Resenha: A Segunda Chance de Zoe

Resenha: A Segunda Chance de Zoe

A Segunda Chance de Zoe é um livro sobre recomeços, sobre se arriscar, sobre tentar de novo. Layla Casanova estreia no mercado literário com uma obra apaixonante e arrebatadora.

Zoe recebe uma proposta de se mudar para São Francisco, onde fará residência em medicina de emergência no Hospital Geral Mercy Bay. A ideia dela era focar na carreira, mas as coisas tomam um rumo diferente quando o 25º batalhão da cidade aparece no hospital durante uma emergência - e, entre os bombeiros, está Adam. O que deveria ser um romance de uma noite se torna algo que Zoe não sabe entender - e, honestamente, ela nem sabe se quer entender. É algo, no entanto, que pode atrapalhar o seu foco na carreira, e talvez uma mudança que ela mesma precisa.
Estamos aqui para salvar vidas, e me pergunto qual o ponto de aprender tudo que venho aprendendo se não tiver ao menos uma chance para tentar salvar alguém.
Conheci esse livro sem querer, quando ele ainda estava sendo publicado no Wattpad. A Layla é fã de Chicago Med, eu sou fã de Chicago Med, a Layla tinha escrito um romance médico. Oi, com licença, vou mergulhar nos meus feels de drama hospitalar muito bem-vindos numa vida de fangirl. Não imaginava que seria tragada tão rapidamente para dentro dessa história, e nem que me veria rolando pelo chão durante boa parte dela!


Resenha: A Segunda Chance de Zoe

Zoe é uma protagonista carismática, e só isso já vale a leitura. Por enquanto, nas minhas leituras do gênero, poucas foram as personagens principais que realmente tinham uma vida e um objeto e que não perdiam isso quando conheciam o cara. Zoe é determinada, corajosa e extremamente bem humorada - mesmo que não saiba dessa última parte.
— Então, cadê o seu dálmata? 
— Infelizmente tivemos que aposentar junto das nossas carroças d’água.
Sua mudança para São Francisco aconteceu pela necessidade de mudança, porque um acontecimento dramático em seu passado a fez repensar toda a sua vida. Ela trocou a residência em cirurgia para se arriscar no Pronto Socorro de uma cidade grande, como médica socorrista - que é, convenhamos, uma puta pressão desesperadora e Deus abençoe essas pessoas e dê forças pra elas porque eu fico nervosa só de ver séries sobre isso! 

Resenha: A Segunda Chance de Zoe

Zoe acaba se encontrando no PS do Hospital Mercy Bay. Ela sente que está fazendo a diferença ali, e isso é o legal sobre a personagem. Ela quer salvar vidas, ela quer lutar por essas vidas, ela quer dedicar sua vida a isso. Ela viveu o suficiente e perdeu o suficiente para entender sobre o poder das segundas chances, e ter a chance de salvar pessoas é o que a motiva a seguir em frente.
 Estou de folga agora, sou apenas uma garota no bar. E não estou a procura de uma amizade duradoura ou longas caminhadas pela praia. 
— Eu também não, doc.
Quando conhece Adam, rola aquela atração instantânea e você fica "ulala" para os dois. Eles se pegam - e sem or, como se pegam - e decidem que vai ser o caso de uma noite. Acontece que se torna mais do que isso. Porque Adam é um cara legal, simpático, o tipo de interesse amoroso para o qual você quer entregar o coração. Ele respeita o espaço da Zoe, que os céus o abençoem por isso! Quando ela explica que não quer se envolver, Adam está ali para ser um amigo. Quando ela resolve se envolver, ele está ali para aceitar os riscos. E quando você lê e entende que a guria já está apaixonada pelo bombeirão, você quer sacudi-la e berrar "aceita que ama esse homem, seja feliz, por favor!".
Eu nem chego a pensar nas pessoas a nossa volta, apenas beijo-o pelo tempo que posso, aproveitando cada momento como se fosse o último, desfrutando da forma como nossos lábios se encaixam e como não precisamos ter pressa.
Aliás, o Adam. Sem ora, se Severide é o galã de Chicago Fire, Adam é o galã de Mercy Bay. Que homão da porra, com o perdão da palavra! Além de nerd fofo, amigo e companheiro, quase um labrador humano, ele é o tipo de personagem que você perderia alguns (muitos) minutos admirando.

