Resenha: Mulher-Maravilha - Sementes da Guerra - Queria Estar Lendo

Resenha: Mulher-Maravilha - Sementes da Guerra

Resenha: Mulher-Maravilha - Sementes da Guerra

Que tal a primeira resenha do mês das Mulheres da Literatura ser de uma obra empoderadora? Mulher Maravilha - Sementes da Guerra é o primeiro volume da série Lendas da DC - que vai reunir também histórias do Baman, Mulher-Gato e Superman. Lançado no Brasil pela Editora Arqueiro e escrito pela Leigh Bardugo (da Trilogia Grisha), essa obra narra uma das aventuras de Diana Prince antes de se tornar a grandiosa heroína que todo mundo conhece.
Sinopse: Antes de se tornar a Mulher-Maravilha, ela era apenas Diana. Filha da deusa Hipólita, Diana deseja apenas se provar entre suas irmãs guerreiras. Mas quando a oportunidade finalmente chega, ela joga fora sua chance de glória ao quebrar uma lei das amazonas e salvar Alia Keralis, uma simples mortal. No entanto, Alia está longe de ser uma garota comum. Ela é uma semente da guerra, descendente da infame Helena de Troia, destinada a trazer uma era de derramamento de sangue e miséria. Agora cabe a Diana salvar todos e dar seu primeiro passo como a maior heroína que o mundo já conheceu.
Diana não é a melhor amazona em meio às suas irmãs de batalha, mas está tentando. Filha de Hipólita, criada a partir do barro - e, por isso, julgada por muitas amazonas na ilha de Temíscera - Diana só quer se provar uma guerreira. E talvez o destino tenha lhe dado a chance de fazer isso: um barco naufraga nos limites da ilha e Diana salva uma garota dos destroços; Alia é uma Semente da Guerra, descendente de mulheres que foram o estopim de grandes conflitos, e sua vida pode incitar o estouro de um novo e destruidor embate mundial. Para salvar Temíscira e o mundo, uma vez que uma nova grande guerra parece prestes a estourar, Diana parte com Alia para o mundo mortal em uma corrida contra o relógio para livrar a garota dessa herança maldita.
Eu sou a princesa de Temíscira. Vou atrás das minhas próprias respostas.
Esse livro é uma história completa. Do início ao fim, entrega ação, amizade e mensagens importantes sobre coragem, família e se encontrar no mundo. Como uma boa aventura de uma grandiosa heroína, Sementes da Guerra me deu a mesma sensação de quando eu assisti Diana Prince correndo pelas trincheiras no que foi a melhor cena do seu filme solo; esperei a vida toda por isso.


Resenha: Mulher-Maravilha - Sementes da Guerra

Diana, aqui, é uma jovem impetuosa cheia de vontade de fazer alguma coisa - de se provar, principalmente. Ela foi criada pela rainha Hipólita, o que significa que não está no mesmo patamar que suas irmãs de batalha. As outras amazonas chegaram até a ilha depois de guerrear e provar seu valor, Diana ainda precisa descobrir quem ela é como guerreira; e o livro gira em torno da sua jornada. Quando a jovem e desnorteada Alia é salva pela amazona, seus destinos se cruzam, e cabe à Diana tomar uma importante decisão: deixar que o mais fácil aconteça ou levar Alia até a fonte para livrá-la de sua maldição e salvar o mundo dos mortais.
- Como pode ser errado querer provar o seu valor?
Gostei muito da composição que a Leigh deu para a personalidade da Diana. Muitos traços familiares da heroína estão ali, mas a jovialidade e sua determinada teimosia são importantes dentro do arco de crescimento que a Diana vivencia. Uma vez que é apresentada ao mundo humano, Diana vê o que suas irmãs de batalha tanto temiam, mas também encontra motivos pelos quais lutar. É um mundo falho, mas um mundo de esperança - e toda sua jornada como heroína começa quando ela entende que lutar e se sacrificar pelo que você ama é que faz a sua força. O discurso do fim do filme se encaixa muito bem nessa premissa; e foi um discurso simples e muito importante, haters gonna hate.
- Não é justo exigir que uma pessoa viva pela metade. Não podemos viver com medo. Ou fazemos as coisas acontecerem, ou as coisas acontecem com a gente.
Alia é o completo oposto de Diana, e por isso a inesperada amizade funciona tão bem. Alia foi mantida sob a sombra protetora do irmão desde pequena. Como uma Semente da Guerra - herdeira de Helena de Troia e de todo um legado que deu origem às maiores guerras da humanidade - Alia não sabe bem como se encaixar na história toda. Ela tem muito medo, mas esses temores criam sua coragem. Ela sabe que precisa fazer o impossível para salvar o mundo, e sabe que Diana é a única capaz de guiá-la em meio a esse impossível. Uma vez que a ligação entre as duas se acende se torna uma irmandade inquebrável, do tipo que uma morreria protegendo a outra. O tipo de amizade feminina que eu vivo e respiro para ler. Isso sem falar na importância de ter uma protagonista negra dividindo espaço e força junto com a Diana.
- Irmã na batalha, sou seu escudo e sua lâmina. Enquanto respiro, seus inimigos não têm refúgio. Enquanto vivo, sua causa é a minha causa.
O elenco de personagens diversos não para por aí, com a graça das deusas. Nim, melhor amiga de Alia, é uma indiana carismática, lésbica, gorda e que não se importa em erguer os punhos e se arriscar numa batalha, mesmo que essa batalha seja contra seres de outra dimensão. Nim foi muito do humor do livro, mas também a parte carinhosa e empática dentro do curioso grupo que se formou com a missão de salvar Alia. Gostei muito de como a narrativa expandiu a participação da Nim de uma coadjuvante para peça-chave na história; e suas interações e flertes com a Diana foram a melhor coisa.


