma das criações das quais eu mais me orgulho!


Moira (Rubi de Sangue):
A Moira, por fim, é aquela menina inocente e corajosa, que quer desbravar oceanos mas não tem certeza de que é capaz. Sonhadora, apaixonada por livros, doce e perigosa quando precisa. Não posso falar muito sobre ela para não dar spoilers, mas o desenvolvimento da Moira foi uma das coisas que eu mais gostei de trabalhar ao escrever Rubi de Sangue. E espero que vocês, quando lerem, venham a amá-la também!

Share this:

, , , , , , , , , , ,

COMENTÁRIOS

3 comentários:

  1. Ah, que maravilhoso <3

    Rose & Jem & Serafine <3

    Amei a tag Denise. Maravilhosa ;)

    beijos :*

    ResponderExcluir
  2. Oi Denise!
    Ahh, como não amar a Rose? Acho ela maravilhosa, não só como personagem, como uma pessoa e si. O fato de arriscar tudo pela amizade e lealdade a Lisa. É lindo o elo entre elas, e um dos principais motivos de ter me apaixonado por VA. Do Heróis do Olimpo, acho que Nico (que não é um dos sete) e Leo, foram os mais heróicos no fim. Acho que eles sacrificaram tudo, e mereceram o fim que tinham. Diferentemente do pessoal que ficou irado com o fim de O Sangue do Olimpo, eu achei digno, e me maravilhei com Leo, pela primeira vez, colocando-se em primeiro lugar.
    Lupin, Sirius, HP tem uma avalanche de heróis <3

    Abraços
    David Andrade
    http://www.olimpicoliterario.com/

    ResponderExcluir
  3. Eu (ainda) não li todos os livros desse top, li os três primeiros e concordei 100% com você, hahahahahha
    Rose, para mim, é a melhor de todos os tempos.

    Beijo,
    Sara | Livro de gente
    www.livrodegente.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!