Resenha: Sky in the Deep - Queria Estar Lendo

Resenha: Sky in the Deep

Resenha: Sky in the Deep

Sky in the Deep é o primeiro livro de Adrienne Young publicado, com eARC cedido para resenha através do NetGalley. Uma história sobre amor e luto e traição, inspirada na cultura viking.
Sinopse: Criada para ser uma guerreira, ao 17 anos Eelyn luta ao lado do seu clã Aska em uma antiga guerra com o clã Riki. Sua vida é brutal, mas simples: lutar e sobreviver. Até o dia que ela vê o impossível no campo de batalha - seu irmão, lutando com o inimigo - o irmão que ela viu morrer cinco anos atrás. Lidando com a traição do irmão, ela precisa sobreviver ao inverno nas montanhas com os Riki, em uma vila onde cada vizinho é um inimigo, cada cicatriz de batalha possivelmente feita por ela. Mas quando a vila Riki é invadida por um clã impiedoso que pensavam ser uma lenda, Eelyn está ainda mais desesperada para voltar a sua amada família. Ela não tem escolha a não ser confiar em Fiske, o amigo do seu irmão, que a vê como uma ameaça. Eles precisam fazer o impossível: unir os clãs para lutar juntos, ou arriscar serem massacrados um por um. Levada pelo amor por seu clã e o crescente amor por Fiske, Eelyn precisa confrontar suas próprias definições de lealdade e família enquanto ousa colocar sua fé nas pessoas que passou sua vida inteira odiando.
Eelyn tem dezessete anos, e desde os onze luta ao lado do seu clã, os Aska, contra os Riki, durante a temporada de luta. A guerra entre os dois clãs é antiga, e a cada cinco anos, Aska e Riki se encontram nos campos de batalhas para guerrearem em nome dos seus deuses, Sigr e Thora respectivamente.

Ela treinou a vida inteira para ser uma guerreira e vive para a batalha, é feroz e destemida, mas também vive em luto pela morte da mãe, quando era apenas uma criança, e pela morte do irmão, cinco anos atrás, durante a sua primeira temporada de luta.
"Vegr yfir fjor". Honra acima da vida.
Por isso, quando é salva pelo espírito do irmão em um embate contra os Riki, Eelyn começa a se perguntar se é possível que Iri tenha sobrevivido. Após encontrá-lo mais uma vez durante a batalha, Eelyn persegue o irmão e outro Riki para dentro da floresta, até acabar como prisioneira e descobrir que, de fato, Iri está vivo - e aliado ao inimigo.


Resenha: Sky in the Deep

Sky in the Deep é o tipo de livro que eu queria ler e nem sabia disso. Adrienne Young criou um mundo inspirado na cultura viking e que guarda uma beleza que eu não consigo descrever. Falar que a história é bonita parece simples demais, mesmo quando a gente realmente mergulha no significado da palavra bonita. É como se os personagens tivessem uma alma, impregnada por suas crenças e pelo mundo que habitam, e pela mudança que chega tão sorrateira.

Acho que se tivesse de usar duas palavras para descrever esse livro, seriam Alma e Beleza.

São tantas cenas completamente belas, que te transportam para dentro da história, que é difícil narrar todas elas, mas vale a pena destacar a cena maravilhosa, lá por 80% da leitura, quando o título se explica e é absolutamente minha cena preferida de todas!
Honrar ele tinha sido onde eu encontrará minha própria força depois que ele partira.
O começo do livro é um pouco turbulento para a leitura, precisei ler cerca de 10% da história até que ela finalmente começasse e eu conseguisse me conectar com os personagens - o início é muito batalha e explicação de mundo, então você ainda está se situando bastante ali dentro. Mas quando finalmente podemos focar apenas em Eelyn, ela conquista fácil.


Resenha: Sky in the Deep

Ela é uma guerreira nata, então é feroz e impulsiva e durona, ela prefere a morte a tornar-se uma escrava nas mãos do inimigo e está profundamente abalada pela traição do irmão, o sentimento de luto dentro dela luta com o sentimento de abandono e decepção com o irmão. Eelyn não para de lutar e seu arco de desenvolvimento começa tão logo ela descobre que seu irmão está vivo.

