Li até a página 100 e... #6 - Fale!

Autor: Laurie Halse Anderson
Editora: Valentina
Número de Páginas: 235

PRIMEIRA FRASE DA PÁGINA 100:

"Abre as perninhas ranosas e prende as patinhas inferiores."

DO QUE SE TRATA O LIVRO?

O livro conta a história da Melinda Sordino, uma menina que acabou de entrar no ensino médio com um grande segredo, que culmina no momento em que ela chama a polícia para uma casa onde uma festa do colegial acontece, dois meses antes da história do livro começar. Ao longo do período escolar, cada vez mais hostilizada pelos colegas e cultivando um trauma e culpa, Melinda para de falar.

O QUE ESTÁ ACHANDO ATÉ AGORA?

Angustiante. Emocionante. Forte. Desesperador. A sensibilidade da Laurie é incrível ao tratar do tema, a forma como a Melinda é apresentada também é incrível. Ela não é um estereótipo que a mídia criou nas nossas mentes, balançando-se em posição fetal no chuveiro, ela é uma garota de verdade lutando para passar por cima do trauma, desesperada para falar sobre isso com alguém, mas sentindo-se culpada e envergonhada demais para de fato falar. 
A forma com que a Laurie escreve também é ótima. O livro não é capitulado, mas é dividido por momentos da Melinda, passagens curtas que tornam a leitura super dinâmica e rápida.

O QUE ESTÁ ACHANDO DA PERSONAGEM PRINCIPAL?

Como já disse, a Melinda é muito real. Ela é muito identificável, mesmo se você nunca tenha passado pelo que ela passou. A Laurie criou vários pontos nela que a transformaram em uma pessoa universal: se você não é a Melinda, você certamente conhece alguém que é. Estou apaixonada por ela, pelo senso de humor, pela fragilidade, pela vulnerabilidade de suas poucas palavras, pela sua força.

MELHORES QUOTES (ATÉ A PÁGINA 100):

"Estou a fim de contar tudo. De passar a culpa, o erro e a raiva para outra pessoa. Tem um monstro nas minhas entranhas, posso até ouvi-lo arranhando minhas costelas. Mesmo quando descarto a lembrança, ela continua comigo, me ferindo."


"Eu não tenho a menor ideia do que vou fazer nos próximos cinco minutos, e ela já sabe o que vai fazer nos próximo dez anos seguintes."


"Nunca ouvi um silêncio mais eloquente."


"O intuito de não conversar sobre aquilo, de silenciar a lembrança, é fazer com que ela vá embora. Mas não é o que acontece. Vou é precisar de uma neurocirurgia para tira-la da cabeça."

VAI CONTINUAR LENDO?

Com certeza! Não esperei esse tempo todo para abandonar o livro. Aliás, se eu pudesse eu compraria dezenas e entregaria para todos os pré-adolescentes do país!

ÚLTIMA FRASE DA PÁGINA 100:

"Todas querem ser a Nova Melhor Amiga da Heather."

O volume final da trilogia Splintered, que reconta a magia por trás do País das Maravilhas, traz um inteligente, louco e incrivelmente satisfatório fechamento para uma história criativa. A.G. Howard finaliza a sua série com pontos importantes, revelações inesperadas e decisões imutáveis, e aquele que de loucura que só Alyssa e o seu mundo mágico têm.

Sinopse: Alyssa está tentando entrar novamente no País das Maravilhas. Os portais para o reino se fecharam, não sem antes levarem sua mãe. Jeb e Morfeu estão presos em Qualquer Outro Lugar, reino em que intraterrenos expulsos do País das Maravilhas estão vivendo. Para resgatá-los, ela precisa recorrer à ajuda de seu pai. Juntos, eles iniciam uma missão quase impossível para tentar resgatar entes queridos, restaurar o equilíbrio dos reinos e o lugar dela como Rainha. Alyssa precisa lutar não só com a Rainha Vermelha, um espírito malicioso que tem a intenção de refazer o País das Maravilhas à própria imagem, mas também reconstruir seu relacionamento com Jeb, o mortal que ela ama, e Morfeu, o ser fantástico que também reivindica seu coração. E, se todos tiverem sucesso e saírem vivos, eles poderão finalmente ter o felizes para sempre.

