Li até a página 100 e... #59 - O Livro do Juízo Final

  • 09:00
  • 28 de nov. de 2017
  • Li até a página 100 e... - O Livro do Juízo Final

    Autora: Connie Willis
    Editora: Editora Suma de Letras
    Número de Páginas: 572

    PRIMEIRA FRASE DA PÁGINA 100:

    "Estava carregando um maço de papéis de diferentes cores."

    DO QUE SE TRATA O LIVRO?

    A sinopse é um pouco vaga e as 100 páginas que li até agora ainda não se aprofundaram muito (comum em um livro assim grande), mas o que vi até agora trata de viagem no tempo. O livro se passa em algum lugar perto de 2050 (?), onde viagens no tempo são usadas por historiadores em universidades para entendermos melhor o nosso passado. E é nesse contexto que Kivrin Engle, uma jovem estudante de história, é enviada para o ano de 1320. Porém, saltos temporais assim nunca antes foram feitos pois a Idade Média é uma época de grande risco. Mesmo assim, Kivrin faz a viagem, o problema é que algo deu errado... Mas ninguém sabe o que, já que o técnico responsável pelo salto está doente e a Londres dos dias atuais se encontra em quarentena por conta disso.

    O QUE ESTÁ ACHANDO ATÉ AGORA?

    Estou gostando mais do que imaginei que gostaria. Confesso que fui muito atraída pela capa e pelo título (além do fato de ser ficção científica feito por uma mulher). Então eu tinha exatamente zero expectativas, não busquei nada sobre o livro. Mas tem me agradado muito, é uma leitura muito fácil (para quem está acostumado com o gênero) e também encanta quem curte história. O enredo ainda está bem no começo, cem páginas são nada perto da quantidade final, mas por enquanto não achei nada que me desinteressasse.

    O QUE ESTÁ ACHANDO DA PERSONAGEM PRINCIPAL?

    Ainda não consegui definir exatamente quem é a personagem principal, mas a história se divide em dois tempos: Kivrin no século XIV e o sr. Dunworthy, seu orientador, no presente, tentando encontrar uma forma de trazê-la de volta. O sr. Dunworthy é um cara meio chato, embora a narrativa dele seja muito legal, e a Kivrin é bem espirituosa, mesmo que eu tenha lido muito pouco dos capítulos dela ainda. Como eu disse, a história não começou a se desenrolar direito, está muitíssimo no começo e por isso não tenho uma opinião de verdade formada a respeito deles. Quer dizer, a não ser aquela básica da Kivrin do tipo POR QUE DIABOS UMA PESSOA, EM ESPECIAL UMA JOVEM MULHER, IRIA VIAJAR SOZINHA PARA A IDADE MÉDIA?? Não cabe em mim.

    MELHORES QUOTES (ATÉ A PÁGINA 100):

    "Ela está a setecentos anos de casa, pensou Dunworthy, num século que desdenhava das mulheres a ponto de nem anotar seus nomes quando morriam."

    "-- [...] Será que não havia uma só pessoa de bem na Idade Média?
    -- Estavam todas ocupadas, queimando feiticeiras."

    VAI CONTINUAR LENDO?

    Definitivamente! Estou bem empolgada com a história e espero algo bem completo e envolvente até o fim. Sem contar que a narrativa da Willis (embora tenha muita descrição) é bem fácil de ler.

    ÚLTIMA FRASE DA PÁGINA 100:

    "Dunworthy pensou em Finch e nas sineiras que estariam sem dúvida esperando por ele no portão do Balliol, com invocações e Escrituras."

    1. Oie
      Ainda não conhecia este livro, ele não faz muito o meu estilo de leitura, aguardarei sua resenha para saber sua opinião. Que bom que estás curtindo.

      Beijinhos
      http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    2. Oi, Bianca!
      Então, por isso ainda não li esse livro. A sinopse não colabora muito e tem vezes que tenho medo de cair de cabeça num livro assim.
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    3. Não conhecia o livro, fiquei curioso sobretudo porque não dá para ter uma ideia clara do que se fala =)

      MRS. MARGOT

      ResponderExcluir
    4. Oi!!! Parece ser uma boa leitura. Fiquei curiosa para saber mais sobre a história.

      Beijos

      Vivian
      Saleta de Leitura

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.