Resenha: Kindred Spirits (Universos Afins)

Resenha: Kindred Spirits (Universos Afins)

A resenha de hoje é de mais um trabalho da Rainbow Rowell que conversa diretamente com todo mundo que já foi um fã apaixonado de alguma coisa -- ou simplesmente quis pertencer a um lugar. Kindred Spirits, no Brasil publicado como Universos Afins pela editora Novo Século, é um conto curtinho que enche o coração de amor.
Sinopse: Estar numa fila não é uma situação das mais agradáveis. Porém, para a jovem Elena, acampar na frente do cinema só para acompanhar a estreia do mais novo Star Wars é nada menos que uma grande jornada. O problema é que em dias de internet (e compras de ingressos on-line), essa vibe de fila não é compartilhada por muitos outros fãs. Ao chegar ao cinema, dias antes da estreia, só há mais duas pessoas ali acampadas: Gabe e Troy, que entendem a fila como um ritual obrigatório para tornar aquela experiência algo realmente memorável. Universos afins é um saboroso conto geek sobre expectativas e sobre compartilhar paixões. Rainbow Rowell mais uma vez apresenta uma obra inocente e engraçada, com aquela pontinha de nostalgia que nos deixa com um nó na garganta, como há muito tempo atrás, numa galáxia muito, muito distante.
Elena tem 18 anos e tudo que resta de sua conexão com o pai é um amor por Star Wars. Ela cresceu ao lado de Luke, Leia e Han Solo, que estavam ao seu lado em todos os momentos de sua vida, não importa o quanto ela crescesse e mudasse. Eles sempre estavam lá por ela. Então, quando O Despertar da Força está para estrear ela já decidiu: vai acampar na fila do cinema e viver a experiência completa de uma fila cheia de fãs, como via nas fotos de filas das estreias passadas.

Resenha: Kindred Spirits (Universos Afins)

Só que a fila não é exatamente como ela imaginou e, com quatro dias para passar ao lado de dois estranhos, Elena começa a descobrir mais coisas sobre si mesma e sobre o que significa ser fã.
Se você abrisse o coração de Elena, Star Wars escorreria de lá.
Eu não consigo nem começar a descrever como eu me identifiquei com a Elena. Não necessariamente pela paixão por Star Wars, mas por toda a parte de ser fã, de fazer parte de algo que é muito maior do que a gente, por algo que une pessoas que são tão diferentes, que tem coisas tão distintas a oferecer.

Resenha: Kindred Spirits (Universos Afins)

Elena queria estar lá porque queria a amizade, a cumplicidade, porque finalmente ela teria mais daqueles filmes que são uma parte tão importante da vida dela e ali, naquela fila, ela encontraria pessoas que saberiam exatamente como ela está se sentindo.

Como sempre, Rainbow Rowell entrega uma história fofa, engraçada e completamente relacionável, com personagens que conseguem cativar rapidamente. Um conto delicioso que exalta a cultura geek e nerd. No fim, tudo que eu queria era um pouco mais da Elena, do Gabe e do Troy.
Você está bravo porque outras pessoas gostam de Star Wars? Está bravo porque pessoas como eu gostam de Star Wars?
Resenha: Kindred Spirits (Universos Afins)

A única parte ruim foi ler todo aquela amor da Elena pela trilogia original e toda a sua empolgação por O Despertar da Força, sabendo como o filme acaba. Tadinha.

Título Original: Kindred Spirits
Autora: Rainbow Rowell
Editora: Novo Século
Gênero: YA
Nota: 5

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

6 comentários:

  1. Oi, Bianca!
    Eu li esse conto quando a Rainbow publicou de graça no dia do leitor em UK se não me engano.
    Eu super me identifiquei com a Elena também. Não só por causa do nome, mas por essa questão de ser fãzona mesmo de alguma coisa.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Concorra ao livro Depois do Fim autografado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Luiza!
      Eu fiquei chocada quando descobri o conto auhauhsauhsuahs corri para comprar, Rainbow Rowell can do no wrong, aparentemente :O

      bjs

      Excluir
  2. Amei a sua resenha, ainda não conhecia este livro :D

    http://submersa-em-palavras.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Bibs,
    Lembro que a Denise já comentou lá no blog sobre ser fã de Star Wars, li a resenha pensando nela kkkkkkkkkk ela curtiu também?

    Ganhei crédito na Amazon esses dias e aproveitei pra comprar o e-book em inglês, estava baratinho. Me identifico tanto com os personagens da Rainbow, que nossa! Quem nunca foi fã de algo, no nível Elena, que atire a primeira pedra! Tentarei adiantar a leitura!

    tenha uma ótima quinta.
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  4. Oi, Bibs

    Eu nunca li nada da autora, pois seus livros nunca me chamaram a atenção. E o mesmo acontece com esse conto, ainda com o agravante de eu não curtir Star Wars, então não foi feito para eu gostar mesmo. Hahahah
    Que bom queaproveitou a leitura.

    Beijos
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!