Jeb e Morfeu foram arrastados para as terras sombrias e incontroláveis de Qualquer Outro Lugar, sua mãe, para o País das Maravilhas, e Alyssa é sua única chance de salvação. O problema é que todas as entradas estão lacradas e a única pessoa que conhece uma nova passagem não tem lembranças de sua vida do outro lado do espelho. Disposta a tudo para salvar e proteger quem ela ama, Alyssa decide investigar as memórias do pai, devolvendo-lhe o seu passado sombrio, e investiga também as lembranças da Rainha Vermelha, sua arqui-inimiga, em busca de uma fórmula para deter o avanço dela sobre o País das Maravilhas. A corrida contra o tempo para salvar as terras loucas e fantásticas começa, e Alyssa, como rainha, tem um dever para com os intraterrenos. Só ela pode salvá-los de um destino horrendo.


O País das Maravilhas é violento e bizarro, mas tem seu charme. Qualquer Outro Lugar está em outro nível de crueldade. Um hospício descontrolado.

Como volume final, Qualquer Outro Lugar fez o seu papel excelentemente, mas também como uma história arrebatadora e surpreendente. A.G. Howard trabalhou todos os pontos deixados em abertos nas obras anteriores, e também apresentou soluções novas e loucuras ainda mais inesperadas conforme a trama avançava para o seu fim. O bom dessa história é que nada é súbito demais, nada é louco demais; você sempre espera algum momento mais "o que acabou de acontecer?".



- Pensar duas vezes a cada passo restringe o ímpeto de avançar. Confie em si mesma, perdoe-se e siga adiante.

A jornada da Alyssa encontra seu ponto chave no amor que ela tem pelas pessoas à sua volta, por seu reino e por ela mesma. Ela é uma rainha, mas também uma garota assustada e uma mestiça disposta a se encorajar para manter sua família, seus amantes e seu povo sob sua proteção. Alyssa age de acordo com a lei do País das Maravilhas, o que significa: loucura, egoísmo e muita pouca cautela. Por isso ela se encaixa tão bem no mundo intraterreno, Alyssa é parte dele. Sempre será. Independente da sua linhagem amaldiçoada, ela é muito mais do que isso. É a salvadora, a protetora e a governante. Alyssa é indomável e impiedosa quando precisa, amorosa e dedicada quando necessário. Ela é aquilo que acreditar ser melhor para o momento, equilibrando insanidade à razão.


Os nós combinam bem, pois é assim que me sinto por dentro: caótica, mas exaurida. A metade intraterrena de meu coração se expande para se libertar das emoções humanas não enredadas.

Seu amor pelos pais, por Jeb e por Morfeu é o principal gatilho de suas atitudes. Viajar até Qualquer Outro Lugar é de um risco mortífero, enfrentar a Vermelha em um embate mental é pior ainda, mas ela está ali, e ela vai fazer o que for preciso para livrar todos da condenação.



Jeb sofreu muito ao ser arrastado para o mundo além do espelho. Apesar do meu desgosto pelo personagem, não dá para negar a evolução que ele sofreu no decorrer das páginas. A loucura do País das Maravilhas combina muito bem com ele; um pintor insano que, tragado por magia, consegue dar vida ao que suas tintas criam. Qualquer Outro Lugar mexe com a cabeça dele, com sua sanidade, e também com seu coração. Alyssa precisa agir com cautela quando se trata desse novo Jeb, porque o anterior, aquele a quem pertence o seu coração, pode estar inalcançável demais para a salvação.


Jeb é uma âncora; ele me mantém conectada à minha humanidade e compaixão. Mas Morfeu é o vento; mesmo me debatendo e gritando, ele me arrasta para o precipício mais alto, me empurra e fica me observando voar com asas de intraterrena.

