Resenha: A Ameaça Invisível

Preciso dizer que, ultimamente, os livros que tenho lido só estão soltando bombas na minha cabeça. E no meu coração. A Ameaça Invisível não foi diferente do primeiro livro da trilogia Anômalos. In fact, a Bárbara conseguiu construir um clima absolutamente tenso e desesperador, e é isso que torna esse livro tão incrível.

Sinopse: O cerco se fecha contra os anômalos e o cotidiano nas Cidades Especiais começa a mudar. De início, o direito de ir e vir é privado, e a isso se seguem outras medidas restritivas, o que inspira uma rebelião e deixa a situação a um passo de uma guerra civil. Em meio a diversas facções, que defendem ideologias e métodos diferentes de fazer justiça, cada vez é mais difícil enxergar a situação com clareza, e Sybil tem pela frente novos desafios, que põem à prova suas convicções. Em situações desgastantes e por vezes desesperadoras, ela e seus amigos sentem na pele uma grande ameaça, mas não conseguem perceber quem é e onde está o verdadeiro inimigo.

Três meses se passaram desde os acontecimentos de A Ilha dos Dissidentes. Sybil e os outros tentam esquecer os horrores da missão na ilha, Sybil, principalmente, que não só lida com a pressão daquele ocorrido como também das consequências de sua escolha ao fim do livro. Fenrir está de volta para lembrar o acordo feito entre eles e cobrar dela o auxílio prometido.


O que eu mais gostei nesse livro foi a aprofundada que a Bárbara criou, não só no conflito universo anômalo x humano, como também na personalidade dos personagens. A sociedade daquele mundo é bastante preconceituosa com os anômalos, tanto que existem regras (como, por exemplo o uso de uma peça de roupa amarela caso você saia de casa para uma das cidades humanas) e Cidades Especiais para cuidar dos anômalos. Antes visto com bastante superficialidade no livro um, ainda que algumas cenas já tenham mostrado a tensão e as diferenças exacerbadas entre as cidades humanas e as especiais, eis que o segundo livro joga um tijolo na sua cara, e de repente todas essas diferenças se tornam um baita de um conflito gritante e crescente, que você sabe que vai estourar em algo muito ruim.

"Todos temos sonhos, esperanças e expectativas, todos nós sangramos se nos machucamos. Todos choramos se perdemos um ente querido. Nós batalhamos por algum reconhecimento [...] Precisamos levantar a cabeça e dizer, com uma só voz: nós estamos aqui. E nós exigimos respeito!".
Eu adorei como a narrativa trabalhou não só o lado humano tirano (o preconceito pelo simples fato de tratarem os anômalos como aberrações a serem evitadas) como também a revolta de anômalos cansados da injustiça. Fenrir está se erguendo nas campanhas e quer mudar essa situação, e, atada a ele pelo acordo, Sybil acompanha o crescimento desse conflito político com olhos de quem já viveu em meio a uma guerra e deseja ardentemente evitar uma nova - ainda que, agora anômala, convivendo com os absurdos causados pelos humanos que tudo comandam, Sybil venha a enfrentar hesitações frente ao que seria melhor para aqueles subjugados pelo poder opressor.

"Quando paramos de pensar nas pessoas como iguais, conseguimos fazer qualquer coisa com elas. O que está acontecendo conosco é porque os humanos pensam que são diferentes, melhores que nós."
Não só Sybil, como Andrei, Leon, Naoki e tantos outros personagens (como Hassam, que ganhou destaque e também um lugarzinho no meu coração por ser tão neném) cresceram bastante no decorrer dessas 320 páginas. A cena final, onde eles confrontam as consequências do que demorou o livro todo para acontecer, foi a mais fodástica. Eu queria MUITO copiar um trecho da última página, mas o spoiler é absurdo então vou me conter. Mas quando lerem, lembrem-se de que O ÚLTIMO PARÁGRAFO VAI PISAR EM VOCÊ!


Vou falar rapidamente do meu ship, que eu fiquei triste por não ser tão trabalhado (o que? Eu adoro um casal fofo em meio a tragédias, me deixa) mas que rendeu momentos muito adoráveis com o passar do tempo. E preciso gritar aqui um ANDREI SEU LERDO, PRA QUE TANTA GRAÇA?


A Ameaça Invisível é uma baita de uma continuação maravilhosa. Estou arrancando os cabelos até o ano que vem para ver como a autora vai fechar essa trilogia, e, depois de dois livros perfeitos, estou com muita fé de que vai ser da melhor maneira possível! Recomendo a todos os amantes de distopias. A Trilogia Anômalos é, definitivamente, uma das melhores.


