Resenha: Deadfall

  • 09:00
  • 24 de mai. de 2019

  • Resenha: Deadfall

    Deadfall é o segundo volume e o desfecho da história de Anna Carrey que teve início em Blackbird. Agora, você já sabe quem é, sua memória começou a voltar, mas é certo confiar naquele garoto que encontrou na estação e diz te conhecer? Achei que não fosse possível, mas Deadfall é melhor que Blackbird, mais eletrizante, com mais ação e disparou meu coração várias vezes a mais que o anterior.


    Sinopse: Há uma semana a garota acordou sobre os trilhos de Los Angeles sem se lembrar quem ela é. E descobriu que faz parte de um jogo. Mas a única coisa de que tem certeza é que estão tentando matá-la. Depois de ter sido traída por seu único amigo, ela foge para Nova York com um garoto que diz conhecê-la. Mas será que pode confiar nele? O que adianta encontrar os outros? Quem são essas pessoas? À medida que a perseguição esquenta, ela vai aos poucos recuperando a memória. Porém, seu passado não pode salvá-la, e um só movimento errado pode acabar com este jogo.

    O primeiro volume é bem confuso e uma completa incógnita, você lê e fica cheio de perguntas. Já nesse segundo volume, as perguntas vão sendo respondidas e tudo vai ficando claro.

    Esta resenha pode conter alguns spoilers de Blackbird!


    Depois de ter sua confiança traída no primeiro volume, ela duvida da sua capacidade de julgamento e não tem certeza que pode confiar em Rafe. Com ele, ela descobre que seu nome na verdade é Lena e como a memória dele voltou, ele tem bem mais informações sobre outros garotos da ilha e está empenhado em encontrá-los em Nova York. 
     

    Durante a caçada em Nova York, Lena conhece mais três adolescentes da ilha: Aggy, Devon e Salto. Os cinco, juntamente com Ben e Celia, começam a buscar provas que possam levar a quem começou a caçada e acabar com tudo. 


    O único ponto negativo da história é que não sabemos muito sobre Aggy, Devon e Salto. A personalidade deles não é muito desenvolvida, não sei se foi proposital essa falta de informação sobre eles, pois eles também não recuperaram totalmente a memória, assim como Lena/Sunny.


    Apesar de eletrizante, achei o final bem previsível, os meios para se chegar nesse final não são tão previsíveis, vários acontecimentos me surpreenderam. 


    Já gostava muito da Lena/Sunny no primeiro livro e nesse segundo passei a gostar ainda mais. Ela não espera outras pessoas, se precisa ser feito, ela simplesmente vai e faz. Muito dessa atitude a coloca em algumas encrencas, mas ela não é de agir com a razão, isso se manteve nos dois volumes.


    Resenha: Deadfall


    Assim como o anterior, a diagramação é perfeita, páginas amareladas – AMO – e as bordas azuis. Ele ao lado do Blackbird fica lindo na estante. Editoras, por mais bordas coloridas nas páginas, por favor.


    Essa série é uma duologia, apesar do final ter sido ótimo e um terceiro livro só estragaria o final, gostaria de mais livros. A série poderia ter sido melhor explorada em alguns pontos, como a personalidade dos personagens. A Izzy, uma das minhas personagens preferidas da história, não dá o ar da graça nesse volume e senti muita falta dela.


    Fico torcendo para algum possível spin-off, mas se for para estragar, que nem venha. Fiquei feliz com o desfecho e recomendo muito a leitura. Se você gosta de leituras que te prendem e são eletrizantes, pode ir com gosto nessa duologia, sem chance de arrependimento.

    Título original: Deadfall
    Autora: Anna Carey
    Editora: V&R
    Gênero: Literatura juvenil
    Nota: 5
    Skoob


    1. Oi Raquel!
      Eu tenho a duologia aqui parada na estante a anos e ainda nao li, mas quero muito. Comprei mais pela edição em si do que pela sinopse nao vou mentir nao KKKK mas depois de algumas resenhas que li me interessei. Fico mais feliz ainda em saber que o final é satisfatorio. Tentarei ler ainda esse ano pelo menos o primeiro.

      Abraços
      David
      http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi!
        A edição é bem bonita mesmo, fica linda na estante! Espero que goste quando ler!
        Beijos

        Excluir
    2. Não conheço a duologia, mas vendo seus elogios, só me dá mais vontade de ler uma hora dessas.

      www.vivendosentimentos.com.br

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oii
        Espero que leia e goste! Conta depois o que achou
        Beijos

        Excluir
    3. Oiii Raquel

      Eu li essa dualogia há muito tempo, na época lembro que gostei mas tive problemas em me adaptar com a narrativa diferente da autora.

      Beijos

      www.derepentenoultimolivro.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi
        A narrativa é bem diferente mesmo, foi difícil adaptar. Achei que não ia conseguir ler ele todo no começo, mas depois foi fluindo e curti bastante.
        Beijos

        Excluir
    4. Oi Raquel, tudo bem? Ás vezes a jornada vale mais que o final, no caso deste livro parece que é bem assim. Não conheço a série, mas bom saber que a continuação é boa!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oii
        As vezes acontece mesmo da jornada valer mais, mas eu particularmente não tenho ligado muito. Tenho lido bastante finais meio blé, mas se o restante valeu a pena, então tá tudo certo
        Beijos

        Excluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.