Li até a página 100 #EspecialReadAlong - Tash e Tolstói


Autor: Kathryn Ormsbee
Editora: Seguinte
Número de Páginas: 376


PRIMEIRA FRASE DA PÁGINA 100:

"Mas gosto muito de fazer Chá com Tash."

DO QUE SE TRATA O LIVRO?

Tash é uma adolescente apaixonada por Tolstói. Junto com Jack, sua melhor amiga, montou uma websérie onde adapta Anna Karenina para os dias atuais. Famílias Infelizes era só um pequeno projeto sem grandes repercussões, embora as duas sejam muito dedicadas e profissionais em relação a ele, até o dia em que uma youtuber famosa cita a websérie e elas ficam famosas em questão de horas. Muito famosas. Famosas o bastante para fazer com que elas concorram à Tuba Dourada, o Oscar das webséries, e também que ganhem fãs... e haters. Em meio a toda essa revolução, Tash ainda precisa lidar com os problemas da sua família e as dúvidas do seu coração.

O QUE ESTÁ ACHANDO ATÉ AGORA?

Denise: Maravilhoso nem começa a descrever. É uma história leve e muito divertida, o tipo de livro que com certeza vai dar vontade de reler assim que acabar. Eu amo a Tash, amo seus trejeitos, sua personalidade e presença em cena. Também amo suas interações com os outros personagens que apareceram até agora - principalmente com o Paul (que é um cupcake precioso) e com a Jack (ainda que a Jack me irrite e me dê vontade de entrar no livro pra dar uns safanões na cara dela de vez em quando) - e como a Tash se deixa levar pelas coisas que ela ama fazer; como ela se dedica de corpo e alma a isso.

Eduarda: Eu to curtindo muito, mas menos do que eu esperava curtir. Faz sentido? Não sei se eu esperava mais imersão na websérie ou mais contato com o mundo fangirl, com fandons e fanfics e afins. Quer dizer, os elementos estão ali, mas sinto como se eles fossem apenas pano de fundo para o desenvolvimento de alguma história maior, e eu esperava que eles fossem o destaque. Ao mesmo tempo, estou gostando de alguns pontos que foram levantados, mesmo que de maneira discreta, como a resolução de precisar ir embora, de querer arriscar, os planos para o futuro e como eles parecem pequenos mas é o que ela pode fazer no momento, o conflito da dor de partir em busca de um sonho e a felicidade de alcança-lo...

Bianca: tenho gostado bastante, me identifico com o lado fangirl e de fandom da Tash e da Jack -- embora a atitude negativa da Jack e a forma controladora da Tash me irritem um pouco. A narrativa é divertida, me faz rir em muitas partes, e consegue transitar entre o "Profundo" e o "risório" muito rápido e facilmente. Paul é uma preciosidade e eu gosto de como a autora diversificou bastante a sexualidade dos personagens, não ficando só na assexualidade da Tash. Gosto, também, de como os pais dela não estão ali só porque, no geral, adolescente tem pais. Ainda que com poucas frases, percebemos eles como personagens completos e acho que isso adiciona muito a história. 

O QUE ESTÁ ACHANDO DA PERSONAGEM PRINCIPAL?

Denise: A Tash sou eu, eu sou a Tash. Meus sentimentos com essa leitura têm sido assim. Apesar de ela ter um pouquinho mais de sonho de independência do que eu jamais terei, adoro como ela se identifica nas suas zonas de conforto, como sonha alto e acredita que dá pra alcançar e como esses 'sonhos' não são exatamente o esperado, mas são o que ela quer e o que ela gosta e isso é o suficiente. Também amo sua obsessão pelas ficções no geral; urrei com ela falando sobre O Senhor dos Anéis e outras histórias que moram no meu coração.

