Resenha: Minha Alma Para Levar

Resenha: Minha Alma Para Levar

Minha alma para Levar é um livro que eu queria ler há muito tempo e, por isso, não poderia deixar de fazer uma resenha por aqui. Soulscremers é uma série da Rachel Vincent que eu descobri quando li Farra, um conto dela sobre uma musa e uma sirena, em Amores Imortais e fiquei simplesmente louca por ele.

Sinopse: Há algo de errado com Kaylee Cavanaugh. Ela não vê gente morta, mas sente quando alguém próximo está prestes a morrer. E, no momento em que isso acontece, dá nela um desejo incontrolável de gritar. Kaylee só queria aproveitar que Nash, o garoto mais popular da escola, está a fim dela. Mas ter um encontro normal é coisa rara, pois ele parece ter mais conhecimento sobre esses gritos do que ela própria. Porém, existe algo ainda pior: quando colegas de classe começam a morrer, apenas Kaylee sabe quem será a próxima vítima...

Kaylee Cavanough seria uma garota comum, se não fossem seus ataques de pânico. Ela os tem desde criança e sabe que eles vão acontecer quando vê as sombras e a louca vontade de gritar sem parar toma conta de seu corpo.

Ela nunca havia pensado sobre o que isso significava até o último ataque, durante as férias de natal, quando não pode parar de gritar no shopping e seus tios -- seus guardiões legais -- a internaram na ala psiquiátrica do hospital. Agora Kaylee sabe o que isso significa: ela é louca.

Ou ao menos era o que ela estava pensando até a noite em que entra escondida com sua melhor amiga na Taboo, uma boate local, e vê as sombras envolvendo uma linda garota na pista e dança. Quando a vontade de gritar é quase forte demais para ela, Kaylee é salva por Nash, um dos caras mais populares do colégio. O problema é que Nash parece saber muito mais sobre os problemas de Kaylee  do que ela mesma.

E é através de Nash que ela começa a desatar os nós da sua vida, descobrindo que na verdade nunca foi uma garota comum, porque nem mesmo humana ela é. Kaylee, assim como seus pais, é uma bean sidhe -- ou uma banshee, para os humanos leigos. E isso significa que seus ataques de pânico não são bem isso. Na verdade, Kaylee pode prever a morte das pessoas e seu grito -- ou canto -- é a última coisa que eles vão ouvir antes de serem ceifados.

Resenha: Minha Alma Para Levar

Acho que as pessoas não fazem muito jus a esse livro, sabe? A edição que eu tenho (comprei novinho em folha) é lá de 2011, o que pra mim só significa que ele foi meio flop por aqui (o comentário na capa sobre como os fãs de crepúsculo vão amar ele só reforça isso). Mas eu acho que super vale a pena.

Mesmo ele sendo uma série, a Rachel fechou o primeiro livro de um jeito que não te deixa obsessiva para continuar a ler. Ele é bem redondo, explica tudo a que se propôs no primeiro livro e deixa aquela pequena margem para desenvolver as continuações, mas sem sem um cliffhanger desgraçado (eu, particularmente, adoro quando o primeiro livro fecha dessa forma, porque me dá tempo para comprar os outros livros sem ficar desesperada).

A mitologia que a Rachel apresenta é bem diferente do que a gente está acostumado a ver, ela traz as fadas sobre uma luz bem bacana, cria toda uma situação sobre vida e morte e tem uma narrativa TÃO SIMPLES que me faz querer chorar.

Ela não enrola, ela não enche linguiça, ela não tenta falar difícil. Ela é direta, a narrativa dela combina com o público-alvo. É fácil ler o livro e quando você menos espera, já está na metade. A história traz lá sua quantidade de clichês, claro, mas que soam menos clichês quando apresentados dentro do contexto da história.

Resenha: Minha Alma Para Levar

Atém do mais, POR FAVOR, ela é uma BANSHEE! Como que isso pode ser ruim? COMO? Te digo, não pode. A história é muito legal, o desfecho é bem pouco esperado e há alguns segredos REALMENTE intrigantes e interessantes. Uma parte sombria de verdade, que não se vê tanto em YA's do tipo, o final deixa aquela sensação de "eles ganharam ou perderam?", porque a verdade é que, embora aparentemente eles ganhem, eles ainda perdem muitas coisas para chegar ali.  

Enfim, se depender da minha recomendação, leiam e tirem suas próprias conclusões.


Título Original: My Soul To Take, Soulscreamer vol. 1

Autora: Rachel Vicent
Editora: Harlequin Teen
Gênero: YA - Romance - Sobrenatural
Nota: 4,5


Saiba Mais: Skoob | A Autora  

Share this:

, , , , ,

COMENTÁRIOS

1 comentários:

  1. Eu sempre quis esse livro!
    Eu lembro quando lançou e até hoje está na minha lista de 'quero ler'.
    Agora que li essa sua resenha, quero ler mais ainda!

    Lá vou eu juntar os trocadinhos.

    Beijos,
    Gi.
    --
    Surtando com palavras

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!