Resenha: Mulher-Maravilha - Sementes da Guerra
- Talvez seja mais fácil assim. Sempre se fazer de invisível, em vez de se preocupar com o que os outros pensarão. 
- Mas isso também é uma escolha, certo? - rebateu Nim, com surpreendente empatia. - Porque os outros sempre olharão. Sempre julgarão. Então cabe a você escolher: se calar ou responder.
Jason, irmão de Alia, é uma figura mais centrada e carrega seriedade e esforço para a missão. A composição do personagem foi bem feita e entregou uma boa surpresa em determinado momento da trama, o que contribuiu para deixar todo o livro ainda mais emocionante. Seu relacionamento com a Alia teve altos e baixos como toda interação entre irmãos, mas deu para entender a personalidade do Jason e sua fidelidade à família conforme as páginas avançaram.
- A Semente da Guerra é uma catalisadora. Não é a causadora. Você não pode levar a culpa pela violência praticada pelos homens.
Theo, por fim, completa o quarteto de jovens nessa missão impossível. Melhor amigo de Jason e crush da Alia, Theo é um rapaz cheio de energia e de bom humor que cai de supetão dentro da história toda, mas acaba vivendo momentos grandiosos por causa da sua surpreendente gama de coragem; não esperava me importar tanto com ele, não quando ele parecia tão avulso ali no começo, mas lá para o fim eu estava urrando sempre que ele erguia a voz para proteger aqueles com quem se importava.


Resenha: Mulher-Maravilha - Sementes da Guerra

Cara, que livro. Apesar de ter um grande foco na história das Sementes da Guerra e todo o legado mágico carregado pela Alia, essa obra também conseguiu entregar momentos importantes e críticas bastante atuais envolvendo sexismo, racismo, homofobia e tantas problemáticas mais que encontramos no mundo hoje. É um livro jovem e real que usa artifícios mágicos para fazer alegorias com a realidade; a sede de poder, de guerra, de domínio, isso existe, mas dá pra combater. É essa a mensagem que essa aventura da Mulher-Maravilha nos passa.
Se não havia escudo, ela faria um.
Sementes da Guerra foi um baita pontapé inicial para a série dos Ícones da DC - convenhamos, não poderia ter começado melhor. Quem precisa de Superman quando se tem a maior heroína de todos os tempos?




Vou ficar aqui torcendo para um crossover dessa história com as próximas que ainda virão, e só posso agradecer à Leigh Bardugo e sua jornada épica através dos olhos da Diana Prince por combaterem a guerra e a opressão com coragem e amor.

Título original: Wonder Woman - Warbringer
Autora: Leigh Bardugo
Editora: Arqueiro
Gênero: Ação / Aventura
Nota: 5
Skoob

GOSTOU DO LIVRO E QUER AJUDAR A MANTER O BLOG? ENTÃO COMPRE PELOS NOSSOS LINKS!

Share this:

, , , , , ,

COMENTÁRIOS

33 comentários:

  1. Olá, Denise.
    Eu nem queria ler esse livro, mas depois dessa resenha eu preciso ler ele hehe. Esse mês pretendo assistir os filmes da franquia porque não assisti a nenhum deles e quero chegar logo nesse da Mulher maravilha. E preciso ler logo porque se não a Arqueiro lança todos e fica muitos livros para comprar hehe. Amei seu funko hehe. Fiquei viciada neles agora.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil!
      POR FAVOOOOOOOOR PROCURE SIM. O filme e o livro são hinos, merecem todo louvor ASJKAFUOBAGOGASUOBAO
      Funkos são uma desgraça né? Tu compra um de repente tem mais 20 no seu carrinho porque AH EU QUERO TODOS.