Eduarda: Achei que eu gostaria e me identificaria mais com ela do que de fato aconteceu, mas isso não prejudicou exatamente a leitura. Tash é alguém com quem consigo simpatizar muito facilmente, mas confesso que estou um pouco precavida com o que o futuro pode reservar. Normalmente livros do gênero e com personagens assim acabar tendo um arco com o qual não concordo, mas vamos aguardar.

Bianca: Não achei que eu fosse me identificar tanto, mas aconteceu. Especialmente no "relacionamento" dela com o Tolstói. Eu não sabia muito bem o que esperar desse livro, mas a Tash é divertida quando quer -- embora, como eu disse antes, o lance controlador e ansioso dela me irrite um pouco, as vezes eu só quero dar na cara dela e forçar ela a se acalmar. Mas ela funciona bem na história e acho que isso é a parte mais importante.

MELHORES QUOTES (ATÉ A PÁGINA 100):

Denise: Até a página 50 - "A primeira coisa que você precisa saber sobre mim é: eu, Tash Zelenka, estou apaixonada pelo conde Liev Nikoláievitch Tolstói. Esse é o nome oficial dele, mas, como somos próximos, gosto de chamá-lo de Léo." 
Até a página 100 - "Vejo sorrisos e sinais de positivo em resposta. O quarto está cheio de energia. Quase dá para ver os raios em neón rosa choque, verde e azul. Tem um sentimento comum no ar, de que algo está acontecendo. Algo grande, incerto e incontrolável. Maravilhoso e aterrorizante. Aterrorilhoso."

Eduarda: Até a página 50 - "- Paul está bancando o idiota completo. Só queria saber quem era Kevin, e eu tive que dar um curso rápido sobre ships. Ele nem sabia o que era isso, Tash. Dá pra acreditar? Como pode passar tanto tempo com a gente e nem aprender a arte de criar nomes pra casais?"
Até a página 100 -  Minha mãe também é uma filha. Ela é humana e tem sentimentos. Feridas profundas nem sempre cicatrizam.

Bianca: Até a página 50 - "Minha teoria era: contanto que o filho mais velho fizesse tudo certo, o outro podia despirocar."

VAI CONTINUAR LENDO?

Denise: Eu vou é continuar VIVENDO esse livro. Que hino! Acho que só Fangirl conseguiu traduzir muito bem como me sinto em relação à vida e aos relacionamentos e às coisas fictícias que eu amo tão bem quanto a Tash tá fazendo com maestria; me identifico pacas com a personagem e com a história dela e QUERO MAIS.

Eduarda: Fiquei curiosa sobre esse livro por muito tempo, antes mesmo de saber que ele sairia aqui no Brasil, então eu continuaria a leitura mesmo que não estivesse gostando. O que definitivamente não é o caso. Difícil mesmo é me contentar em ler só 50 páginas por dia.

Bianca: Yep. Por enquanto tem sido um livro divertido e, embora ainda não tenha "começado" direito o plot central, estou curiosa. É fácil ler e não acho que vai ser difícil terminar ele.

ÚLTIMA FRASE DA PÁGINA 100:

"E aí, pessoal? Sei que esse vídeo está atrasado..."

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

4 comentários:

  1. Olá meninas!
    Adoro posts com várias opiniões diferentes, sempre é bom para ter uma noção maior sobre a obra.
    E pelo que parece, eu vou precisar ler né? HAHAHA
    MUUUUITOS elogios!!!!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi meninas!

    Que ideia incrível, varias opiniões diferentes adorei isso. Olha eu acho que vou amar tanto quanto a Denise kkkk, estou super curiosa para ler este livro, afinal não se fala de mais nada não é mesmo? Essa capa e muito divertida fico feliz que todas as três esteja gostando.

    Beijinhos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir
  3. Oi meninas! E não peguei pra ler pq não tinha ideia do que esperar, mas agora já acho que vou curtir e me identificar com a protagonista. Adorei saber das primeiras impressões!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi, meninas!
    Que bom que vocês estão gostando da história. Nem preciso que vou me identificar com a Tash.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!