Resenha [SÉRIE]: Girlboss



A série é uma releitura sobre a história de como Sophia Amoruso,  criou o site de roupas vintage, cool e conceitual, NastyGal Vintage e se tornou uma das maiores empreendedoras no ramo da moda.

Claro que a série inclui muitas coisas que não ocorreram na vida da verdadeira Sophia, assim como modificaram a personalidade da personagem, com o intuito de trazer um tom mais cômico aos episódios, afinal, é uma releitura. Mas a essência da história continua a mesma.


Então, temos Sophia, uma jovem inconsequente e descompromissada com a vida que não se importa muito com as coisas, incluindo os inúmeros trabalhos que ela é contratada, pois nenhum lhe desperta o interesse. Assim, quando é despedida pela última vez de uma loja de sapatos de grife, ela toma um impulso e começa a fazer as coisas diferentes. É quando vende sua primeira roupa no e-Bay, uma jaqueta de couro vintage e ao perceber como aquilo dá certo e o tanto de dinheiro que recebe em troca, Sophia vê que pode fazer muito mais e assim, sem querer, inicia seu caminho rumo ao nascimento do site NastyGal Vintage, que mais tarde se tornou ícone de estilo e referência para um grande número de pessoas que têm interesse na moda (isso aconteceu com a verdadeira Sophia também). É a partir daí que a série começa a se desenvolver com foco na carreira da protagonista, também tratando de amizade, romance, superação de obstáculos e é claro, #girlpower.


Os personagens são carismáticos (pelo menos a maioria) e a protagonista é excelente. Sophia não é mais uma mocinha ingênua ou certinha que busca sempre fazer o bem, não, ela é louca, egoísta, expressiva e faz o que bem entender, como diz o ditado, “doa a quem doer”. Muitas vezes isso a coloca em problemas porque, apesar de ser algo da sua personalidade, também faz partes dos resquícios de imaturidade que a personagem demonstra no início da série. É claro que conforme os episódios passam, vamos vendo uma evolução nela, assim que percebe o que gosta e é capaz de fazer, se torna mais comprometida, ousada e foca imensamente naquilo em que acredita.


Britt Robertson está fantástica nessa personagem, acompanho a atriz desde The Secret Circle (um minuto de silêncio porque foi cancelada cedo demais, snif) e se percebe facilmente o desenvolvimento que a atuação dela tomou, assim como a naturalidade que parece ser para a atriz incorporar uma personalidade. Ela foi excepcional, criando uma personagem autêntica e determinada, com um jeito único e muito cômico.


A série da Netflix tem somente 13 episódios e querendo ou não, você se sente inspirada pela força de vontade e personalidade da Sophia, que te fazem ansiar por mais. Mas ainda não tenho certeza de que, torcer uma por uma segunda temporada, é a coisa certa, a não ser que o objetivo da Netflix de mostrar essa trajetória da Sophia seja modificado, optando por mostrar (ou criar) mais. De qualquer forma, a personagem (e a Sophia original) é excelente para continuar tendo uma série sua. 

Share this:

, , , , ,

COMENTÁRIOS

14 comentários:

  1. Oi Camila,

    Vi o trailer dessa série e confesso que não me chamou tanta atenção para conferir.
    Acho que essa eu deixarei passar.

    Bjs
    http://diarioelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É uma pena, Jéssica!
      Quem sabe se assistir pelo menos o primeiro episódio não te anima ver inteira?

      Xoxo

      Excluir
  2. Oi Camila!

    Estou super ansiosa para assistir essa série, mas ando sem tempo e lendo o máximo de livros que eu posso, mas algumas de minhas amigas assistiram e gostaram bastante sabe? Isso já me anima ainda mais, sei que teve gente que não gostou por que é um pouco diferente do livro, como eu não li e nem sei se vou ler, vou fica com a série mesmo, tenho certeza de que não vou me decepcionar, fica claro no trailer que a serie e bastante divertida, que bom que gostou.

    Beijinhos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é uma série muito divertida, espero que realmente que goste, porque vale muito a pena assistir.
      Como é uma releitura, fica essa diferença entre a série e o livro, né? Até pra "proteger" alguns fatos da Sophia Amoruso, mas ainda sim, é bem fácil perceber as semelhanças.
      Logo, logo a resenha sai aqui no blog se lhe interessar!

      Xoxo

      Excluir
  3. Olá
    Comecei ver a série ontem e já vi quatro episódios. Estou gostando bastante, mas não gosto muito da protagonista, ao menos não ainda. A risada dela me irrita um monte, mas gosto da personalidade dela.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha sim, mas é isso que gosto na Sophia na série, ela é realmente muito real, não "perfeitinha", sabe?
      Mas fico contente que esteja gostando também xD

      Xoxo

      Excluir
  4. Oi, Camila!
    Meu Deus! Me abraça que até hoje sofro com o cancelamento de The Secret Circle!
    Apesar de ter amado a série, minha birra com a Brit começou aí. Não consigo gostar dela e nem gostei da Sophia. Mas a série foi legal de assistir porque amei os personagens secundários.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então somos duas, eu amava aquela série! Mas entendo você não gostar dela desde lá porque, sim, a Cassie é uma personagem irritante, principalmente no livro.
      Talvez você comece a gostar dela após conhecer seu trabalho em Girlboss? Hahahaha, nunca se sabe.

      Xoxo

      Excluir
  5. Olá, Camila.
    Eu li algumas resenhas bem negativas dessa série. Eu não li o livro, prefiro ler ficção e não sei se assistiria a série. Quem sabe eu veja o primeiro episódio para ver se eu me interesso.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também não costumo ler livros não sejam de histórias, mas até que gostei de Girlboss, logo vai sair a resenha dele aqui no blog se você quiser dar uma olhadinha.
      Vale a pena dar uma assistida no primeiro episódio, nem que seja pra saber mesmo se você acaba gostando ;)

      Xoxo

      Excluir
  6. Oi Camila! Eu ainda não vi a série, mas uma amiga colaboradora do blog amou. Eu tenho acompanhando alguns comentários sobre a protagonista e sinceramente, prefiro personagens assim do que mocinhas certinhas rsrsrrssr Não sei pq todo mundo tem que ser bom o tempo todo rs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah sim! Também prefiro personagens assim, mais reais, pode-se dizer, porque tem umas que são tão certinhas que perde até a graça, né?
      Espero que goste da série quando for assistir ;)

      Xoxo

      Excluir
  7. Crack: esse foi o som do meu coração com o cancelamento de TSC! Eu adorava a série, fiquei bem chateada com o cancelamento.
    Também acompanho a Britt desde lá!
    Eu ainda não assisti a série, mas pretendo!
    Adorei sua postagem, ficou bem redondinha.

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SOFRIMENTO é o que define o cancelamento de TSC, nossa! Também fiquei muito chateada.
      Espero que goste da série quando puder assistir!
      E obrigada pelo seu comentário ;)

      xoxo

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!