Resenha: Blood and Sand

  • 09:00
  • 15 de abr. de 2020
  • Resenha: Blood and Sand

    Minha primeira leitura da TBR de Abril foi Blood and Sand, da autora C.V. Wyk - o livro reimagina a história de Spartacus, colocando uma mulher no papel do famoso gladiador rebelde. Um livro enérgico e rápido que com certeza me trouxe muitas emoções, e todas elas positivas.


    Sinopse: Roma Victrix. A República de Roma marcha para se tornar um império - um império construído às custas dos conquistados, trazidos de volta a Roma como escravos. Attia estava destinada a governar como rainha e guerreira da Trácia - um reino poderoso, com os maiores guerreiros que o mundo havia visto desde Esparta. Agora, Attia é uma escrava, dada a Xanthus, Campeão de Roma, como um sinal de favor de seu mestre. Escravo desde a infância, Xanthus é o melhor gladiador de sua geração. Contra todas as expectativas, Attia e Xanthus formam um laço de confiança. Um laço que vai dar início a uma rebelião; rebelião essa que ameaça trazer a República de Roma ao seu fim - que dá vida ao nome da lenda Spartacus.

    Na história, a terra de Trácia foi conquistada pelos romanos - os que sobreviveram à conquista foram feitos escravos, sua história e legado apagados pelo império. Attia é uma princesa, proclamada herdeira do trono de Trácia por seu pai, Sparro. Mas só ela sabe disso agora.

    Sua herança e seu sangue e o desejo de vingança são seus motivadores para resistir à opressão do ludus ao qual foi colocada para servir - como escrava, ela vai aprender a se mover nas sombras, a entender quem são seus inimigos e como derrotá-los. Em meio a isso, acaba se aproximando de outros como ela, pessoas que também tiveram tudo tomado pelos romanos e que também carregam seu desejo de vingança - tal como Xanthus, gladiador campeão das arenas, com quem cria uma forte ligação emocional.

    Seu caminho para liberdade será escrito em sangue e glória mas, até lá, em sacrifício e luta.


    Ela imaginou se a História se lembraria do genocídio dos Maedi, da aniquilação do seu povo. Pouco provável, ela pensou. A História obedece os vencedores. Roma victrix.

    Blood and Sand é perfeito para quem, assim como eu e as meninas aqui do blog, viveu e respirou Spartacus - mas também é uma história perfeita para quem gosta de ação, romance e mistério. Um YA sobre rebeldia e liberdade como vários outros, usando o império romano como cenário para seu desenvolvimento.


    Resenha: Blood and Sand

    A releitura do guerreiro Spartacus ficou muito interessante e inesperada a princípio. Attia tem os mesmos traços a respeito de honra, fidelidade e amor ao lar. Trácia é seu coração e o que foi feito a ela pede por vingança - presa às correntes da escravidão e forçada a servir o lar do homem que destruiu tudo que conhecia, Attia se torna uma sombra para arquitetar seu plano de retaliação.

    E é nesse meio tempo que ela acaba se envolvendo com todos os outros personagens - membros da casa de Timeus e seus escravos. As relações dela dela com Lucretia, amante de Timeus, e com Rory, sobrinha dele, foram as mais bem desenvolvidas. A primeira por falar sobre as dores da servidão e de perder quem você é nela, a segunda por falar sobre esperança e empatia.

    Talvez nessa casa, nessa prisão, os dois quisessem uma mesma coisa impossível: ser apenas um homem e uma mulher de pé, libertos, em meio à chuva.

    O relacionamento mais importante da história é da Attia com o "deus da arena", Xanthus - e meu deus como eu morri um pouco com o slow burn entre esses dois! Suas interações começam no estranhamento, se desenvolvem para um companheirismo e então de repente aquela faísca apaixonada (ainda que Attia não admita essa parte, com medo do que o amor pode trazer e tomar dela).


    Resenha: Blood and Sand

    Xanthus é gentil, compreensivo e carrega as dores de uma vida inteira servindo ao ludus. Como campeão, ele tem glória - mas ainda está preso às correntes da servidão, e a única maneira de escapar delas é continuar ganhando; seu background envolve retaliação também, mas tem a ver com sua terra natal e o homem que causou todos os horrores que o assombram até então, história que é interessante de ir descobrindo conforme Xanthus se abre sobre ela.

    As cenas de ação e duelo são impressionantemente bem narradas - Attia e suas habilidades são de tirar o fôlego; na arena, Spartacus é deus. Os diálogos fluem bem e os personagens crescem junto com a trama. É uma pena, de partir o coração mesmo, que a editora tenha decidido não publicar a continuação e volume final dessa duologia - porque o fim é um cliffhanger desesperador e essa história merecia sua conclusão.

    Vou ficar torcendo para que a autora consiga outros meios de publicar - até lá, fica aqui meu amor a Blood and Sand e como foi fiel à história de Spartacus do início ao fim.

    Título original: Blood and Sand
    Autor: C.V. Wyk
    Editora: TorTeen
    Gênero: Ficção histórica
    Nota: 4,5
    SKOOB


    1. Olá, Denise.
      Ah que pena. Eu já tinha ficado interessada desde que vi você falando dele aqui outro dia, mesmo não tendo muito contato com esse tipo de história. Mas se não vão nem terminar por lá, acredito que não vem para o Brasil.

      Prefácio

      ResponderExcluir
    2. Oi
      primeiramente a edição linda, não sou muito ligada a história de Spartacus, mas que bom que gostou e achou insperado, uma pena para a autora que não vão publicar o segundo, que triste isso para um escritor.

      http://momentocrivelli.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    3. Oi, Denise
      Que legal essa sua experiência! Não gosto de livros tão antigos, ou que retratem alguma época que eu não me interesse muito, tipo essa, mas eu gostei da premissa, achei bem diferente. Só não curti essa capa, é meio bagunçada hahaha
      Beijo
      http://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
    4. Ual, tenho um amigo que ama história, acho que é um ótimo presente pra dar no niver dele.
      Beijinhos ;*

      Blog Menina Caprichosa | Canal Youtube | Facebook | Insta

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.