Resenha: Vem comigo

  • 09:00
  • 25 de jul de 2019
  • Resenha: Vem comigo

    Vem comigo é um romance escrito por Karma Brown e publicado aqui pela Editora Verus, que cedeu este exemplar para resenha. De cara, já fiquei apaixonada pela capa. Sou apaixonada por praia, então coloca areia e/ou mar na capa que eu já quero.

    SinopseTegan Lawson tem tudo o que poderia querer da vida, incluindo Gabe, seu marido amoroso, e um bebê a caminho. Mas um acidente deixa a vida de Tegan tão devastada como o carro do qual ela foi resgatada. Entre a perda do bebê e a raiva incontrolável por Gabe, que estava dirigindo naquela noite, Tegan está afundando em tristeza. E, quando ela pensa que chegou ao fundo do poço, Gabe a lembra do ''pote dos desejos'', uma coleção das viagens e experiências dos sonhos do casal. E assim se inicia a aventura. Dos tumultuados mercados da Tailândia até os sabores da Itália e as ondas do Havaí, Tegan e Gabe embarcam em uma jornada para escapar da tragédia e encontrar o perdão. Mas, quando as coisas tomam um rumo chocante no Havaí, Tegan é forçada a encarar a verdade - e a decidir se a vida ainda vale a pena, mesmo que não seja exatamente como ela sonhou. 

    Apesar da capa maravilhosa, a sinopse não tinha me chamado tanto atenção. Confesso que sou um pouquinho resistente com livros que podem me fazer chorar ou que me parecem muito drama. No caso desse livro, ele é um pouco dos dois, mas logo me vi envolvida que não conseguia parar.

    Neste livro vemos a história de um casal, Tegan e Gabe, que no primeiro capítulo sofrem um acidente de carro na véspera de Natal. Essa parte me pegou fundo; Natal é minha época do ano favorita e ter uma cena triste como essa não cabe pra ela.

    O maior problema com o acidente é que a Tegan estava grávida e com o acidente ela perde o bebê. Quem estava dirigindo era Gabe e ela o culpa por ter causado o acidente, apesar de ter consciência de que poderia ter acontecido se fosse qualquer um dirigindo.

    Com a perda do bebê, ela entra em uma depressão profunda e perde a vontade de fazer tudo. Ela é professora, então para de dar aula pois ver as crianças pequenas é dolorido demais. Assim como passar pela porta do quarto do bebê, cozinhar, comer e qualquer coisa. Quem já teve depressão sabe como a doença é ruim e também perigosa.

    A autora tem um cuidado especial com isso. No início a personagem não quer se tratar, o que é comum, mas com a insistência da família e uma sequência de acontecimentos ela acaba concordando.

    Tegan e Gabe tem um potinho dos desejos que eles foram enchendo com experiências que gostariam de ter na vida. Combinaram que quando se sentissem sem rumo iriam tirar um papel dali e ter aquela experiência. Gabe sugeriu que Tegan fizesse isso e assim tiraram três papeis, três experiências, três lugares.


    O destino vai sendo revelado aos poucos e confesso que fiquei morrendo de vontade de viajar lendo esse livro. Eles vão para lugares exóticos e nesse meio tempo tentam consertar a relação e tudo que está fora do lugar dentro deles mesmos.

    Tegan é a que aparentemente sofre mais, mas a narração é dela, então é complicado medir isso. Conforme passa o tempo e as experiências, ela vai crescendo e mudando. A autora deixou claro que a dor sempre estava lá com ela e dá para perceber que muitas vezes a felicidade dela é um pouco superficial.

    Eu fiquei muito tocada com a história e envolvida também. Quando acabei o livro eu só queria ficar chorando na minha cama em posição fetal. Apesar dos problemas, Gabe e Tegan são um ótimo casal. Como todos, têm seus problemas individuais e os conjugais e você torce muito para os dois passarem por tudo.


    O livro é daqueles que te faz repensar em todos os seus problemas e ele não foi nada do que eu esperava, de um modo muito positivo. Confesso que fiquei uns dias absorvendo e até agora não me sentia preparada para escrever ou pensar sobre ele.

    Recomendo a leitura, mas fiquem munidos de uma caixa de lenço e alguém com quem conversar depois. Acredite em mim, você vai precisar. Não diga que eu não avisei.

    Título original: Come Away With Me
    Autora: Karma Brown
    Editora: Verus
    Gênero: Drama
    Nota: 4

    1. Oi Raquel
      Eu gosto desse tipo de drama, mas ultimamente eu tô evitando ao máximo porque eu não gosto de ler sobre problemas conjulgais. Parece que tudo poderia ser resolvido com conversas mas tudo o que os personagens fazem é piorar tudo. Esse tipo de situação eu tô passando, mas vi muitos comentários bons a respeito da obra.
      Beijo!

      https://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
    2. super legal conhecer esse livro que realmente ja chama atenção pela capa, gosto mt de livro dramático assim que vc quer ficar chorando em posição fetal depois haha

      www.tofucolorido.com.br
      www.facebook.com/blogtofucolorido

      ResponderExcluir
    3. Oii Raquel

      Eu chorei com esse livro, não esperava tantas reviravoltas perto do final e me pegou desprevenida, achei a evolução da Tegan notável e o casal me convenceu desde o primeiro momento com suas lutas amei os dois.

      Beijos, Alice

      www.derepentenoultimolivro.com

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.