Li até a página 100 e... #10 - O Ano em que te Conheci

  • 09:00
  • 3 de ago. de 2016

  • Autor: Cecelia Ahern
    Editora: Novo Conceito
    Número de Páginas: 336 

    PRIMEIRA FRASE DA PÁGINA 100:

    "Quando ele se senta, as perguntas de rotina começam."

    DO QUE SE TRATA O LIVRO?


    O Ano em que te Conheci acompanha a vida da Jasmine. Ela foi demitida do emprego, está em uma licença de doze meses sem poder trabalhar e trabalhar sempre foi a vida dela. Com muito tempo de sobra, ela começa a encontrar coisas para motivar seu dia a dia, e uma delas envolve ajudar o seu vizinho problemático.

    O QUE ESTÁ ACHANDO ATÉ AGORA?

    Interessante e tedioso. Eu sei, que estranho né? O livro é bom, a história é legal, mas os parágrafos gigantescos e o monólogo interminável da Jasmine estão se tornando intragáveis. Ela interage muito bem com os personagens e tem ótimos diálogos, mas sozinha é insuportável porque pensa sobre tudo. Alguns parágrafos pegam a página inteira! A história é leve, mas fica extremamente pesada por causa da narrativa.

    O QUE ESTÁ ACHANDO DA PERSONAGEM PRINCIPAL?

    Como eu disse, a Jasmine é legal, tem ótimos momentos com os personagens - até agora sua melhor interação foi com a irmã, Heather. Heather tem síndrome de Down e a ligação entre as duas é quase mágica de tão bem trabalhada. O problema do livro está na narrativa; ao mesmo tempo em que tem esses pontos ótimos, ele decai quando a Jasmine pensa demais. Ninguém pensa tanto assim! No começo eu estranhei a maneira com que ela se refere ao vizinho, mas depois de um tempo você se acostuma com o estilo da narração. Agora, esses parágrafos gigantescos só para pensar sobre um jardim: ninguém merece.

    MELHORES QUOTES (ATÉ A PÁGINA 100):


    "Se quiser fazer alguma coisa, você tem que fazer isso agora. Se quiser dizer alguma coisa, então precisa dizer agora. E, principalmente, tem de fazer você mesmo. A vida é sua, é você quem vai morrer, é você quem vai perder."

    "Eu não o conheço, e não devo nada a você, mas sei que todos nós temos um botão de autodestruição e não posso deixar você fazer isso. Não enquanto eu estiver de olho em você."

    VAI CONTINUAR LENDO?

    Sim, mas com a ressalva de que os monólogos extensos me incomodam. Eu quero saber mais sobre a Jasmine e o vizinho, mas ao mesmo tempo quero que ela pare de falar um pouco.

    ÚLTIMA FRASE DA PÁGINA 100:

    "- Eu fui embora e tentei esquecer você, mas, quando fui embora, todas as outras mulheres..."

    1. Logo vou começar a ler... vai ser o primeiro que leio da autora. Espero gostar, porque criei muitas expectativas! ahuahuah Abraços!

      Mi
      http://meulivrodocelivro.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    2. Oi Denise, tudo bem?
      Eu adorei esse livro, a breve sinopse me cativou bastante e achei ele bem meu tipo de livro.
      Que bom que está gostando dele, espero que não seja um final decepcionante...
      Ansioso pela sua resenha <3
      Abração,

      Vinicius
      omeninoeolivro.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    3. Olá, Denise.
      Eu quero ler esse livro por causa da autora. mas também já teve livros dela que amei e outros que achei bem fracos. Que pena que a personagem principal é um saco. Tomara que no final valha pena.

      Blog Prefácio

      ResponderExcluir
    4. Olá!
      Eu li recentemente esse livro e concordo com você: interessante e tedioso. Eu amo a escrita da Cecelia, mas esse livro deixou um pouco a desejar. Se os monólogos não fossem tão extensos, com certeza o livro seria cinco estrelas.

      Não conhecia seu blog e adorei! Já estou seguindo. :D Convido você para conhecer o meu cantinho também (http://psamoleitura.blogspot.com.br). Beijos! :*

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.