Resenha: Dez Mil Céus sobre Você - Queria Estar Lendo

Resenha: Dez Mil Céus sobre Você

Resenha: Dez Mil Céus sobre Você

Dez Mil Céus sobre Você é o segundo volume da Trilogia Firebird, escrita pela Claudia Gray. Dando sequência aos acontecimentos marcantes de Mil Pedaços de Você, esse livro é marcado por um ritmo que equilibra ação e calmaria na medida certa.
Sinopse: MARGUERITE CAINE fez o impossível, viajando por dimensões alternativas com o Firebird — uma invenção brilhante criada por seus pais, seu namorado, Paul, e o amigo da família, Theo. Mas ela também chamou a atenção de inimigos poderosos, dispostos a seqüestrar, chantagear e até matar para usar os poderes do Firebird para propósitos escusos. Quando a alma de Paul é dividida em quatro fragmentos — que se encontram presos dentro de Pauls em outras dimensões —, Marguerite fará qualquer coisa e irá a qualquer lugar para salvá-lo. Mas o preço de seu retorno em segurança é alto. Se ela não sabotar os próprios pais em múltiplos universos, Paul vai continuar perdido para sempre. Mas Marguerite acredita que é possível salvar seu amor sem sacrificar a família, e para isso pede a ajuda do brilhante Theo. Os dois criam um plano para recuperar Paul e o Firebird, mas para que ele dê certo eles precisarão superar um concorrente genial e vão colocar em risco não só sua vida mas também a de todas as versões de si mesmos em várias dimensões.
Marguerite vivenciou o multiverso de muitas maneiras, e isso teve um preço alto. Ela acabou se envolvendo em uma trama de conspiração e traições muito grandiosa e cheia de perigos; no início desse segundo livro, já somos tragados para um dos muitos universos acessíveis à garota com o Firebird, e descobrimos que ela está em uma missão. Conley detém a salvação para duas das pessoas mais importantes de sua vida e, se quiser salvá-los, Marguerite precisará se aliar ao seu maior inimigo.
As pessoas cruzam nosso caminho em muitas dimensões, e não importa o quão diferentes os mundos sejam, o destino sempre nos aproxima.
Mais uma vez, o desenvolvimento da história me prendeu nessa leitura de tal maneira que foi difícil largar o livro em muitos momentos. Claudia Gray sabe desenvolver uma aventura, e sabe criar viradas de trama e cliffhangers nos instantes precisos para trazer adrenalina aos personagens e aos leitores. Para um segundo livro de série, esse com certeza manteve a qualidade do primeiro volume. Teve seus escorregões, sim, mas sustentou a história como um todo - e com certeza teve o final mais O QUE ACABOU DE ACONTECER? de todos.


Resenha: Dez Mil Céus sobre Você

Marguerite ainda é a mesma garota que conhecemos no primeiro volume. Ansiosa para fazer a coisa certa, disposta a aceitar riscos demais para garantias de menos, e totalmente voluntária a salvar as pessoas que ela ama - mesmo que isso signifique se enfiar em um acordo com o homem responsável por todo o caos em sua vida. Marguerite vive uma jornada de indecisões nesse livro, ciente de que a vida e a existência de duas pessoas que ela tanto ama estão em suas mãos.
Você calcula suas chances a cada segundo. Inventa opções e possibilidades que jamais consideraria em outro momento. Percebe que sua vida é a única coisa que é completa e verdadeiramente sua. Existe uma força dentro de nós que não compreendemos até que ela seja necessária.
Théo e Paul dependem dela. Théo, por consequência de alguns acontecimentos no livro um, tornou-se um viciado em Furtanoite, uma droga pesada que pode acabar com a sua vida. E Paul, em busca da salvação do amigo, foi fragmentado por Conley - o que significa que pedaços do seu eu estão espalhados em alguns multiversos escolhidos a dedo. Para salvá-los, Marguerite parte para esses quatro multiversos para cumprir uma promessa feita a Conley, rezando para que não seja tarde demais para fazer o certo, mesmo com os riscos que isso implica.


Resenha: Dez Mil Céus sobre Você

Eu gostei bastante da jornada da Marguerite até certo ponto da trama, aí rolou uma treta que me fez querer estrangulá-la. Deus do céu, para alguém tão sensata, ela foi muito ingênua e personagem da Disney!



Mas ok, ela se recupera no final e volta a ganhar minha simpatia. E aí o final. Minha nossa, o final. Leiam com um desfibrilador do lado, porque vai se fazer necessário.

De novo, a riqueza nos detalhes dos multiversos cria toda uma imersão durante a leitura. Dessa vez, visitamos mundos diferentes do primeiro livro; vemos um planeta tomado por guerra, outro em que a máfia tem grande importância no cenário de Marguerite, e outro em que traidores estão onde ela menos espera. Ah, e também reencontramos um cenário familiar lá do primeiro volume - mas eu nem consegui ficar feliz porque foi durante a epifania de burrice da protagonista e eu só queria ela atropelada por um trem pra ver se parava de graça.
Paul vê minha versão verdadeira que ninguém jamais viu.
Théo foi um personagem que ganhou bastante destaque nesse volume, e eu adorei! Ele, Marguerite e Paul compõem um triângulo amoroso bem distante do usual, e é interessante ver como a autora desenvolveu as interações entre os três. Temos a amizade, que é o ponto chave nos relacionamentos, a atração e as dúvidas que eclipsam cada personagem. Mesmo Marguerite, tão certa do seu amor por Paul, vive alguns momentos de hesitação na obra.
- Eu poderia visitar um milhão de universos e nunca encontrar alguém que pode me fazer sentir dessa forma. Só o meu Paul. Só ele.
Gostei muito do desenvolvimento do Théo. Ele era um personagem bem aleatório para mim, mas encontrei espaço no meu coração para abraçá-lo. Seu humor característico e o companheirismo desenfreado estão muito presentes durante as viagens ao lado de Marguerite, e mesmo os mais bizarros multiversos não foram capazes de afastar sua determinação para salvar Paul. Diferente de certas pessoas...


