Resenha: A Lâmina da Assassina - Sarah J. Maas

  • 09:30
  • 4 de ago. de 2015
  • Resenha: A Lâmina da Assassina - Sarah J. Maas

    A Lâmina da Assassina é um livro de contos da série Trono de Vidro, e acompanha o passado de Celaena Sardothien antes de se tornar a mais famosa assassina de Adarlan. E foi uma leitura e tanto!

    Conheça os primeiros livros da série Trono de Vidro:

    Quem me conhece aqui do blog também conhece minha infinita paixão pela série Trono de Vidro. Este livro me aproximou tanto da personagem e do seu passado conturbado que no fim eu só queria abraçar ela e deixá-la livre pra sair matando todo mundo!

    Vou falar um pouquinho de cada conto, diferente da maioria das resenhas. A sinopse já diz sobre o livro num geral, mas quero comentar a evolução da personagem conforme suas aventuras iam mudando de cenário.
     
    O primeiro deles mostrou uma Celaena como conhecemos: a assassina cruel e cheia de si, cumprindo uma ordem importante do rei dos assassinos - uma missão designada a ela e a Sam, um dos melhores matadores da Guilda, por quem ela não tem grande simpatia - quem leu Trono de Vidro vai reconhecer o nome Sam. É um conto bem animado, a convivência da Celaena com o Sam foi entre tapas e mais tapas, e ela argumentando com o lorde pirata foi excelente.

    E enfim chegamos ao momento em que ela toma uma decisão perigosa, decisão essa que vai contra as ordens dadas pelo rei - e que vão afetar toda a vida dela dali para frente.

    O segundo conto foi mais morno, mais para mostrar o que ela enfrentou depois de fazer o que não deveria ter feito - mas foi uma coisa muito honrosa, ok?

    Palavras podiam ser tão mortais quanto aço.

    Porque ela é uma assassina fodástica, mas ela tem princípios! Celaena ajuda uma curandeira a se proteger, e deixa para trás a marca de uma mulher forte, ensinando outra a se empoderar. Eu amei isso!

    A Assassina e o Deserto foi o meu conto favorito. Celaena precisa enfrentar as consequências da sua decisão lá no primeiro conto, recebendo sua punição no deserto; ela é obrigada a procurar pelo Mestre Mudo, comandante dos assassinos silenciosos, e deve permanecer lá por três meses para ser treinada por ele - a punição por ter descumprido as ordens de Arobynn, rei dos assassinos. E CARA, o conto é genial!
     
    Eu me apaixonei perdidamente pelos métodos e pelos ensinamentos que os assassinos do deserto passaram para a Celaena, especialmente na convivência dela com o chefão deles. O homem, que fez um voto de silêncio, fala mais do que todos os seus aprendizes,  e todas as cenas em sua presença eram tão bem detalhadas que eu quase podia ouvi-lo falar com os olhos. A Celaena cresceu bastante no decorrer desse conto específico, principalmente por ter acontecido depois de uma punição severa; ela está ferida física e emocionalmente, mas não está caída. Celaena Sardothien nunca cai.

    Resenha: A Lâmina da Assassina - Sarah J. Maas

    E é aí, nos últimos contos, que retornamos para o reduto dos assassinos, para a companhia do Rei e de Sam e de tudo que Celaena conhece desde que se entende por gente; mas ela está diferente. Ela está menos arisca e um pouco mais imprudente, e está reparando mais em detalhes que deixava passar antes. Seus sentimentos por Sam estão crescendo fortemente, e os dele por ela.

    Ainda que impulsiva, ela carrega as marcas que os meses no deserto e os anteriores a ele deixaram em seu espírito. As injustiças do império e do que ela acreditava ser certo vão assombrá-la a um ponto em que Celaena decide deixar tudo para trás para ir embora com Sam, mas a vida dela não é fácil. E, se você leu Trono de Vidro, já sabe que isso acaba muito mal.

    Ela era fogo, era escuridão, era pó e sangue e sombra.

    MUITO MAL MESMO! Eu já sabia o que ia acontecer, já sabia como ia acontecer, mas quando a Sarah narrou "o" acontecimento eu queria deitar em posição fetal no tapete do chão e chorar por três dias seguidos. Fui trouxa? Fui trouxa, claro.

    Shippei Celaena e Sam com muita força, e eles foram um ship lindo como já me era prometido desde o princípio. A força da Celaena está imensurável, tal como nos outros livros, mas é algo mais bruto. Ela ainda é a assassina egoísta e mesquinha, ainda é a menina que quer do bom e do melhor, ainda é a garota perdida com um passado sombrio, mas a Sarah construiu as suas escolhas exatamente para construir o seu crescimento na série.

    O livro termina algum tempo antes do primeiro da série, mas termina naquele exato momento em que você sente a mudança chegando para a assassina. E sabe que as coisas grandiosas estão por vir.

    A Lâmina da Assassina nos apresenta ao passado da famosa Celaena Sardothien, para deixar nossas emoções ainda mais desesperadas para descobrir o seu futuro.

    Sinopse: Conheça o caminho da assassina. Pavimentado com sangue, lágrimas e suor. Implacável, sedutora, letal. Poucos conhecem seu rosto, menos ainda sobrevivem à sua fúria. Não à toa Celaena Sardothian é sinônimo de morte. Suas lâminas são certeiras, assim como seu estranho código de honra e seu aguçado senso de justiça. Mas como uma menina, encontrada agonizando pelo rei dos Assassinos de Adarlan, se tornaria a campeã do rei? Disputada pelo capitão da guarda real e o próprio príncipe herdeiro? No centro de intrigas políticas?Acompanhe Celaena vencer um lorde pirata e toda sua tripulação; o encontro como uma curandeira; seu treinamento com o Mestre Mudo, senhor dos assassinos silenciosos, nas dunas do deserto Vermelho; a prisão nas Minas de Sal de Endovier; ou, ainda, sua luta contra o mais escorregadio e traiçoeiro dos adversários — o próprio coração.

    Título original: The Assassin's Blade
    Autora: Sarah J Maas
    Editora: Galera Record
    Tradução: Mariana Kohnert
    Gênero: Fantasia | YA
    Nota: 5
    Skoob

    Se você gosta de séries cheias de fantasia e personagens badass, conheça A Rebelde do Deserto, da autora Alwyn Hamilton.

    1. Nem li os outros da série e já quero ler esse.

      Ai que capa LINDA!

      Sua resenha <3 <3 <3

      Bjs, Gi.

      ResponderExcluir
    2. Oie!!

      Só vim aqui dizer que ESTOU MUITO ARREPENDIDA DE NÃO TER LIDO O TRONO DE VIDRO AINDA. Obrigada.

      Hahahaha a Celaena parece ser uma personagem INCRÍVEL. Quero muito muito ler os 3 livros e este dos contos. As capas são maravilhosas!
      Iza já leu tudo e surta do nada até hoje HUAHSUASAUH

      Beijo!

      http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    3. Anônimo2.1.16

      Simplesmente amei o livro, e fui trouxa tbm. Achei q sam e ela teriam um futuro, eu realmente chorei bastante qnd ele morreu. Uma das melhores historias q ja li

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.