Morfeu, por outro lado, sempre a parte sombria intrínseca de Alyssa. Sempre o louco, o arriscado, o intraterreno que desperta nela os sentimentos mais ardentes e descontrolados. Eu amo a química dos dois, especialmente pela evolução da Alyssa no que concerne à ela. Morfeu a entende e Alyssa o entende e os dois trabalham incrivelmente bem juntos; eles estão destinados, independente do lado humano do coração dela ser só de Jeb. A magia do mundo intraterreno chama por Morfeu e Alyssa, e ela finalmente entende que nunca vai poder deixar esse lado para trás. Que abraçá-lo é a melhor maneira de entendê-lo e subjugá-lo aos seus próprios desejos. Alyssa finalmente manipula o poder ancestral que vinha manipulando seu coração.



- Ele é glória e reprovação - a luz do sol e as sombras -, o escapulir de um escorpião e a melodia de um rouxinol. A respiração do mar e a canhonada de uma tempestade. Pode falar essas coisas com sua língua?

Quanto ao País das Maravilhas e a guerra interna por seu controle, muito do que foi profetizado nos outros livros se cumpre aqui. A Rainha Vermelha ainda quer seu trono e Alyssa é a chave para ela conquistá-lo. A Rainha de Copas ganha grande participação nesse volume, sentenciada ao exílio eterno em Qualquer Outro Lugar. Outros personagens icônicos retornam, novos aparecem, e a luta entre o bem e o mal, ambos igualmente insanos, se desenvolve em um surpreendente final. Um final agradável para ambos os lados, para o coração humano e para o sombrio, para a Alyssa do mundo real e do mundo intraterreno.


É incrível como os humanos têm vivido lado a lado com o mundo mágico sem que a maioria não tenha a mínima ideia de que ele existe.

Como fez com os outros volumes, a editora Novo Conceito caprichou na diagramação e na edição deste livro. A capa é a minha segunda favorita - porque a de Atrás do Espelho tem o Morfeu e claro que é a minha preferida - e não encontrei erros de revisão em nenhum momento.



A falta de magia é o que leva os humanos a fantasiar, em primeiro lugar. E, Alyssa, que força maravilhosa e cheia de poder a imaginação pode ser...

Com um toque de loucura, porque as pessoas loucas são as melhores, já dizia o Chapeleiro, Qualquer Outro Lugar encerra a jornada de Alyssa em busca do equilíbrio insano que o País das Maravilhas sempre pediu.

Título original: Ensnared
Autor: A.G. Howard
Editora: Novo Conceito

Gênero: Ficção fantástica
Nota: 5

Saiba mais: Skoob | Buscapé
 Saraiva

Haja bolso pra aguentar tanta falência, senhoras e senhores! Cadê o tio Patinhas pra me emprestar uma grana quando eu preciso? Porque eu preciso! De novo, trazemos até vocês novidades sobre a editora Novo Conceito, parceira aqui do blog. E, também, algumas obras mais antigas do catálogo que são igualmente atraentes a fazerem parte da nossa estante. Ninguém é de ferro, né?


O ano em que te conheci - Da aclamada Cecelia Ahern, autora de sucessos como P.S. Eu te amo e Simplesmente acontece. Desnorteada após perder o emprego, a workaholic Jasmine passa a ocupar seu tempo cuidando de seu jardim, aproveitando a companhia de sua irmã portadora de Síndrome de Down e observando a vizinhança durante as horas de insônia. Entre os vizinhos, chama a atenção de Jasmine o problemático Matt, que também foi afastado do trabalho após uma polêmica em seu programa de rádio. Os dois têm todas as razões do mundo para não gostarem um do outro, mas nem tudo é o que parece e eles se veem forçados a reavaliar seus preconceitos.
Skoob / Onde adquirir


Marcela Tavares sem filtro - Os vídeos e shows de stand-up comedy onde Marcela Tavares diz tudo o que pensa, doa a quem doer, já renderam à atriz mais de dois milhões de fãs em sua página no Facebook. Agora Marcela transporta sua personalidade sem filtro também para o papel, em um livro onde ela coloca sua trajetória, suas opiniões, curiosidades de bastidores e experiências proporcionadas pela fama repentina.