Resenha: Dez Mil Céus sobre Você

A história da Marguerite com seus pais também teve um bom crescimento. No mundo ao qual ela pertence, mas também todos que ela visitou. Mais uma vez, família é uma palavra essencial para essa trama.

Resenha: Dez Mil Céus sobre Você

Foi um livro cativante do início ao fim, com ação e drama na medida certa. Os personagens tiveram as melhores interações, com foco nos relacionamentos e nas consequências de eles existirem. Gostei bastante de um plot twist que aconteceu lá no final; apesar de me revoltar, é compreensível o quanto o amor pode se tornar um problema, de um sentimento bom para uma obsessão doentia, uma coisa que te cega para consequências.
Dez mil céus e um milhão de universos e ainda seria pouco para viver com você. Nada menos que o para sempre.
Dez Mil Céus sobre Você foi um segundo volume maravilhoso. E deixou espaço para um desfecho arrepiante; se a autora conseguir sustentar a narrativa e a história como fez até agora, Um Milhão de Mundos com Você com certeza vai ser eletrizante.


Título original: Ten Thousand Skies Above You
Autora: Claudia Gray
Editora: Editora Harper Collins
Gênero: Sci-fi / Romance
Nota: 4


GOSTOU DO LIVRO E QUER AJUDAR A MANTER O BLOG? ENTÃO COMPRE PELOS NOSSOS LINKS!

Skoob  |  Amazon  |  Submarino

Share this:

, , , , , ,

COMENTÁRIOS

12 comentários:

  1. Oi, Denise!
    Menina, pulei sua resenha porque eu ainda vou ler essa trilogia esse ano ainda.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe da Folia Literária 2018: cinco kits, cinco sortudos.

    ResponderExcluir
  2. Que livro rico é esse Denise!
    Eu estou completamente louca pra ler, esse capa? Perfeita!
    O enredo me prendeu, espero mto ter uma chance de conhecer os personagens!
    Bjs!!!

    ResponderExcluir
  3. Oiii Denise

    Que vontade de cofnerir pra ontem essa segunda parte. Eu curti muito a primeira parte, achei bem gostosinha de ler e os personagens são bem fáceis de conectar com o leitor. Fiquei mega feliz em saber que essa segunda parte mantém o bom nível e ainda por cima nos entrega um final daqueles que ficar sem chão... ah quero muito!

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  4. Que capa aquarelada mais linda! Não sei se esse livro faz o meu tipo, mas eu com certeza compraria o mesmo pela capa, achei maravilhosa mesmo.
    PS: Amei esse seu funko pop do Flash *----*
    Beijinhos <3

    Toca da Lebre

    ResponderExcluir
  5. Confesso que sou a perdida das série. Ainda não conhecia nenhum dos livros, mas pelo que conferi da tua resenha a historia tem de tudo para fisgar o leitor. Porque é animar poder saber que a continuação de um livro é boa, enriquece ainda mais a historia. Com certeza irei conferir mais sobre o primeiro livro! Eu achei linda demais a capa ♥

    ResponderExcluir
  6. Oii Denise, eu comprei a trilogia , mas ainda não li, quero ver se consigo ler o primeiro no próximo mês, todo mundo fala mt bem dos livros.
    -Beijos,Carol!
    http://entrehistoriasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Dê!! Eu acho as capas dessa série tão lindas! Eu ainda não peguei pra ler o primeiro, mas fico feliz que o livro não tenha caído na maldição do segundo livro, já me deixa mais animada!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  8. Oi Denise.
    Quero muito ler essa trilogia. Tenho o primeiro em ebook, mas ainda não o li.
    Não li a sua resenha na integra para não pegar spoilers do primeiro livro. Mas, fiquei feliz em saber que a trama foi envolvente e que os personagens e seus relacionamentos forma melhor desenvolvidos.
    AMO quando tem um bom plot twist. Já quero saber o que aconteceu rs
    eijos

    ResponderExcluir
  9. Denise!
    Muito bom poder ver um segundo livro ainda melhor que o primeiro e que traz algumas respostas e um entendimento maior sobre a Tríade e os planos do vilão ambicioso.
    Como nada é perfeito, a autora deu um pequeno deslize, mas acredtio que não deve ter interferido muito na trama.
    “Acredite na justiça, mas não a que emana dos demais e sim na tua própria.” (Código Samurai)
    cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA FEVEREIRO: 3 livros + vários kits, 5 ganhadores, participem!
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
  10. Essa capa é tudo de bom, linda. Então não conhecia o livro nem autora, mas gostei da trama, parece que esse assunto multiverso está em alta, no cinema tem cloverfield (a netflix comprou o direito de passar o 3° filme), achei os personagens bem construídos e a história em si é empolgante, então gostei muito da sua crítica!

    ResponderExcluir
  11. Já ouvi falar é muito bem a respeito do primeiro livro mas eu até agora não tive a iniciativa de começar a ler eles e me disseram que o terceiro livro literalmente estraga toda a história que foi criada até agora no livro então isso me deixa muito preocupada se leio ou não

    ResponderExcluir
  12. Gostei bastante da resenha, apesar de não conhecer essa trilogia, me agradou muito por gostar de histórias com viagem no tempo, dimensões, etc. Tinha achado a capa um pouco estranha, mas depous que li a resenha passou ater sentido. Gostei muito.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!