Resenha: A Ascensão das Trevas - Queria Estar Lendo

Resenha: A Ascensão das Trevas


Em a Ascensão das Trevas, lançado pela Editora Seguinte que enviou um exemplar para a resenha, Morgan Rhodes mostra o poder em cada personagem que criou e a direção épica em que a história se encaminha.
Sinopse: Depois de conquistar Mítica inteira, o rei Gaius ainda não está satisfeito: sua nova missão é encontrar a Tétrade, quatro cristais mágicos perdidos, capazes de conferir poderes indescritíveis a quem os reunir. Para isso, ele conta com os conselhos de Melenia, uma imortal que o visita em seus sonhos e que o instruiu a criar uma estrada ligando todos os reinos. Gaius acredita que está no caminho certo e que Lucia, sua filha adotiva, será a chave para localizar e despertar os cristais.
Mas o Rei Sanguinário não é o único que cobiça essa magia milenar: vindos de Kraeshia, um império vizinho muito influente, o príncipe Ashur e a princesa Amara conhecem as lendas de Mítica e desconfiam de que a Tétrade não seja apenas um mito. Logo eles entram na disputa e buscam seus próprios aliados nessa corrida pelo poder.
Um período de trevas se abate sobre Mítica, e nesses tempos sombrios Jonas, Cleo, Magnus e Lucia precisam descobrir o quanto antes em quem podem confiar.

É visível assim que se começa a ler o quanto a escrita da autora evoluiu, os pensamentos e ações dos personagens estão muito mais naturais, a narrativa mais fluída e continuada. Se antes eu ia lendo como se por partes, frase por frase e tentando juntá-las na minha cabeça, agora eu já leio automaticamente, na imaginação.

É no início desse terceiro volume que começo a compreender Jonas e sua vontade insaciável de vingança e de se rebelar contra o Rei e todos aqueles que contribuíram para tanto sofrimento em sua vida e de outros do reino onde morava, Paelsia, também o mais pobre dos três reinos do continente de Mítica. Ele perde tudo, a vida que tinha, simples mas boa, seu irmão, seus pais e agora, lhe resta muito pouco a não ser a própria motivação e a força que faz para seguir em frente todos os dias, criando um possível plano, mantendo em mente o que precisa fazer para libertar a todos.
Mas os fatos era inegáveis – e Lucia tinha sido criada para valorizar fatos e verdades acima de tudo. Apenas duas pessoas além dela mesma conheciam a localização do cristal da terra antes de descobrirem que havia sido roubado.
Também entendi algumas das ações anteriores do personagem, como ele estava tão cego e louco pela raiva e desejo de vingança que não conseguia pensar direito em mais nada além de matar o Rei Gaius, Lorde Aron e Magnus a todo custo, mesmo que isso o levasse à morte. No segundo livro, Lysandra era quem o refreava com a ajuda de Brion, agora que uns estão mortos e outros presos no castelo, não sobrou muito para Jonas, a não ser um aliado muito improvável, mas que é tudo o que ele tem. Assim, ele pareceu adquirir uma calma maior, um poder de pensar e refletir antes de agir, sabendo que é a única maneira de salvar seus amigos e a todos. Por causa disso, passei a gostar muito do personagem, pois nesse terceiro livro ficou mais claro de compreendê-lo e enxergar suas motivações e sentimentos.



Já Cleo, antes uma princesinha mimada e metida, agora uma futura rainha muito inteligente e estrategista. Ela é muito, muito esperta e isso reflete em todas as suas ações, falas e planos para o futuro. Ela está usando tudo o que tem, mesmo que sejam máscaras que cria para andar pelo palácio e tentar passar despercebida. Se tornou uma personagem muito forte, na qual sinto orgulho facilmente.

Magnus também demonstra uma boa evolução, pois antes era o príncipe herdeiro sofrido e com um amor não-correspondido e que queria superar as expectativas do pai para si, mas não conseguia. Com o tempo ele foi se tornando mais inteligente e calculista, agora sabendo de verdades sombrias sobre o próprio pai e tendo mais noção de si mesmo e daqueles que o cercam. Muitas coisas acontecem com Magnus e ele passa a enxergar mais claramente, se tornando mais destemido e ambicioso.
Magnus se perguntou como ela estaria reagindo naquele momento se o rei estivesse ali, e não seu filho.

- Acho que não respondeu minha pergunta, princesa.

- Para que se preocupar com títulos, Magnus? Aqui, neste lugar horrível onde vocês me amarraram para eu não poder mais me defender, de que adianta fingir que é civilizado?

É nesse livro que o lado sombrio de Lucia, mostrado já no segundo volume, começa a se alastrar. No segundo, vemos a menina adquirindo esse lado, lutando contra ele mas sem saber ao certo como controlá-lo. Em A Ascensão das Trevas, Lucia já sabe mais sobre seus poderes, a profecia que gira em torno dela e o quanto os elementia estão afetando seu lado humanizado. Ela está cada vez mais poderosa e também, percebendo que nem todos que estão ao seu lado são seus amigos. Lucia se tornou uma personagem muito, muito interessante, em nada com a princesa doce e ingênua do primeiro livro. E essa é uma das coisas que mais gosto na autora, ela está sabendo lidar com a transição dos personagens de forma natural e não forçada como em muitas outras histórias.