Títulos antigos para se tornarem novidades na sua estante:


Esta é uma história de amor - Um rapaz conhece uma menina e a menina se apaixona pelo rapaz – até aí, nenhuma novidade.

Mas, com Sienna e Nick, as coisas não acontecem do jeito que costumam acontecer nas histórias de amor. Tudo bem que ela o achou superparecido com o Jake Gyllenhaal, seu ator preferido. E ele teve o maior frio na barriga quando viu aqueles lindos olhos azuis-escuros no metrô. Nada disso importa quando a gente está fechado para balanço.
Ela é frágil... Tem tantos segredos. E ele não está a fim de nada sério.
Engraçada e ao mesmo tempo triste, esta é a história de duas pessoas destinadas a não ficarem juntas... mesmo sendo a coisa que elas mais querem no mundo.

Skoob / Onde adquirir

Eu te Darei o SolNoah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia.
Mal-entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém. Contado em perspectivas e tempos diferentes, Eu te Darei  o Sol é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar.
Skoob / Onde adquirir

Todos os Nossos Ontens - O que um governo poderia fazer se pudesse viajar no tempo? Quem ele poderia destruir antes mesmo que houvesse alguém que se rebelasse? Quais alianças poderiam ser quebradas antes mesmo de acontecerem? Em um futuro não tão distante, a vida como a conhecemos se foi, juntamente com nossa liberdade. Bombas estão sendo lançadas por agências administradas pelo governo para que a nação perceba quão fraca é. As pessoas não podem viajar, não podem nem mesmo atravessar a rua sem serem questionadas. O que causou isso? Algo que nunca deveria ter sido tratado com irresponsabilidade: o tempo. O tempo não é linear, nem algo que continua a funcionar. Ele tem leis, e se você quebrá-las, ele apagará você; o tempo em que estava continuará a seguir em frente, como se você nunca tivesse existido e tudo vai acontecer de novo, a menos que você interfira e tente mudá-lo...
Skoob / Onde adquirir

Oi gente! Domingo é dia bom pra ficar deitado no sofá, apreciando um bom descanso e rindo das caretas alheias, certo? Então vem conferir o novo vídeo lá do canal!


A TAG da Guerra Civil foi criada pelo canal Pausa para um Café e tem dez divertidas perguntas encaixando livros nas descrições dos nossos vingadores favoritos.


Os livros mencionados nesse vídeo foram:

Watchmen
Guerra dos Tronos
A Viagem do Tigre

Lembrando que ainda dá tempo de participar do sorteio de A Rebelde do Deserto! É só clicar na resenha ali em cima e você será redirecionado pra ele.

E aí, gostaram da TAG e das indicações? Espero que tenham se divertido!

Sabe aquele livro amorzinho, com uma sinopse simples e despretensiosa? Uma história de amor inusitada, sobre dois corações jovens que encontram esse sentimento no momento mais surpreendente? A Geografia de Nós Dois mostra que, independente de onde esteja, seu coração pode querer estar em outro lugar.


Sinopse: Lucy mora no vigésimo quarto andar. Owen, no subsolo... E é a meio caminho que ambos se encontram - presos em um elevador, entre dois pisos de um prédio de luxo em Nova York. A cidade está às escuras graças a um blecaute. E entre sorvetes derretidos, caos no trânsito, estrelas e confissões, eles descobrem muitas coisas em comum. Mas logo a geografia os separa. E somos convidados a refletir... Onde mora o amor? E pode esse sentimento resistir à distância? Em A Geografia de Nós Dois, Jennifer E. Smith cria tramas cheias de experiências, filosofia e verdade.