      Beijos.

      Excluir
  2. Não gosto tanto assim de heróis, mas sua resenha foi tão positiva que talvez eu dê uma chance ao livro. Acho bacana quando mostram amizades femininas verdadeiras em livros também. O ponto que achei mais positivo foi não se ater apenas à mitologia da trama principal e abordar temas tão atuais como racismo e homofobia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Catherine!
      Pode acreditar que a Mulher-Maravilha vale a pena mesmo se tu não curte muito esses universos. E o livro é bem fantasia/aventura, então é fácil se envolver com a história! Sem falar no poder das personagens femininas que aaaaaaaaaaa amo.

      Beijos.

      Excluir
  3. Oi, Denise.

    Eu imagino que para a Diana, não deve ter sido fácil não ter o seu devido reconhecimento, antes de mostrar através do ato de heroísmo, que ela é capaz, mesmo indo contra a visão imposta de suas irmãs e da rainha. E que através disso foi capaz de criar laços de amizade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daiane, tudo bom?
      Essa história é exatamente isso, bem o 'começo' do que é se tornar uma heroína, o que são as provações que ela tem que enfrentar pra ganhar o respeito das guerreiras. É maravilhoso como a história se desenvolve a partir disso *-*

      Beijos.

      Excluir
  4. Oii!
    Menina, preciso desse livro! Estou tão ansiosa e curiosa para essa leitura! Já sei que vou amar Diana e adorei os temas que o livro aborda! Resenha mara ♥
    beijão!
    https://blogperdidanasnuvens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!
      Segue nesse hype que tu vai amar tudo nesse livro KJBASUOFBAUOG a Diana é uma deusa, amo tanto.

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi, Denise!
    Apesar de ter achado os primeiros caps desse livro bem zzzz, eu amei a história e fiquei querendo ver bem mais dessa Diana antes de ser WW.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu!
      Eu sou muito viciada em alta fantasia, então tô meio vacinada contra começos lentos UHUHASUHASUHASUHASUHAS
      QUERIA MUITO mais da Diana, por mim a série toda era só dela.

      Beijos!

      Excluir
  6. Denise!
    E olha que tenho ele aqui, vou ler em breve.
    Além de ser muito fã dos super heróis, A Mulher Maravilha é minha heroína há mais de 20 anos e não posso me furtar de fazer a leitura desse livro que traz a origem de como surgiu e por qual percalços teve de passar para chegar a ser quem é...
    E ainda tem toda a mitologia envolvida por trás do nascimento e crescimento dela.
    Desejo um mês mais que abençoado, carregadinho de luz e paz e um final de semana esplendoroso!
    “Acredite, existem pessoas que não procuram beleza, mas sim coração.” (Cazuza)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA MARÇO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy!
      Tu vai adorar essa história, com certeza. Se já acompanha a heroína desde sempre, vai te trazer nostalgia e aquela sensação familiar que é uma delícia de encontrar em livros <3

      Beijos!

      Excluir
  7. Oi, Denise
    Adoro a história da Diana, mas acho que fui a única que ainda não viu o filme dela, então fico perdida em relação a algumas informações sobre a origem da personagem. Eu gostaria muito de ler esse livro, principalmente por causa dessa autora.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      A Mulher-Maravilha tem várias origens, na real, então nem se preocupe quanto a não ter visto o filme - tanto que no filme o nascimento dela é diferente do que é usado no livro.
      A Leigh ARRASOU nesse livro, foi o melhor começo pra série *-*

      Beijos.

      Excluir
  8. Oi De,
    Eu não dava NADA por esse livro e aí você me vem com essa resenha e puf, já coloquei na lista de desejados.
    Não sabia como seria abordada a história da Mulher Maravilha, mas eu amo a personagem então com certeza será uma boa experiência.
    E é série? UAU, também não sabia que teriam crossovers.
    Beeeeeijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alê!
      AAAAAAAAAA que bom saber! Tô aqui nesse mundo pra exaltar a Mulher-Maravilha e tudo que envolva ela. Esse livro é uma religião <3
      SIM, é série. O próximo volume é do Batman e já foi lançado aqui - o terceiro é da Mulher Gato e vai ser escrito pela SJM e o terceiro é do Superman, mas como eu não ligo pro Superman esqueci quem escreve UHUHASUHASUHASUHASUHASUHAS
      Tô torcendo por crossovers, mas não sei se vai rolar :/

      Beijos!

      Excluir
  9. Oi Denise, ;)

    Caramba, depois dessa resenha como não querer ler ainda mais esse livro. Eu já, de certa forma, queria desfrutar dessa leitura. Sou fã do universo DC Comics e sempre amei.
    Vi o livro rodando pelas redes sociais e desejando tanto, tanto, tanto... Espero fazer uma leitura em breve e te contar como foi.
    Tenho certeza que irei gostar.

