Resenha: A Playlist da Minha Vida


Hoje a resenha de A Playlist da Minha Vida é patrocinada pelo blog Um papo Entre Páginas, já que foi no top comentarista dele que eu ganhei o livro. Mas brincadeiras a parte, esse foi um livro que eu quis muito assim que vi pela primeira vez, depois não quis mais, ai tive medo de ler e odiar e finalmente, quando li, não quis mais que parasse.


Sinopse: Elise Dembowski nunca foi popular na escola. Ninguém conversava com ela na hora do intervalo nem a convidava para sair no fim de semana. Pior. Ninguém jamais se interessou em saber o que tanto a ela escutava em seu iPod: playlists com o melhor da música pop, único território em que Elise se sente confortável e confiante.
Diante de seu desajuste em relação à maioria, a adolescente tenta de tudo – inclusive a mais radical das saídas, felizmente sem sucesso. No auge de seu solitário desespero, o acaso a leva até a porta de uma balada noturna, via de acesso para um mundo completamente novo, cheio de som e diversão, no qual sua veneração por música funciona como senha para inclusão em um inédito círculo de amizades.
As festas noturnas do Start – o melhor clube underground do mundo – tornam-se o lugar onde a felicidade, a aceitação social e até o amor são possíveis para Elise. Não demora muito para que um misterioso bullying eletrônico e a habilidade da garota como DJ coloquem em confronto este universo com a dura realidade cotidiana.
A Elise sempre foi uma garota estranha e rejeitada e isso geralmente faz as pessoas correrem dos livros porque todo mundo já cansou daquela síndrome de patinho feio que é tão inerente a YA's sobrenaturais como Crepúsculo, Fallen, Hush Hush entre vários outros que estouraram uns anos atrás.

Mas a Leila deu vida a Elise de um jeito que é um sacrilégio tentar encaixar ela no meio daquelas outras protagonistas patinho feio. A Leila viaja pela vida da Elise, traçando os momentos definitivos que tornaram ela a "menina estranha", seus esforços para mudar seu status e, no fim, sua aceitação. A forma com a qual ela abraça o seu mundo e descobre que todos são estranhos a sua própria forma.

A Elise é bem viva e identificável, os problemas pelos quais ela passa e a forma com que ela encara eles, mesmo que você não concorde, você compreende e é possível se ver na angústia dela. Porque a verdade sobre os personagens como a Elise é que eles são uma junção de todas as angústias adolescentes com as quais todos podem simpatizar e empatizar.

Todos nós sempre queremos coisas que não são boas para a gente.
Outro ponto super positivo é que a Leila não tentou fazer a vida da Elise, de repente, funcionar completamente. As coisas não mudam do nada e os relacionamentos entre os personagens se complicam cada vez mais, se desdobrando em problemas e soluções, mostrando que a vida não tem soluções mágicas, não é um conto de fadas, mas pode ser ótima sim.


A Elise tem aptidão para a música e foi tão magoada que acha que vive uma fantasia sempre que ela vai pra balada. A Start é uma balada que acontece apenas as quintas-feiras e é um mundo encantado onde a Elise é legal, onde as pessoas gostam das mesmas coisas que ela e ela acaba magoando algumas pessoas para conseguir essas horas semanais de terapia. 

Ela vive um mundo só dela que, a principio parece perfeito, mas no fim das contas não é. É só um lugar melhor do que "a vida real" porque é um lugar onde ela se permite ser mais, onde ela é quem quer ser, sem medo de ser julgada e hostilizada pelos colegas de classe. Lá ninguém acha ela estranha porque ela domina essa estranheza e não tem medo dela.

As vezes temos aqueles dias em que tudo dá errado. Mas, às vezes, alguma coisa pode dar certo da maneira mais inesperada possível. 
Ponto extremamente positivo para os relacionamentos dentro desse livro, que é um dos pontos principais. Eles não são fáceis e nem mágicos, por mais que ela queira acreditar, tanto os familiares como os românticos.


Adorei a forma como a leila criou o romance entre o Charming e a Elise, ele foi tão necessário para que ela crescesse. As inseguranças que ela teve com o Char e quanto mais ela conhecia ele, mais ela descobria a si mesma. Eu realmente gostei desse romance pouco convencional, amei como a Leila conduziu ele e amei que ele fugiu daquele senso comum garoto-mais-que-perfeito-se-apaixona-pela-patinho-feio-e-ela-descobre-que-na-verdade-é-linda.

Porque a Elise não descobre que é linda, ela descobre que é interessante. Ela descobre que é boa em algo, ela descobre que não há problema em ser inteligente, ela descobre que pode fazer amigos e construir uma vida.

Eu amei descobrir tudo isso junto dela, eu amei como ela passou da fase "preciso mudar pra me amarem" para "preciso me amar para me amarem". Porque esse não é um livro sobre como uma garota se apaixonou por um garoto, é um livro sobre como uma garota se apaixonou pela vida. Sobre como aparência não é nada e sobre como nós podemos nos enganar tanto com as pessoas.


As pessoas são o que são. Não importa o quanto você tente, é impossível transforma-las naquilo que você quer que elas sejam.
Também é um livro que fala sobre cyberbullying, sobre depressão e sobre como crianças podem ser cruéis sem nem mesmo entender o que estão fazendo; sobre como existe uma diferença entre ser zoado e ser humilhado, sobre as cicatrizes que isso deixa e as cosias das quais abrimos mão para não nos fazerem sentir daquela forma de novo.

Encostei a cabeça na janela  chorei. Isso parece fraqueza? Você faria melhor? Ótimo. Vai nessa. Manda ver. Mas o que você não entende é o seguinte: quando você é detonada sem dó nem piedade, dia após dia, sem descanso, ano após ano, às vezes a única coisa que resta é a capacidade de chorar.
Foi um livro verdadeiramente tocante que fez com que eu agradecesse a Leila no final e ficasse esperando a Globo Livros trazer Tonight The Streets Are Ours. Porque eu realmente quero ver quais outras garotas maravilhosas ela tem na manga.

Só leiam, ok? Leiam e venham comentar comigo porque eu vou amar ficar falando horas com vocês sobre isso.


Título original: This Song Will Save Your Life
Autora: Leila Sales
Editora: Globo Livros
Gênero: YA, romance
Nota: 5 +

Saiba mais: Skoob | Buscapé

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

2 comentários:

  1. Cara, esse livro parece ser incrível!

    Amei sua resenha, fiquei super afim de ler.

    Beijos,

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Quero ler esse livro há um tempo! Ele parece ser sensacional.

    Amei a resenha. Bibs, você escreve super bem *o*

    Beijão,
    Gi.

    --
    http://surtandocompalavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!