Owen e Lucy não esperavam por um blecaute em plena Nova York. Não um blecaute que fosse apagar a cidade inteira; mas aconteceu, e eles ficaram presos no elevador. Aquela é uma noite abafada e simples, e ela muda suas vidas completamente. De um encontro pouco usual para uma madrugada regada a conversas no terraço, os dois jovens se tornam amigos sem saber muito da vida um do outro. Quando é anunciado a eles que Lucy está para se mudar para a Escócia e Owen vai viajar com o pai pelos Estados Unidos, eis que bate aquela dúvida: eles vão voltar a se ver algum dia? Talvez. Mas, até lá, podem mostrar um pouco do mundo um para o outro através de cartões-postais.


Porque é isso que acontece quando se está com alguém assim: o mundo se encolhe e toma a proporção correta. Moldando-se para comportar apenas as duas pessoas, e nada mais.

Jennifer E. Smith tem uma escrita leve, doce e incrivelmente chamativa por esses dois motivos. A história é bastante comum; uma garota e um garoto que se conhecem por acaso e acabam gostando um do outro. Com interferências geográficas, eles tentam fazer esse sentimento continuar vivo - ainda que ambos não saibam exatamente que sentimento é esse.


Owen e Lucy são umas gracinhas. Sonhadores, amedrontados pela vida e pelos caminhos inesperados que residem nela. A partir do momento em que os dois deixam Nova York para trás, toda uma história de superação e encorajamento guia suas tramas paralelas.


E a geografia da situação - a geografia dos dois - estava completa e irremediavelmente errada.

De um lado, Lucy e sua solidão amigável. Ela nunca se importou em ficar sozinha. Os pais viajam muito, os irmãos estão na faculdade, e para Lucy está tudo bem assim. Ela ama a família, ama sua cidade e ama seus sonhos mais inalcançáveis. Quando NY se torna um borrão no seu passado, Lucy é forçada a conviver com realidades muito diferentes da sua, e obriga-se a deixar a zona de conforto de lado para, de fato, viver. Ela tem muito a descobrir pelo mundo, e eu adorei a maneira singela com que a Jennifer desenvolveu a bravura da Lucy. Ela ainda é uma menina tímida, mas disposta a conquistar as novidades que coisas desconhecidas têm a oferecer. Afinal de contas, Owen é tão desconhecido quanto as cidades que ela nunca visitou, e nem por isso Lucy tem medo de pensar nele.


Owen, por outro lado, passou por uma perda drástica em sua vida, e está tentando redescobrir como seguir em frente com a assombração dela. Seu pai é seu maior companheiro e melhor amigo, e a relação entre os dois é meiga e forte e cresce de acordo com o desenvolvimento da trama, com suas viagens pelos EUA em busca de um novo lar. Sem a mãe, Owen não sabe se pode encontrar uma nova casa, mas está disposto a tentar.


Eram como dois asteroides que tinham colidido, ela e Owen, soltando faíscas breves antes de ricochetear cada um para um lado outra vez, um pouco lascados, um pouco machucados e marcados, talvez, mas ainda com quilômetros e quilômetros a percorrer.

O incrível deste livro é como o romance é importante, mas está em segundo pano. A história é muito sobre o crescimento dos protagonistas e da relação que eles têm com as pessoas mais próximas deles - no caso do Owen, o pai, e da Lucy, sua família. Isso influencia a trama e deixa tudo mais rico e emocionante, assim como as trocas singelas de cartões postais que acontecem entre os dois. Com um oceano entre eles, Owen e Lucy fazem o possível para manter um ao outro atualizado sobre suas aventuras, sempre "desejando que o outro estivesse ali". É lindo, é fofo e não promete muito, mas entrega o bastante.


Também era verdade que algumas coisas permanecem como são, e aquela era um exemplo: nove meses antes, ele conheceu uma garota em um elevador, e ela permaneceu em seus pensamentos desde então.

A Geografia de Nós Dois se desenvolve lindamente. Desde o elevador enguiçado até os encontros inesperados que eles conseguem orquestrar no desenrolar da história. Owen e Lucy são dois jovens aprendendo sobre o amor e sobre o mundo, e sobre como a geografia de todo um planeta pode ajudar dois corações a se encontrarem de novo.