Muitas coisas inesperadas ocorrem nesse livro, e história toma rumos que eu não poderia imaginar quando comecei a conhecê-la. A leitura é muito rápida e assim que finalizei já estava ansiosa para o próximo. O que a autora está criando é algo muito grande e surpreendente, esse universo se apresenta cada vez maior e mais cheio de possibilidades. Posso dizer que ela está suprindo minhas expectativas, e em alguns pontos, até superando-as. Só devo confiar que os últimos livros da série serão ainda melhores.
- Estou bem.
- Não está.

 Seu rosto corou, e os brilhavam de raiva.

- Estou sim. Estou bem. Pare de me tratar como uma flor delicada porque nunca, nenhuma vez na vida, fui uma. Você não precisa me proteger. Posso enfrentar o Felix com você, ao seu lado. E se tentar algo contra você, vou matá-lo.
Ainda assim, é fácil ver que a autora tem mais facilidade com os personagens antigos, pois nos novos percebo que ela comete alguns erros que já cometeu com esses antigos, o que dá a entender que precisa de um pouco de prática para saber mais sobre sua própria criação e sua maneira de agir. Outros personagens, novos no segundo livro, como Lysandra e o ponto de vista do Rei Gaius, já estão bem melhores.



A cada volume as capas surpreendem mais! Esse tom de roxo com o dourado deixou ela muito bonita e chamativa, sem falar que sempre há algo relacionado à história. Como em A Primavera Rebelde, a narrativa é super fluída e rápida, e você lê o livro rapidinho (e pede por mais). Agora, estou no aguardo dos próximos volumes para saber o futuro de Mítica e desses personagens que estão cada vez melhores.

E você, o que está achando da série até aqui?

Título original: Gathering Darkness
Autora: Morgan Rhodes
Editora: Seguinte
Gênero: Fantasia
Nota: 4

Saiba mais: Skoob | Amazon | Submarino

Share this:

, , , , , ,

COMENTÁRIOS

14 comentários:

  1. Oi Camila!
    Não li nada dessa série, mas já tive boas recomendações dela.
    Ultimamente, estou lendo muitos livros da Editora Seguinte e gostando, então acho que vou dar uma chance a esses também.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Alessandra!
      Realmente, a Seguinte tem ótimos títulos! Se for dar uma chance à essa série, espero que goste também!
      Obrigada,

      xoxo

      Excluir
  2. Eu não sabia que se tratava de uma série..
    Gostei da premissa da história e a sinopse me prendeu assim que bateu o olho. Fiquei com vontade de ler. É tão bom quando sentimos que o autor/ autora vai melhorando com o lançamento de cada volume, né?

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Clayci!
      É verdade, e quando se descobre que é uma série, só aumenta o incentivo né? Espero que possa ler logo e saber mais sobre esse universo!

      Xoxo

      Excluir
  3. Oi, Camila!
    Menina, realmente o Jonas deu uma evoluída marota, se comparado com o primeiro volume. Eu só não perdoo porque acho que ele recebe destaque demais e o contrário acontece com Lucia. Por ela ter um papel importante na profecia e tals, acho que ela aparece pouco até.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Luiza!
      Concordo com você, isso até me fez duvidar de algumas teorias, mas, quando você ler Maré Congelada vai ver que a Lucia ganha todo o destaque que merece e as coisas se encaixam um pouquinho mais. Espero que possa ler logo, e obrigada pelo comentário!

      Xoxo

      Excluir
  4. Oi Camila, lá no blog quem acompanha a série é a Luiza e ela ama essa série, fico bem interessada pq a autora parece conseguir manter um bom nivel em todos dos volumes!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!
      Sim, e o melhor é que ela melhora muito! Espero que possa ler um dia pra gostar tanto quanto nós hahaha!
      Xoxo

      Excluir
  5. Oi, Camila!
    Ainda não conhecia a série mas fiquei feliz em saber que a autora melhorou a escrita ao longo dos volumes e manteve a qualidade da história. Achei linda a capa desse volume!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Realmente é ótimo saber algo assim, ainda mais quando se interessa por um série e não sabe onde vai dar. Espero que ache um tempinho pra dar uma lida, vale a pena!

      Xoxo

      Excluir
  6. Olá Camila!
    Não conhecia essa série. Achei a capa linda e suas fotos muito bem tiradas também!
    Beijão e Feliz Ano Novo!
    https://teattimee.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Loysla!
      Obrigada! Espero que possa ler logo!

      Xoxo & Feliz Ano Novo pra você também ;)

      Excluir
  7. Oie
    Gosto de fantasia e sua resenha me deixou interessada pela série, parece ser boa.

    Beijinhos
    https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nessa!
      Fico feliz que se interessou pela história!
      Obrigada pelo comentário!

      Xoxo

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!