    Beijinhos ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jéssica!
      Que bom que a resenha te instigou a procurar o livro! Você que já é fã do universo da DC com certeza vai gostar de tudo que essa história trouxe.

      Beijos.

      Excluir
  10. Olá Denise!
    Eu ainda não li livro mas vi o filme e fiquei encantada, qro mto conhecer a história com mais detalhes da Mulher Maravilha, sou fã!
    Bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline!
      O livro traz a mesma sensação que o filme trouxe, aquela certeza de que a gente é muito poderosa e pode sair por ai chutando bundas <3

      Beijos.

      Excluir
  11. Oi Denise! Amo Mulher- Maravilha e tenho lido criticas muito boas do livro, a autora parece trabalhar muito bem uma boa gama de personagens. Tb gostei de saber que tem temas vem atuais! Tá na lista infinita de leituras rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Esse livro foi o pontapé inicial perfeito pra série dos Ícones da DC, não podiam ter escolhido heroína/autora melhor pra isso.

      Beijos!

      Excluir
  12. Oi Denise,

    Eu nunca li nenhum livro sobre super heróis, na verdade nunca me interessei por esse tipo de livro, mas adorei a tua resenha e achei que esse pode ser um livro sobre super heroína que eu irei gostar, mesmo que seja antes de se tornar a Mulher Maravilha.
    Obrigada pela indicação.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      O legal desse livro é que apesar da temática, ele tem bem a vibe de fantasia/aventura que a gente se acostumou a ler em fantasias juvenis e distopias, então é um livro sobre uma heroína, mas se encaixa nos outros gêneros.

      Beijos!

      Excluir
  13. Oie
    Quando eu li este livro eu pensei que fosse a história que eu recém tinha assisti no cinema e por conta disso eu acabei me decepcionando um pouco. Mas gostei da história.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nessa!
      O livro e o filme não tem ligação, só a heroína mesmo. Tanto que vários elementos do filme vêm dos Novos 52, que é o reboot dos heróis da DC nos quadrinhos, e o livro segue alguns elementos das histórias antigas :D

      Beijos.

      Excluir
  14. Oi Denise.
    Não fiquei com vontade de ler esse livro, pois não sou super fã de heróis e heroínas de HQ.
    Que bom que você gostou bastante da leitura e que a autora entregou uma história bem rica, abordou temas polêmicos e apresentou mulheres fortes no enredo.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Pamela!
      Ahh que pena :/ mas se tu curte fantasia/aventura, eu ainda recomendo. Apesar de ter foco na Mulher-Maravilha, tem o mesmo estilo de livros como Six of Crows ou os títulos do Rick Riordan :D

      Beijos!

      Excluir
  15. Oi Denise!
    Nada melhor pra começar o mês das mulheres que a resenha da Mulher Maravilha. Amooo essa heroína apesar de não ter lido tantos hqs com ela (sou mais team marvel aushauhs)
    Pela sua descrição a Diana é como eu imagino, uma jovem impetuosa e muito determinada.
    Outro ponto que gostei demais foi a diversidade dos personagens, mostra como a vida é de fato e como deve ser.
    E com todas as críticas mostradas com certeza é um livro que todo mundo deve ler, adorei demais!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Catarina!
      Quando se trata de HQ's eu nasci e cresci com a DC, mas entendo seu feel com a Marvel, amo de coração também ASUHASUHASUHASUHASUH
      A Diana é muito uma deusa, meu sem or como eu queria uma religião só pra ela! Eu seguiria.
      Fico feliz por ter gostado. Espero que procure e curta a leitura *-*

      Beijos.

      Excluir
  16. Eu fiquei bem surpresa Quando eu soube a respeito do lançamento desse livro não sabiam que iam adaptar a história da Diana para a literatura mas eu fiquei mais surpresa ainda foi que eu vi que também vão adaptar o do Batman não vejo muita necessidade mas mesmo assim já quero eles na Minha estante

    ResponderExcluir
  17. Não sou fã de heróis ou heroínas, mas comecei a assisti ao filme e gostei muito. O livro deve ser melhor ainda. Vou ler assim que eu tiver a oportunidade, tenho certeza que vai ser bem proveitoso .

    ResponderExcluir
  18. Não cheguei a ler esse livro, mas assisti o filme e gostei muito. Ver a história dessa heroína contada de outro ponto é muito bacana, principalmente quando ela descobre seus poderes!! O livro proporciona uma grande aventura ao lado de Alia, espero que o desfecho seja tão bom quanto no filme!!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!