As palavras "hey, doc" nunca mais serão as mesmas depois de Adam Riccio.

Resenha: A Segunda Chance de Zoe
Eu e a Zoe reagindo ao Adam.
Por causa do passado e da instabilidade emocional que vem com um relacionamento, Zoe vive a incerteza. Ela pode entregar seu coração para o Adam? E se ele não retribuir? Ela está pronta para uma mudança tão grande quanto amar outra pessoa? O relacionamento deles é bem desenvolvido do começo ao fim, e tem todos os estágios que uma leitora pode amar: a atração irresistível, os beijos de tirar o fôlego, e o drama que um livro baseado em séries médicas pede.
— Não é todo dia que o 25° batalhão vem ao resgate de alguém.
Ao lado de Zoe, temos Ravi - psiquiatra do hospital - e a Andy - uma das enfermeiras. Eles são os coadjuvantes mais amorezinhos dessa vida! Ravi é bissexual e indiano, olá representatividade, eu te amo, e extremamente mal resolvido nos envolvimentos amorosos, ainda tentando superar um coração partido. Andy tem uma história interessante que vou deixar você descobrir durante a leitura para não estragar nenhuma surpresa - ah, e detalhe, o próximo livro da série Mercy Bay vai ser sobre ela!


Resenha: A Segunda Chance de Zoe

Juntos, esse trio divide as cenas mais divertidas e brotherhood possíveis. Eles começam uma amizade incrível e você os ama sem que perceba. Eles estão sempre ali um pelo outro, com conselhos ou comentários sarcásticos, prontos para deixar a seriedade de lado mesmo que por um minuto porque, no ambiente tenso de um pronto socorro, um pouco de bom humor pode fazer a diferença.

Além do romance incrível, de cenas quentes e de uma boa dose de comédia, A Segunda Chance de Zoe é um livro com drama. A Layla realmente é formada em dramas médicos, porque a veia dela pra te fazer sofrer é de mais de 8 mil! O fato de isso ficar tão bem equilibrado na história, sem nunca soar forçado, é o que mais me ganhou nesse livro. Fazer drama é fácil, fazer um drama impactante é para poucos. Layla tira isso de letra.

Resenha: A Segunda Chance de Zoe

Está disponível no Kindle Unlimited - motivo pelo qual eu consegui conferir uma palhinha do que vem pela frente na série Mercy Bay! - e na própria loja Kindle, e precisa estar na sua lista de leitura.

Uma história sobre segundas chances e o peso de aceitar certos riscos, com uma balança bem equilibrada cheia de todos os tipos de emoções. A Segunda Chance de Zoe é uma história emocionante, o tipo que fica com você por muito tempo, que fala sobre amores inesperados e como dá pra encontrar coragem para seguir em frente, para mudar, para ser um pouco de quem você era e de quem escolheu se tornar.

Título original: A Segunda Chance de Zoe
Autora: Layla Casanova
Editora: Independente
Gênero: Drama / Hot
Nota: 5 +

Saiba mais: Skoob | Amazon

Share this:

, , ,

COMENTÁRIOS

3 comentários:

  1. Oi, Denise!
    Mulher, eu terminei de ler esse livro nesse exato momento e sua resenha resumiu tudo que senti durante a história.
    Comecei a ler porque já estava sentindo o começo de uma ressaca por causa de A Court of Wings and Ruin e, quando dei por mim, já tinha passado da metade do livro e sofrendo porque ia acabar logo.
    Terminei querendo logo o próximo porque a Layla ganhou uma super fã na minha pessoa.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi, Denise. Amei sua resenha! Vi o lançamento do livro na Amazon mas achei que fosse continuação de alguma série, por isso não me interessei, mas amei que a história se passa em um hospital. Acho isso muito legal, mostra mais esse lado humano das pessoas de querem ajudar outras. Eu adoraria ler!
    Beijo, Leitora Encantada

    ResponderExcluir
  3. Oi, Denise!
    Menina, a história de Zoe e Adam é apaixonante mesmo, né?!
    Fui fisgada pela escrita da Layla também e já quero conferir os outros livros da série!
    Adorei a resenha.

    Beijos
    construindoestante.blogspot.com.br || Concorra a um vale presente de R$40,00

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!