Os melhores jogos da minha vida


Eu não falo o suficiente sobre jogos aqui, e como estou aproveitando essas férias longas para atualizar minha infinita lista de jogos zerados, resolvi trazer aqui meus 6 favoritos (em uma tabelinha que aumenta constantemente, mas que tá aí para a nossa alegria). 

Porque a vida é feita de surtos, seja por cinema, séries, livros ou jogos!


Dishonored

Na trama, você joga com Corvo Attano, um oficial da Imperatriz que é acusado injustamente do assassinato da mesma. Para salvar a herdeira do trono e provar sua inocência, você precisa se infiltrar nos jogos políticos dos responsáveis pelo assassinato, usando seus poderes como escolhido de um submundo mágico para alcançar a verdade.

Dishonored é meu favorito de todos os tempos. Tem uma trama impecável, jogabilidade excelente e um roteiro fenomenal. O mundo steampunk é muito bem ambientado e os gráficos são únicos. Vale a pena jogar se você quiser uma história impactante e escolhas que alteram o fim do jogo.


Assassin's Creed

Eu não citei um especificamente porque Assassin's Creed é minha franquia de jogos preferida e seria injusto apontar somente um dos muitos que compõem a série.

O básico de Assassin's Creed é: você tem o presente, onde uma corporação multimilionária usa memórias de antepassados para interpelar informações perdidas no tempo, informações essas que garantem poder absoluto à corporação, e o passado, onde seu personagem é lançado até as memórias dos ancestrais, e você joga com tais ancestrais para entender e assistir ao cenário que eles viveram. Cada jogo viaja por determinada época no tempo, desde as Cruzadas, Renascimento, Independência dos Estados Unidos, Era de ouro da pirataria, Revolução Francesa, Revolução Industrial e muitos outros períodos dentro das DLCs. É um prato cheio para quem ama história e ama personagens cativantes.


The Last of Us

Esperei exatos quatro anos para poder colocar as mãos nessa belezura. Quatro anos fugindo de spoilers, sem assistir nenhum gameplay, me esquivando quando via alguma notícia falando sobre a trama e os personagens e qualquer coisa. Eu conhecia toda a história por causa das divulgações e por ter acompanhado alguns canais jogando momentos do jogo sem grandes revelações, mas, de resto, era só expectativa.

E quando eu joguei, senhoras e senhores, foi só alegria. Isso não é só um jogo, é uma obra de arte. É a melhor histórica apocalíptica que você vai conhecer na sua vida, com os personagens mais profundos e quebrados, com cenários deslumbrantes e catastróficos, com um plano de fundo intenso em meio a uma corrida para escapar do fim da humanidade. The Last of Us é o tipo de jogo que deveria ser emoldurado para ficar no Louvre.


Alien Isolation

Bom dia, você gostaria de sofrer a experiência de um ataque cardíaco? Então vem comigo.

A franquia Alien me é muito querida, e quando anunciaram o jogo de survival horror baseado nos filmes, com grande semelhança com primeiro Alien, aquele de terror real, que te deixava grudada na cadeira por quase toda a película, eu surtei, obviamente. Alien Isolation tem a atmosfera de um bom terror, mesclando corridas frenéticas a ameaças silenciosas, te obrigando a se esconder porque a maior ameaça de toda não pode ser derrotada.

Nesse jogo, ou você corre ou o bicho pega. Afinal de contas, no espaço ninguém vai te ouvir gritar.


Skyrim

Uma das maiores franquias de fantasia do mundo, Elder Scrolls tem diversos títulos anteriores a Skyrim, todos referentes a um mesmo universo. Mas esse, em questão, é meu favorito, o jogo sem fim que eu adoro fingir ter zerado, mas nunca vou fazer de fato.

Skyrim é um mundo aberto. Você tem a missão principal, onde seu personagem, o "escolhido" da história, precisa derrotar um dragão ancestral que está ressuscitando todos os dragões de Skyrim, criando um reinado de terror. Ao mesmo tempo, você escolhe suas alianças - entre os Imperiais, governo oficial, ou os Stormcloacks, rebeldes - e participa da guerra pela conquista do continente. É um jogo rico visualmente e emocionalmente falando, especialmente para amantes da fantasia como eu.


Resident Evil

Não causa tantos ataques cardíacos quanto Alien, mas já deu muito problema nos nervos de muita gente.

Resident Evil é uma franquia monstruosa, figurada e literalmente falando. Com seis jogos oficiais - o sete para sair agora no fim de janeiro - e diversas DLC's, Resident Evil também ganhou as telonas do mundo todo em uma série de seis filmes, ganhou livros, histórias em quadrinho, o que você quiser tem.

A história é simples até, mas ela se expande conforme o tempo passa e a grandiosidade do alcance da catástrofe bioquímica atinge o mundo. A guerra é contra a Umbrella, mas vai além dela em meio a jogos de poder e vilões caricatos ansiosos pela perfeição. E definitivamente merece estar aqui por ter me apresentado aos famosos zumbis!

Share this:

, , , , , , , , ,

COMENTÁRIOS

1 comentários:

  1. Oi Denise, acredita que eu sempre tive medo de jogar Resident Evil? kkkkk eu sei, meus amigos vivem tirando saro de mim por causa disso, mas não sei se um dia vou ter coragem de jogar.
    Beijos
    [SORTEIO] Aniversário de 1 Ano: Livro - Perdida
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!