Título original: The Geography of You and Me
Autor: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
Gênero: YA / Romance
Nota: 5

Saiba mais: Skoob | Buscapé
 Saraiva


Chegamos em junho e eu percebi que li muito pouco e continuo com uma estante cheia de livros -- sem contar os livros que não paro de comprar. Então, em meio aos livros para betar e escrever, decidi me "desafiar" a ler ao menos 12 livros nesses últimos 6 meses do ano.




Os livros mencionados no vídeo são (fora de ordem):

Since you've been gone
Minha Vida Agora
Fale!
The Geography of me and you
Ser Feliz é Assim
A Rosa Branca Rebelde
Spartacus - O Gladiador
Ela está em Todo Lugar
Menina de Vinte
Vivian Contra a América
Miss Marvel

E ai, já leu algum deles? Me conta o que achou! Quem sabe com um incentivo a mais essa pilha não vai mais rápido.






Autor: A. G. Howard
Editora: Novo Conceito
Número de Páginas: 411

PRIMEIRA FRASE DA PÁGINA 100:

Todos grasnam, concordando, atacando o corpo inclinado de Morfeu.

DO QUE SE TRATA O LIVRO?

É o terceiro e último volume da trilogia Splintered, que vem recontando a história de Alice no País das Maravilhas. Sem muitos spoilers, Qualquer Outro Lugar nos leva até um território obscuro atrás do espelho mágico que serve de portal entre nosso mundo e o mundo intraterreno, onde existe o País das Maravilhas. Para salvar aqueles que ama, a Alyssa tem que viajar até esse território sombrio para enfrentar sua inimiga de uma vez por todas.

O QUE ESTÁ ACHANDO ATÉ AGORA?

MARAVILHOSO. A história começou frenética e a Alyssa já se meteu em algumas enrascadas em sua viagem até Qualquer Outro Lugar. Algumas revelações já foram entregues e eu fiquei de queixo caído com uma delas; e o Morfeu voltou!

O QUE ESTÁ ACHANDO DA PERSONAGEM PRINCIPAL?

A Alyssa é ótima. Gosto da coragem e da determinação dela, assim como gosto de como ela puxa um pouco para o egoísmo e para o seu lado mais sombrio. Ela é uma criança de dois mundos, dividida entre o amor que tem por ambas as realidades. Sua ligação com a família está ainda mais poderosa nesse volume final, e eu quero muito ver até onde ela está disposta a ir para proteger aqueles que têm o seu coração! Sem falar na interação entre ela e o Morfeu que só fica mais JKANFUASBASOUASB.

MELHORES QUOTES (ATÉ A PÁGINA 100):

"É assim que me sinto por dentro: caótica, mas exaurida. A metade intraterrena do meu coração se expande para se libertar das emoções humanas nele enredadas."

"Jeb é uma âncora: ele me mantém conectada à minha humanidade e compaixão. Mas Morfeu é o vento: mesmo me debatendo e gritando, ele me arrasta para o precipício mais alto, me empurra e fica me observando voar com asas de intraterrena. Quando Jeb está ao meu lado, o mundo é um quadrado - imaculado e acolhedor, quando estou com Morfeu, é um playground insano - malévolo e viciante."

"- A lógica intraterrena reside entre o bom senso e a falta dele."

"É incrível como os humanos têm vivido lado a lado com o mundo mágico sem que a maioria não tenha a mínima ideia de que ele existe."

VAI CONTINUAR LENDO?

Com certeza! É o volume final, eu quero saber qual vai ser o encerramento dessa história.

ÚLTIMA FRASE DA PÁGINA 100: 

- Daí, o deplorável estado de minha casa.
II Encontro Literário Empíreo

O Encontro Literário Empíreo é uma série de encontros promovidos pela editora para debater técnicas de produção literária. O primeiro aconteceu no mês de abril com o tema Medo e contou com a presença de autores como André Vianco e Bruno Godoi, além do mestre em literatura pela PUC, Oscar Nestarez.

