Resenha: O Estranho Contato

Resenha: O Estranho Contato

O Estranho Contato é o primeiro romance da paranaense Kelly Shimohiro, publicado no final do ano passado pela editora Empíreo e mistura romance com o sobrenatural e diversos mistérios.

Sinopse: Ágatha Guiller é uma garota de 19 anos entediada com a vida. Mas, com a chegada de um parente desconhecido e distante, vê tudo virar de cabeça para baixo. Tudo fica ainda mais confuso, e até um pouco perigoso, quando ela passa a enfrentar a morte e começa a compreender os segredos que conectam todos os seres.

Para ela, nada importa mais do que Tom. Ela está apaixonada e fascinada pelo mundo dele. em nome dessa paixão está disposta a qualquer coisa, mesmo que isso signifique abandonar todo o resto para sempre.

A Kelly, aliás, é "irmã de palavra" da Dany Fran, de Dias Nublados, e seus livros foram publicados juntos. O Estranho contato também tem uma edição delicada que você pode espiar no vídeo que fizemos lá na page do blog e tem uma capa bem minimalista, que fala bastante sobre a história uma vez que você começa a ler.

Para começar, o livro tem um prólogo bem ao estilo Crepúsculo -- e pode parar por ai, que aqui tem uma twihard! -- que te dá alguns spoilers do desenvolver do livro, sem realmente te dar spoilers. Sinceramente, eu gosto desse tipo de prólogo porque já me causa anseios e me dá coisas pelas quais esperar.

Não posso falar muito além da sinopse sobre a premissa do livro porque tudo é um grande mistério que Ágatha, a mocinha, vai desvendando aos poucos -- e quando digo poucos, é bem aos poucos mesmo. Sério.

A Ágatha vive essa vida monótona e chata, sem qualquer perspectiva de futuro e sem amigos, a não ser Fred, que parece tão perdido quanto ela -- embora ele, ao menos, tenha alguns interesses na vida. É como se a Ágatha só existisse até o momento em que o filho de um primo de seu pai chega na cidade e vira a vida dela de cabeça para baixo em menos de um dia.

Assim mesmo, com apenas um olhar, Ágatha está completa e irrevogavelmente apaixonada e decidida a fazer o que for necessário para ficar próxima a seu amor, mesmo que isso envolva perigosas viagens e desconfiar até mesmo da própria sombra.

Resenha: O Estranho Contato

Os dias que antecedem a chega desse parente trazem alguns acontecimentos estranhos tanto para Ágatha como para Nova Jerusalém, sua cidade, mas ela só começa a ligar os fatos quando começa a desenrolar os nós que envolvem ela, Fred e uma estranha "herança familiar".

Para ser sincera, eu fiquei louca com o mistério e o sobrenatural. Eu sou bem fã de romance sobrenatural, basta dar uma passada de olho na minha estante que você já percebe, e o que me deixou mais feliz com O Estranho Contato é que ele fugiu do ponto comum.

Eu tirei algumas conclusões com base no que li em outras resenhas e no que observei no livro antes de começar a leitura e fiquei bem empolgada quando parte dessas conclusões se tornaram realidade. Os mistérios e o sobrenatural criado pela Kelly são muito bacanas e em partes, até utópicos, o que totalmente combina com a proposta do livro.

O livro é curtinho e ainda assim eu devorei ele até ter todas as respostas, mas infelizmente nem todas apareceram até o fim do livro, o que me leva a crer que uma continuação deve estar a caminho! Tenho minhas teorias e gostaria muito de pode confirma-las o quanto antes.

Minha ressalva com a história, no entanto, e motivo da nota que dei, foi o romance. Não mencionei Crepúsculo lá em cima a toa, já que eu achei o romance aqui muito bewardiano -- embora mesmo Edward e Bella tenham levado um tempo para desenvolver a paixão.

Resenha: O Estranho Contato

Ágatha se apaixona em um dia. Ela olha para ele e está apaixonada, ela beija ele uma única vez e está pronta para encarar uma perigosa viagem em busca de um desconhecido do qual não sabe nada, absolutamente nada a não ser que ele é lindo; mesmo seu nome pode ser falso!

A necessidade que ela tem de estar ao lado dele e como ele é o único capaz de dar sentido a vida dela me deixou bastante chateada. Como mencionei antes, até mesmo o Fred que é personagem secundário na história, tem interesses.

Ágatha não tem paixão por nada, não sabe o que quer da vida, não tem amigos e não se esforça para nada. É como se a vida inteira ela só existisse, como se o único objetivo da vida dela fosse amar esse cara. Além do mais, as perguntas! Ah meu deus, até a Bella insistiu para ter respostas e ganhar o que queria, mas a Ágatha simplesmente joga o jogo dele.

"Ah eu tô morrendo de curiosidade e estou receosa, mas eu prometi um dia, então vou dar um dia sem perguntas para esse cara estranho e misterioso que no fim das contas pode ser um serial killer". O fato dele fazer o que quiser com ela e ela nunca insistir, nunca se recusar a fazer o que ele manda, me chatearam ainda mais que o romance abrupto. E qual era o problema dele em prometer coisas que não ia cumprir? Cada vez que eles se viam ele prometia que no final ela saberia de tudo, mas assim que paravam de se beijar e ela perguntava qualquer coisa o "tempo acabou" e ele sumia.

Ela era a protagonista e, ainda assim, foi coadjuvante da própria história. Ela era uma tela em branco para ele moldar como quisesse. E além do mais, ela é incapaz de juntar 2 + 2 e tirar as próprias conclusões do que está acontecendo.

Resenha: O Estranho Contato

O Estranho Contato é um livro com um plot digno de quatro estrelas, com uma narrativa fluida digna de quatro estrelas e com mistérios e respostas interessantíssimos, mas que perdeu em muito com um romance abrupto e sem conexão. Não torci por eles e, sinceramente, não sei se me importo com o fim que eles vão ter. Eu só quero saber o que vai acontecer depois e se as minhas teorias estão certas!

O sobrenatural realmente vale a pena e se o romance não lhe incomoda, tudo que eu digo é vai fundo e depois vem discutir as suas teorias comigo!

ps: Eu vi o que você fez ali com os irmãos e já tenho teorias sobre isso também!

Título original: O Estranho Contato
Autora: Kelly Shimohiro
Editora: Empíreo
Gênero: Romance sobrenatural
Nota: 2,5

Saiba mais: Skoob  |  Sobre a Autora  |  Onde Comprar

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

2 comentários:

  1. Achei o enredo bem interessante apesar de não ser tão fã de romances sobrenaturais. Mas como você falou que tem um estilo diferente de trabalhar com o assunto fiquei interessada.
    Agora esse romance entre os dois que você disse que realmente "detonou" um pouco o livro. Tudo bem que a personagem não tinha interesse, vontade em e de nada, mas se apaixonar pelo cara e fazer tudo o que ele quer é meio chato. Nós sempre queremos personagens que marquem o enredo e não enredo que marque personagem.
    Beijo,
    paraisodemenina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. A história parece interessante, mas com essa nota aí, acho que não lerei.

    Beijos,
    Surtando com palavras

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!