E preciso adicionar aqui um gif a respeito de uma possível morte do final do livro (PORQUE SIM, EU ME RECUSO A ACREDITAR QUE O PERSONAGEM MORREU COMPLETAMENTE, OK?). Aquela cena, ela pisou em mim. Eu comecei a gritar e NONONONONO POR QUE FAZ ISSO? TAVA INDO TUDO BEM E AI... NÃO, CASSILDA, NÃO!


Confira a resenha de A Ilha dos Dissidentes, primeiro volume da série!

Título: Trilogia Anômalos, vol. 2 - A Ameaça Invisível
Autor: Bárbara Morais
Editora: Gutenberg
Nota: 5

Saiba mais: Skoob Buscapé

Share this:

, , , , ,

COMENTÁRIOS

10 comentários:

  1. Ahhh to doida pra ler esse livro. Tenho uma amiga que é super fã dessa série e sempre me anima a ler. Ainda não consegui comprar, mas espero fazer isso em breve. Adorei a sua resenha. Bom saber que o livro 2 é tão bom quanto o livro um

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kel!
      Epa, se já existe a vontade de ler então você com certeza não vai se arrepender quando conseguir *-*
      KAJSFNUOASBGUOAASGUOBASUO essa série é muuito maravilhosa, a Bárbara é uma ótima escritora. E os personagens, a história, god <3
      Que bom que gostou da resenha!
      Obrigada pela visita *-*

      Beijos,
      Denise Flaibam.
      http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

      Excluir
  2. QUE RESENHA MARAVILHOSA

    Está na minha lista!!! Tenho que comprar, mas o dinheiro tá curto. Uma tristeza!

    :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Owwwn, obrigada por gostar da resenha, xuxu *-*
      ASUHUHASUHASUHASUHASUHAS nem me fale em dinheiro curto ç_ç o bom é que me deu uma ressaca literária agora, então dai o desespero pra conseguir livros novos não existe (tanto).
      Espero que consiga ler em breve!

      Beijos,
      Denise Flaibam.
      http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

      Excluir
  3. Essa trilogia,está me deixando curiosa,não li o primeiro livro,mas pelo que vejo ela e otima ^^
    A capa e linda e curiosa também
    Boa resenha!


    Bruna do blog: Cantinho da Bruna -
    @blogcantinhoBL

    Participe do nosso top comentarista. São 2 livros , kit de marcadores e 2 ganhadores .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, Bruna, é uma trilogia fantástica! Se você curte o gênero distopia é a melhor pedida! *-*
      A capa desse livro é minha favorita so far, tô curiosa pra ver a última KJASNUSABGAUOBASUO
      Obrigada pela visita!

      Beijos,
      Denise Flaibam.
      http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

      Excluir
  4. Denise!
    São tantas séries que fico imaginando se nenhum autor vai escrever mais um livro único, sério!
    Fato que que adoro distopia e claro que leria não apenas o livro avaliado como toda série.
    Tenho que percebido que dentro das distopias tem algumas vertentes diferenciadas, o que acho que em breve surgirá um a nova subdivisão...kkk
    Uma semana carregadinha de luz e paz!
    Cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rudy!
      UHASUHUHASUHASUHASUHASUHASUH eu sou autora que decidiu abandonar as séries pra escrever só livro único (até porque é tããão mais fácil!), mas como leitora adoro uma série. Meu bolso nem tanto :P
      Sim, as distopias tão variando bastante, isso é bem legal pra um gênero tão concorrido e com tantas obras. Rola muito mais originalidade *-*
      Ótima semana pra ti também!

      Beijos,
      Denise Flaibam.
      http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

      Excluir
  5. Olá Denise!
    Estou começando a gostar de distopias. Esta trilogia parece ser tudo de boom...
    Já tinha visto este livro em algum lugar, mas não tinha lido nada sobre.
    Achei mega lega a dedicatória que a autora fez.
    Entrou para a lista (enorme rs), tomara que eu goste.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vitoria!
      Opa, se começou a gostar do gênero, então essa trilogia é uma boa pedida :D
      A Bárbara é uma autora muito amorzinho e a história vale muitos surtos e amor JKASFABGAUGA
      Dedicatória maneira né? UHASUHASUHASUHASUH DEPOIS QUE EU DESCOBRI PORQUE ELA TINHA A VER COM O LIVRO ME DEU UM TROÇO NO CORAÇÃO O_O
      Tomara que consiga ler logo!
      Obrigada pela visita :D

      Beijos,
      Denise Flaibam.
      http://blogsomaisum.blogspot.com.br/

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!