Resenha: A sangue frio

Um dos primeiros livros que li e não eram de autoria de Agatha Christie, a rainha do mistério. O que mais me chamou atenção no livro foi o fato dele ser baseado em uma história real; comecei a lê-lo como uma brincadeira, apenas para fazer comentários com minha irmã - que tinha de ler o livro devido a faculdade - e acabei completamente apaixonada pela escrita de Capote.

Sinopse: Um homem religioso, uma mãe depressiva, um adolescente, uma garota dona de casa, um cachorro amedrontado e dois ladrões frustrados. Esses e outros personagens são os ingredientes chave para o romance jornalístico A sangue frio, de Truman Capote. O livro é uma reportagem investigativa sobre o assassinato de quatro membros da família Clutter, o casal e seus dois filhos caçulas, ocorrido em 1959 na cidade de Holcomb, no Kansas, Estados Unidos.

A riqueza na descrição dos detalhes me transportaram para a horripilante noite do assassinato da família Clutter e me fez sentir conhecida dos moradores da pequena cidade de Holcomb - foi como fazer uma viagem macabra sem sair de casa.Me senti enraivada quando li sobre o crime, mas no final do livro quase senti pena de Dick e Perry, dois ladrões muito, na falta de uma palavra melhor, burros.

Os Clutter eram uma família conhecida e respeitada na cidade, os últimos que qualquer conhecido esperaria encontrar mortos. A narração de Capote insere o leitor dentro de dois mundo ao mesmo tempo: o da família, nos apresentando aos quatro membros ainda em vida e seus relacionamentos uns com os outros e ainda com terceiros; e o outro, o mundo de Dick e Perry, que procuram uma maneira de ganhar dinheiro fácil e acabam se deparando com o Clutter.

Ainda dentro da cabeça dos ladrões, o autor nos mostra o vicio em aspirinas de Perry e o relacionamento dele com Dick, tornando assombrosamente fácil simpatizar com ele - há também quem diga que Capote era apaixonado por Perry, o que me leva a comentar: nunca li nenhum livro com uma fama e "lendas" como A Sangue Frio.

Preciso confessar que, muitos antes de A Menina que Roubava Livros me tirar o fôlego com soluços desesperados em seu fim, o livro de Capote já havia me feito derramar algumas lágrimas. A escrita não é permeada de emoção, como estamos acostumados, mas a cena em que o namorado de Nancy descobre sobre o seu assassinato me partiu o coração em pedaços. E depois, quando observei a amizade entre ele e a melhor amiga da garota crescer e então murchar, fez com que eu entrasse em uma nova maneira de compreender livros e as relações interpessoais que eles nos apresentam.

Fato é que, mesmo quando Dick e Perry são presos e a maneira com que os crimes foram cometidos - assim como seus motivos - são revelados, você ainda não consegue odiá-los completamente (ou sou eu mesma que devo ter problemas e simpatizo com assassinos?). Ainda estou tentando me decidir se isso é devido a imparcialidade da escrita, ou se Capote realmente pendeu mais para o lado dos rapazes.


Aparentemente Capote esgotou toda sua criatividade e excelente escrita em seu livro de maior sucesso, mas ainda assim não deixa de merecer todos os elogios que recebeu com a obra. "A sangue frio" é o melhor livro policial que já li (não-fictício também, mesmo embora algumas pessoas insistam em dizer que parte da história foi inventada por Capote) e um dos melhores livros que já li em toda minha vida, no apanhado geral. Merece de longe as cinco estrelas que tem.


Título: A Sangue Frio
Autor: Truman Capote
Editora: Companhia das Letras
Nota: 5

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

4 comentários:

  1. Embora sua resenha seja empolgante, não tive vontade de ler o livro pelo gênero!
    Ana.
    http://umlivroenadamais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah Ana, que pena! É realmente um livro ótimo e, embora o gênero seja policial, você poderia classificá-lo como qualquer outra coisa, menos policial. Em fim, fico feliz que tenha gostado da resenha!

      Excluir
  2. Truman Capote tem uma arte de descrever eventos. Esse sangue jornalistico nele, é algo mais para esse livro e é algo incrível. Querendo muito ler este livro, do Capote, até agora só tenho Cães Que Ladram

    ResponderExcluir
  3. Tenho esse livro na lista de leitura há muito tempo. Amo livro de crime. rsrs. A louca, né. Se vc tiver tendencia a gostar de assassino, somos duas. Amo livros que abordem a psicologia deles. Vc me empolgou!!! Beijos!
    www.viagensinterliterariasalua.blogspot.com.br
    www.literaturaesquizofrenica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!