Os Aska, assim como os Riki, viviam de forma simples. Eles viviam todos os seus anos esperando a temporada de luta, que assim como a morte, era a única coisa certa para seus clãs. Os Aska e os Riki são inimigos, assim como seus deuses, e essa é a verdade essencial da vida. Mas quando um Aska se torna um Riki, como fez Iri, as certezas se abalam e Eelyn não pode impedir os questionamentos que surgem. 
Porque estávamos morrendo. Porque era o fim. E no fim, a vida se torna preciosa.
E quanto mais tempo ela passa com os Riki, esperando que a primavera chegue para que finalmente possa fugir de volta para o fjorn, mais ela percebe suas semelhanças, especialmente ao notar que eles podem amar tanto Iri como ela ama.


Resenha: Sky in the Deep

Além da Eelyn a gente também tem Fiske, o Riki que luta ao lado de seu irmão, Iri, em batalha, que é tão feroz e durão quanto Eelyn, e que ama Iri tanto quanto ela. Para os Riki, os dois rapazes estão ligados pelo espírito, o que torna esse laço tão forte ou mais do que os de sangue. E a forma como os dois começam a se conectar, sob o amor mútuo que nutrem por Iri, passa por vários estágios e segue um arco muito linear e natural.
"Qnd eidr". Eram palavras que eu já tinha escutado antes. Respire fogo. 
Os Riki que acolhem Eelyn, Inge e Halvard, são personagens pequenos, mas expansivos, que mostram a ela nada além de respeito e pavimentam o caminho da mudança dela, assim como Myra - sua companheira de batalha Aska - e seu pai, que embora apareçam pouco na história, estão constantemente nos pensamentos da personagem, moldando suas atitudes em relação a sua situação e a do irmão.
Eu era o passado que Iri tinha deixado para trás. Eu era aquilo contra o qual ela deveria estar rezando.
A forma como Adrienne Young nos apresenta o mundo, também, é bastante natural. Conforme as cenas se desenrolam, conhecemos mais desse mundo vasto e rico, tão cheio de possibilidades e beleza e espaço para crescimento. É empolgante e sei que vem um companion por aí que mal posso esperar para ler.


Resenha: Sky in the Deep

Dito tudo isso, no entanto, preciso ressaltar que o final deixou um pouco a desejar. Foi uma boa forma de finalizar a história, sim, mas quando percebi que tinhamos chegado em 90% da história e a batalha final ainda estava por acontecer, assim como a resolução dos conflitos pessoais e entre clãs, eu não sabia como a autora conseguiria terminar a história de forma satisfatória, e de fato foi isso que aconteceu.

Apesar de terminar bem a história, ela foi apressada, e sinto que com mais 50 ou 70 páginas, não precisaríamos passar correndo por acontecimentos que tanto esperamos ao longo do livro, ou finalizar conflitos tão importantes de formas tão simples.
Estar de volta na linha de frente com ela era como voltar para casa. Uma casa que nunca seria queimada ou quebrada.
Porém, não deixo que o fim estrague o que foi uma das minhas leituras preferidas do ano. Sky in the Deep é belo, eletrizante e impossível de largar. Seus personagens são completos, motivados e cheios de espírito, e sua história bem poderia ser uma lenda sobre amor, luto, coragem e a vida.

Título original: Sky in the Deep
Autora: Adrienne Young
Editora: Wednesday Books
Gênero: Ficção | Romance | Aventura
Nota: 4

GOSTOU DO LIVRO? ENTÃO COMPRE ATRAVÉS DO NOSSO LINK E AJUDE A MANTER O BLOG:

Amazon

Share this:

, , , , ,

COMENTÁRIOS

16 comentários:

  1. Oi Bibs,
    Que capa, que enredo, que livro!
    Não conhecia mas fiquei aqui babando por ele.
    Quero ler siiiim, foi para a lista de desejados, porque essa obra merece uma edição física, hein?
    Beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale!
      O livro é lindo mesmo, a história foi muito boa!
      Eu li o ebook cedido pelo netgalley, mas a Denise tem a versão física e diz que é linda. Eu recomendo. :)

      bjs

      Excluir
  2. Oi, Bibs!

