Controle remoto: The Fosters - Queria Estar Lendo

Controle remoto: The Fosters

           

The Fosters é uma série americana, teve sua estreia em 2013, com um total de 5 temporadas, transmitida aqui no Brasil no canal Sony. Comecei a série recentemente e em cerca de 3 dias acabei a primeira temporada.

A série gira em torno da família Foster que é composta por Lena, vice-diretora de uma escola, que é casada com Stef, uma policial e possuem 3 filhos, dois deles adotados e o outro filho de Stef com Mike, seu parceiro de trabalho, com quem já foi casada.

Eis que o sossego dessa família alternativa não dura muito tempo quando Lena conhece Callie, uma adolescente recém saída do reformatório e resolve acolhe-la até encontrarem um lar definitivo para ela.

          
Lena é extremamente amorosa e coração mole, o que a leva a tomar certas atitudes muito mais pela emoção do que pela razão. Ao contrário de Stef que leva as coisas bem mais na razão, mas também tem lá seu lado manteiga derretida. Essas duas mães-leoas fazem de tudo para manter essa família unida, seus filhos adolescentes na linha e ainda manter uma boa relação entre elas, o que não é nada fácil.

Seus filhos adotivos, apesar de tudo que poderia dar errado, são bem unidos e é lindo vê-los defender suas duas mães sempre que alguém aparece com algum olhar torto. Brandon é o principezinho da família, super talentoso no piano e muito responsável, um excelente irmão mais velho. Jesus é o típico garoto atlético americano que arranca suspiros das meninas pela escola, apesar de ter TDAH e se tornar um pouco irritadiço as vezes. Mariana é irmã gêmea de Jesus, sabe aquela adolescente bem perdida na vida? Essa é Mariana, naquela fase em que tenta se encaixar no meio da bagunça do ensino médio.

Já Callie, ao contrário do que possa parecer, não é assim tão problemática em alguns aspectos. Super protetora com o irmão mais novo Jude de quem ela se sente responsável. Os dois perderam a mãe quando pequenos em um acidente de carro no qual o pai dirigia e estava embriagado, o que levou ele a ser preso. Desde pequenos, caíram no sistema de adoção e foram sendo colocados em diversos lares temporários que não deram certo.

Callie toma várias atitudes impulsivas na série, muitas delas geradas pelo instinto protetor que tem com o irmão. Muitos dos lares temporários pelos quais os dois passaram causaram nela diversos traumas, desta forma, ela é bem fechada quanto aos seus sentimentos e não se deixa envolver com outras pessoas. 

           
Alguns acontecimentos da série são bem previsíveis, mas a peculiaridade de cada personagem e a história por trás de cada um deles que vai sendo desvendada ao longo dos episódios a torna extremamente envolvente. Todos eles são muito cativantes e é difícil não se apaixonar por eles, até mesmo a Mariana que muitas vezes toma decisões estúpidas erradas e ferra com tudo gera confusão.

O fato da série retratar uma família não tão tradicional foi o que me chamou mais atenção para iniciar. A quebra de tabus vem ao longo dos episódios de forma sutil, mas está sempre lá e foi isso que me fez adorá-la. As atitudes de todos os personagens com relação a família é encantadora, naquele estilo “eu posso reclamar da minha família, você não”, eles se defendem com unhas e dentes de verdade, é lindo de ver.

E você? Conhecia a série? Já assistiu? O que achou? Me conta aí nos comentários. 

Share this:

, ,

COMENTÁRIOS

8 comentários:

  1. Oi, Raquel
    Não assisto séries mas essa me lembrou aquelas bem divertidas que tem no enredo uma família super diferentona mas que tem piadas muito engraçadas. Eu provavelmente, se quisesse, poderia assistir porque esse tipo de enredo me cativa e muito. Adorei saber que a família quebra esse tabu ao trazer duas mulheres na relação, filhos adotivos. Isso é muito interessante e poderia ter mais vezes nas séries.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se assistir, venha contar o que achou! Também acho que deveriam ter mais séries assim.
      Beijos!

      Excluir
  2. Oi Raquel,

    Lista de séries para assistir é o que eu mais tenho no momento então uma a mais não vai fazer diferença rsrs.
    Gostei da dica.
    Bjs e uma ótima semana!
    Diário dos Livros
    Siga o Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois vem aqui contar o que achou. Sobre listas intermináveis de séries: te entendo MUITO, já perdi a conta de quantas tem na minha haha
      Beijos

      Excluir
  3. Faz um tempão que eu conheço essa série, mas vou confessar que ainda não terminei, acabei enjoando e não voltei até hoje. Mas eu gosto muito dela, vale a pena assistir sim, tem uns acontecimentos muito legais !

    Uma chata moderna

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ela é o tipo de série que não dá aquela sensação de "ai Meu Deus, o que acontece agora? PRECISO ver mais" fico vários dias sem ver também.
      Beijos!
      Obrigada por coemntar

      Excluir
  4. Oi, Raquel!
    Eu cheguei a acompanhar a série quando começou, mas acabei largando na metade, eu acho.. Não suportava a Callie.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Callie é a adolescente mais confusa que já vi! Te entendo por enjoar dela
      Beijos!
      Obrigada por comentar

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!