Controle Remoto: Hart of Dixie

Controle Remoto - Hart of Dixie

Como toda fã de um bom romance, eu não poderia deixar de adorar séries leves com a temática, certo? Certo! Já passei por muitas delas como Everwood, Gilmore Girls, The OC, Beverly Hills 90210, etc. A grande maioria foi por pura influência da minha irmã mais velha, mas assim que peguei gosto pela coisa, passei a buscar as minhas próprias séries.

E foi assim que, orfã de Stars Hollow há algum tempo, eu descobre Hart of Dixie e, quando vi que Rachel Bilson estrelaria a série, não perdi tempo para colocá-la na minha lista. A verdade é que eu adoro qualquer coisa com potencial para me fazer chorar - vide minha crush eterna em Army Wives - ou rir muito. Essa fórmula, até agora, eu só tinha visto em Gilmore Girls e, por isso, foi ótimo começar a assistir a série da CW.

Para ser bem sincera, eu tenho um pé atrás com tudo que vem da CW, porque, convenhamos, não podemos esquecer dos cancelamentos de The Carrie Diaries Pushing Daisies, e nem do prolongamento desnecessário e confuso de The Vampire Diaries Supernatural (embora essa última mereça qualquer coisa por motivos de Dean, Sam e Cas, claro). Mas não deixei intimidar pelo passado conturbado e dei uma chance. E jamais vou me arrepender disso.

Hart of Dixie conta a história de Zoey Hart, uma residente que busca por uma bolsa para a especialização em cirurgia em um grande hospital de Nova Iorque, mas que, por ser muito indiferente a seus pacientes, tem o pedido recusado. Orientada a buscar uma maior conexão com as pessoas, a menina da cidade grande acaba aceitando o convite de um insistente senhor para trabalhar em sua clínica, na pequena cidade de Bluebell, no Alabama.

Hart of Dixie - Feita de Palavras

Daí para frente, podemos acompanhar todos os dias de Zoey nesse cenário que nada tem a ver com Nova Iorque, suas confusões com os locais e sua perseverança: batendo de frente com o sócio da clínica onde trabalha, tendo de conquistar a confiança dos moradores da cidade e aprender a conviver com o jacaré (!) de seu senhorio, até as insistentes investidas de seu vizinho e a sua repentina paixonite pelo advogado da cidade.

Zoey é interpretada por Rachel Bilson, que traz aquele humor que, se você já assistiu The OC, sabe bem como pode animar um episódio, além de uma ótima atuação e uma história leve e concisa. No elenco também estão Jaime King como Lemon, uma típica souther bell, arquirrival de Zoey e filha de Brick, o sócio da clínica onde ela trabalha, um homem rabugento interpretado por Tim Matheson.

No papel do prefeito da cidade e figurando como o melhor amigo de Zoey - e o primeiro e único a aceitá-la na cidade - temos Cress Williams, como Lavon Hayes, uma ex-jogador da NFL bastante simpático e carismatico. É Lavon que loca uma de suas casas para Zoey, fazendo dela vizinha de Wade Kinsella, um mulherengo carismático que trabalha no bar local e serve como faz tudo, interpretado por Wilson Bethel. Wade também é um dos interesses amorosos de Zoey, junto de George Tucker, o advogado da cidade e noivo de Lemon, o típico garoto americano apaixonável, vivido por Scott Porter.

Hart of Dixie - Feita de Palavras

Fora o núcleo principal ainda temos os secundários que não falham em trazer humor para apaziguar os dramas, como Dash, o líder de um grupo de homens local e o jornalista da cidade (ele é como um tabloide ambulante). Tom e Wanda, os personagens inocentes e simáticos que sempre buscam ver o melhor dos outros personagens. Anabeth e Magnolia, melhor amiga de Lemon e a irmã mais nova de Lemon, respectivamente. E Rose, uma adolescente que adora Gossip Girl e que acaba como uma boa amiga da Dra. Hart.

A série estreou na fall season de 2011 e já foi confirmada para sua quarta temporada, que deve estrear em setembro desse ano. No Brasil ela é exibida pelo canal pago Glitz e deve estrear agora no segundo semestre no SBT. Ela foi criada por Leila Gerstein que já escreveu episódios para séries como Eli Stone, The OC e Gossip Girl.

Recomendo a série para quem busca uma história leve, engraçada e dramática ao mesmo tempo. Ótima para desestressar (a não ser que você seja um viciado como eu, ai é meio difícil desestressar quando os personagens não fazem o que você quer), com um humor afiado e ótimas referências.

Share this:

, , ,

COMENTÁRIOS

6 comentários:

  1. Ai, esse seriado é um amor!

    Espero que nessa última temporada eu não sofra e que seja só felicidade!!!

    #Zade <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não quero que a quarta seja a última temporada, PORQUE EU VI SÓ O PRIMEIRO EPISÓDIO E JÁ MORRI DE AMOR. Agora que vai começar a ser o que eu queria pra vida :'( NÃO PODEM CANCELAR!! Amo forte </3

      Excluir
  2. Sempre quis assistir essa série como vc disse é ótima pra desestressar pq ultimamente algumas series estão me deixando louca(um dia cabo sem cabelo nenhum).Mas nem acredito que ja vem quarta temporada #partiuassistir.

    Bjss

    ResponderExcluir
  3. Oiee.
    Eu já tinha visto essa série em algum lugar que não lembro agora, mas não sabia nada sobre ela. Eu até assistiria se não tivesse acompanhando quatro séries (Gilmore Girls, Arrow, White Collar e Grey's Anatomy) e indo rumo a quinta com Flash, mas meu tempo é curto e quero ficar apenas com essas mesmo, ou vou pirar com tantas séries.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
  4. Oi Bia!
    Já tinha ouvido falar dessa série. Gostei, vou assistir, não sei quando kkkk a lista só faz aumentar. Só queria que o dia tivesse mais 4h, para dar tempo de eu assistir todas as séries que desejo.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Finalmente vejo um post sobre essa série. ^_^
    Eu já tinha esse pôster da série há tempos, mas sempre me esquecia de pesquisar e nenhum blog que acompanhava falava sobre ele.
    Eis que entro aqui e me reparo com esse post. Tive que conferir.
    E fiquei morrendo de vontade de ver esse seriado até pelo fato de a protagonista ser doutora. Eu tô numa pegada com temas médicos que fico procurando tudo que tenha hospital no meio. Acho que isso se deve por eu estar assistindo Doctor SStrange(drama coreano). Rs
    Eu tô muito decepcionado com isso da CW prolongar TVD e Supernatural, então dá um pouco de frustração querer acompanhar um seriado deles. Não gosto de enredos muito extensos. Parece que perde o ar sublime e fofo que há no começo.
    Espero que a Dr. Hart consiga mudar de personalidade na cidade pequena.
    Obrigado pelo post lindo. Já me conquistou. ^_^

    Http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!