Resenha: Híbrida - Neblina e Escuridão


Já faz um tempinho que eu li, mas finalmente tomei vergonha na cara para vir resenhar o livro da querida Mari Scotti. Minha demora para finalizar a leitura se deveu unicamente a minha preguiça temporária de leitora, porque Híbrida é bastante instigante e muito bem desenvolvido; uma leitura excelente para os fãs de vampiros. VAMPIROS de verdade, nada de fadas cintilantes que chupam sangue de cervos (aqui eu fujo da Mari, porque sei que ela gosta de Crepúsculo).

Sinopse: Por toda vida Ellene teve a sensação de ser diferente de seus irmãos e dos moradores de sua vila, pois não adquiriu características de lobisomem como era esperado, e afastava-se cada vez mais desta natureza. Com um espírito rebelde, resolve desvendar o passado em busca de sua verdadeira origem. O que não planejava era entrar no meio de uma rixa entre vampiros, a raça que aprendeu a temer e odiar desde menina. Para piorar, seus pesadelos voltaram: sonhos com um homem misterioso de olhos ameaçadores, envolvido por uma densa neblina. Há quase cem anos a rainha dos vampiros fora sequestrada e seu marido, Milosh, desde então busca incessantemente encontrá-la. O tempo é escasso e as autoridades do Conselho desejam eleger um rei omisso e cruel em seu lugar. Na tentativa de tardar a mudança, ele se une a maior inimiga da rainha. Qualquer erro pode condená-lo a morte e subjugar todos os seus iguais. Ellene e Milosh mal sabem que o que buscam os colocará frente a frente, em uma trama de intrigas, poder, amor e ódio.

Em Híbrida, temos uma trama sobrenatural muito profunda e bem trabalhada no suspense. Primeiramente, o que é mais legal, se passa no Brasil! No decorrer da história, acompanhamos dois personagens principais ligados por anos de mistério. Ellene, uma jovem ruiva que não se encaixa na vila onde vive – vila esta formada por homens e mulheres que se transformam em lobo durante a lua cheia – e Milosh, um vampiro centenário que vive numa melancolia infinita, visto que o amor de sua vida, a rainha dos vampiros, está desaparecida há muitos anos. Enquanto vemos Ellene tentando entender seus dramas pessoais, como o motivo de se sentir tão deslocada e também os estranhos sonhos envolvendo um homem misterioso em meio a uma densa neblina, Milosh corre contra o tempo para impedir que o cargo real dos vampiros vá parar nas mãos de um candidato nada confiável – para isso, ele usará de mentiras e disfarces, correndo contra o tempo para encontrar a sua rainha.

"Uma sociedade destruída, sem direcionamento. Sua única esperança está no lado oposto, vivendo nos sonhos, na mais densa escuridão."
Acho que fiz um bom resumo. Eu sou péssima em resumos! Sempre tenho vontade de sair contando o livro todo. Mas muito bem, vamos à resenha.

Mari tem uma narrativa muito bem equilibrada. Suas descrições são bem detalhadas e em certos momentos podemos nos ver passeando pela Avenida Paulista, assim como andando pela Europa alguns séculos atrás. Achei o mistério bem colocado nos momentos certos, assim como as explicações quando necessárias. Os personagens que mais me encantaram foram os protagonistas, ainda que Ellene me dê raivinha vez ou outra por causa de umas frodices que ela faz. Coisa normal em personagem principal, faz parte.

"Você está ai? Pensou. 
A voz veio imediata, rouca e masculina como ela se lembrava. 
Elizabeth?"
E sobre Milosh, ah, pobre e sofredor Milosh, deixa eu te amar e te fazer feliz, neném. Mari foi tão má com ele, coitadinho. Espero que no segundo livro a coisa melhore, porque tem dor demais na vida centenária desse vampiro bonitão!

"Estava cada vez mais feliz com o plano. Milosh, no entanto, ficava mais introspectivo e preocupado com o desenrolar das coisas. Seria mesmo o certo a fazer? Esperava saber antes que fosse tarde demais."
A construção dos personagens foi ótima, aliás! Consegui sentir a melancolia do Milosh em cada cena que ele aparecia, e a ansiedade e confusão da Ellene de maneira exemplar. Mari está de parabéns. A maneira como ela lidou com as raças sobrenaturais também foi bem legal. Gostei de como ela construiu toda a monarquia vampírica e a sociedade onde vivem os lobisomens, muito bacana mesmo.

O final merece um destaque porque MARI SCOTTI, COMO PODE? EU QUERO MAIS, SUA MALDITA! NÃO SE FAZ AQUILO COM SEUS LEITORES, QUE ABSURDO! Enfim, parei. Foi um final excelente, do tipo que te instiga a procurar ansiosamente por mais páginas e ficar decepcionado por não encontrá-las.


No geral, um livro ótimo! Para fãs de suspense, de criaturas sobrenaturais e de descobertas surpreendentes, vale a pena.

Nome: Híbrida, vol. 1 Neblina e Escuridão
Autor: Mari Scotti
Editora: Novo Século
Nota: 4

Share this:

, , , , ,

COMENTÁRIOS

7 comentários:

  1. Aaaaaaaaaaa meninaaaaaaa, valeu a pena a espera por essa resenha! Muito divertida e engraçada e prometo que não vou te bater por falar dos meus queridos vampiros cintilantes rum* kkkkk
    Você sabe o quanto fiquei feliz com sua aprovação, porque além de amiga e leitora, sou sua fã e amoooo seu modo de escrever e seus personagens, então sua aprovação com Híbrida era uma das mais esperadas! Obrigada! *-*
    Nem tenho palavras para os elogios, você é uma linda! Espero te surpreender muito no livro 2 e também a todos os leitores! Prometo que o Milosh vai sofrer menos, ao menos pela rainha será menos... muhahaha
    Te amo ruivinha!
    Beijo, Mari Scotti

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mari sua linda!
      Que bom que gostou da resenha, fui muito sincera. Seu livro merece elogios, ele é fantástico! *-*
      AHUAUHASUHSAUHASUHSAUHSAUH Desculpa por ter falado das fadinh... ops, vampiros da tia Steph :P te amo, não me mate.
      Eu REALMENTE amei seus personagens, foram cativantes e muito bem criados!
      Muito obrigada pelo comentário, flor!

      Beijos,
      Denis Flaibam.

      Excluir
  2. Ahhhhhh... Só fez piorar minha vontade. Necessito de Híbrida!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HEHEHEHEHE Leia leia, o livro é excelente, você vai amar!
      Obrigada pelo comentário :D

      Beijos,
      Denise Flaibam.

      Excluir
  3. Veja só, todo mundo quer mais dos vamps. HAHA Também qeuro saber mais sobre a hierarquia e tudo mais, foi o que mais me empolgou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. UHASUHUSAUHSAUHAS Mas é né, eles são fascinantes, to louca pra ver a Mari explorando mais dessa hierarquia, da corte vampírica, coisa assim, vai ser lindo! *o*
      Obrigada pelo comentário :)

      Beijos,
      Denise Flaibam.

      Excluir
  4. Reli a resenha e só dou risada com "Mari sua maldita!" KKKKK Consigo escutar você falando! Tão linda <3

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!