O II Encontro Literário Empíreo acontece agora no dia 25 de junho e vai falar sobre Mistério e Suspense na Narrativa Literária, um bate-papo sobre as técnicas usadas pelos escritores para manter os leitores com os olhos grudados nos livros e causar arrepios com a leitura.

O bate-papo promove o encontro do mercado literário com o acadêmico e dessa vez vai contar com a participação dos autores Cláudia Lemes (Eu Vejo Kate) e Victor Bonini (Colega de Quarto), além do dos publishers Felipe Larêdo (editora Empíreo, como mediador) e Pedro Almeida (Faro Editorial). Quem completa a mesa é o professor da universidade Mackenzie, Dr.  Cristhiano de Motta Aguiar.

O encontro conta com o apoio da Unibes Cultural e para participar basta se inscrever nesse link e no dia doar um livro em bom estado para o Bazar da Unibes, que reverte o valor das vendas para programas sociais.

II Encontro Literário Empíreo: Mistério e Suspense na Narrativa Literária
Dia: 25 de junho de 2016
Hora: 14h
Local: Unibes Cultural - Rua Oscar Freire, n. 2500 (ao lado do metrô Sumaré).

Para mais informações, acesse o link do evento no facebook.

Recebemos as novidades do catálogo da editora Novo Conceito e viemos correndo contar para vocês! Além deles, selecionamos alguns títulos antigos encontrados em promoção que, se vocês ainda não conhecem, PRECISAM conhecer.

 

Um novo mundo: Gagui joined the game – Escrito pela youtuber e gamer Bibi Tatto, fenômeno que já conquistou 1,3 milhão de inscritos em seu canal sobre o jogo Minecraft. No livro, Bibi narra uma emocionante competição dentro do jogo entre os avatares dela e de seu irmão, Gagui, alternando com relatos de momentos divertidos de sua vida real.
Skoob / Onde adquirir


Títulos antigos para se tornarem novidades na sua estante:

   

172 horas na lua - O ano é 2018. Quase cinco décadas desde que o homem pisou na Lua pela primeira vez. Três adolescentes comuns vencem um sorteio mundial promovido pela NASA. Eles vão passar uma semana na base lunar DARLAH 2 - um lugar que, até então, só era conhecido pelos altos funcionários do governo americano. Mia, Midore e Antoine se consideram os jovens mais sortudos do mundo. Mal sabem eles que a NASA tinha motivos para não ter enviado mais ninguém à Lua. Eventos inexplicáveis e experiências fora do comum começam a acontecer...
Prepara-se para a contagem regressiva.

Para continuar - Envolver-se com a jovem Ayako é a oportunidade perfeita para Leonardo César esquecer a sua vida tediosa e perigosamente limitada, tudo por culpa do seu coração defeituoso. Enquanto isso, com a ajuda de seu avô, Ayako tem a difícil missão de manter inacessível um porão de dimensões que vão além da loja de luminárias que ela gerencia, repleto de milhares de lanternas orientais, cujo mistério envolve os habitantes do bairro da Liberdade. A partir dos crescentes encontros entre Leonardo e Ayako, uma nova lanterna surgirá para os dois. Eles terão que protegê-la com afinco, ou tudo que construíram juntos poderá desaparecer a qualquer momento. O que ninguém conseguiria prever é que Ho, um jovem chinês também apaixonado por Ayako, colocaria em risco o futuro desse objeto. E com ele, o sentimento mais importante que dois seres humanos já experimentaram.
Skoob / Onde adquirir

A Desconhecida - Uma história sombria, em uma atmosfera romântica e um quê de Hitchcock, sobre um homem que fora arrastado para uma trama irresistível de paixão e assassinato quando um antigo amor reaparece.de mentiras. Em uma noite de sexta-feira, a rotina confortável e previsível de George Foss é quebrada quando, em um bar, uma bela mulher senta-se ao seu lado. A mesma mulher que desaparecera sem deixar vestígios vinte anos atrás. Agora, depois de tanto tempo, ela diz precisar de ajuda e George parece ser o único capaz de salvá-la. Será que ele a conhece o suficiente para poder ajudá-la?
Skoob / Onde adquirir