    Que show de resenha, adorei! Ainda não conhecia o livro, mas todos os pontos que você apresentou já me deixaram doida pra conferir a história, e olha que obras com essa pegada de guerras não fazem muito meu estilo. A capa ficou perfeita, ainda mais se tratando de uma protagonista tão durona como ela aparenta ser!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol!
      Eu sou apaixonadérrima por essa capa e por esse título. Eu li ele mais por causa da Denise (nem tinha lido a sinopse direito) e fui muito surpreendida, porque ele não é exatamente o que eu gosto de ler. Mas adorei ele.

      bjs

      Excluir
  3. Oiii Bibs

    Esse livro está sendo bem divulgado pelo Goodreads e tem algumas blogueiras fazendo a leitura dele através do NetGalley. A capa é maravilhosa e a premissa me encanta, sei que vou ler em algum momento, é o tipo de história que curto, mas uma pena essa ressalva em quanto ao final, merecia um desfecho satisfatório, com todos os detalhes que o leitor certamente necessitava. Tendo sido o debut da autora, acho que é até normal um ou outro deslize, mas acredito que ele tem potencial pelo que escuto e os próximos livros podem ser ainda melhores.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Alice!
      De fato, tem muita gente falando dele lá fora. O desfecho apressado não é o ideal mesmo, mas a história super compensa e se o debut saiu assim, eu só imagino o que vem pela frente. Estou bem ansiosa pelo próximo.

      bjs

      Excluir
  4. Oi Bibs, o livro me conquistou nas suas primeiras linhas da resenha rsrrss Luto, traição, cultura vikings <3 E apesar da ressalva do final, parece ser uma ótima leitura!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi!
      Foi sim uma ótima leitura. Queria que o Brasil estivesse entre os países que já compraram os direitos de publicação fora dos eua. :/

      bjs

      Excluir
  5. Oi Bibs,
    Que capa linda! Adorei!
    Não conhecia o livro, mas fiquei curiosa com a leitura porque só de ler sua resenha simpatizei muito com os pontos e com a protagonista. Quem sabe publicam por aqui futuramente.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nana!
      Eu amo muito a capa e o título, enche os olhos. Espero mesmo que ele saia por aqui em breve, é um história bastante original.

      bjs

      Excluir
  6. Olá, Bibs.
    Eu nunca li nada desse estilo e me interessei muito por ele. Ainda mais depois de tantos elogios. Pena que o final foi meio corrido. A autora devia ter escrito algumas paginas a mais e desenvolvido melhor. Mas se lançar por aqui lerei com certeza. E tomara que mantenham a capa que gostei muito.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil!
      Essa capa é linda, né?
      O problema é que depois que a gente lê, fica querendo mais livro desse estilo, mas não tem. hahahahah
      Espero que possa vir pra cá sim, apesar do final corrido ele super vale a pena.

      bjs

      Excluir
  7. Oi, Bibs!
    Invejei tanto quando você recebeu a ARC hahahah
    Eu sabia que iria gostar só por conta de envolver vikings, e sua resenha conseguiu me deixar bem mais ansiosa. Vou já preparada pra esse final corrido e não estragar a leitura também.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lu!
      Menina, quando recebi o earc eu quase morri. Até porque o capa dura está fora do alcance do meu bolso desempregado né aahahahahah Apesar do final, ele super vale a pena. Leia sim.

      bjs

      Excluir
  8. Oi, Bibs!
    Uau, te invejei um pouco por ter recebido a ARC hahahaha parece um sonho <3
    Eu gostei muito da capa e a trama parece ser muito boa. Mesmo com o final corrido, acho que leria, sim! Vou deixar a dica anotada.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  9. Oi, Bibs

    Que capa linda! Bem misteriosa e sombria, adoro! Hahahaha
    Adoro cultura viking e esse lance de clãs, apesar de eu não ler muitos livros com a temática.
    Uma pena o final ter sido corrido, mas pelo menos esse foi o único problema... dos males o menor! Hahaha
    Fiquei curiosa para saber como toda essa história envolvendo Iri e sua virada de casaca vão se desenrolar. Tomara que ele seja publicado por aqui em breve.

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!