Resenha: Prazeres Sombrios - Queria Estar Lendo

Resenha: Prazeres Sombrios

Resenha: Prazeres Sombrios

Prazeres Sombrios é o segundo livro da série Imortais, da autora Kresley Cole. É publicada aqui no Brasil pela editora Valentina, que nos cedeu um exemplar em parceria para resenha. Em uma trama repleta de seres sobrenaturais e muito apelo sexual, o livro ganhou pontos que o seu antecessor não foi capaz de conquistar.
Sinopse: Um soldado vampiro cansado de viver... Sebastian Wroth foi transformado em vampiro contra a própria vontade. Solitário e marcado por um ódio profundo, vê pouco sentido em continuar vivo. Até que uma magnífica criatura, com aparência de fada, surge para matá-lo e acaba, inadvertidamente, salvando-o. Uma Valquíria cuja missão é exterminar vampiros... Kaderin Coração Gelado viu duas irmãs serem mortas por um vampiro no campo de batalha. Uma bênção a privou do luto, de todas as dores, e extinguiu suas emoções. Contudo, ao conhecer Sebastian, a luxúria domina seu ser e, pela primeira vez, ela se vê incapaz de eliminar um inimigo. Competidores numa caçada lendária... Na Corrida do Talismã, o prêmio é extremamente poderoso: um artefato que poderá fazer com que Kaderin modifique o passado e o destino das irmãs. Sebastian também entrará na competição, mas para conquistar o amor de Kaderin. E agora? O que ela escolherá: A paixão pelo vampiro ou sua família de volta?
Kaderin é uma das mais reconhecidas entre as Valquírias, e já havia sido apresentada em Desejo Insaciável. Detentora da alcunha de Kaderin Coração Gelado, recebida por ser incapaz de possuir qualquer sentimento (positivo ou negativo), ela é respeitada e temida por todo o Lore. Principalmente quando o assunto é a Corrida do Talismã, de qual ela tem sido a vencedora nos últimos mil anos ou mais.

Sebastian Wroth, por sua vez, é um vampiro abstêmio que vive isolado em um castelo há mais de trezentos anos. Inconformado desde sua transformação forçada, o vampiro anseia pela morte e se enoja com sua própria existência, mas não consegue reunir forçar o bastante para causar o seu próprio fim.
Agora, pela primeira vez, em trezentos anos infernais, Sebastian queria desesperadamente viver.
É o destino que de forma irreparável une esses dois seres tão distintos, quando Kaderin se propõe a dar fim ao vampiro solitário a pedido da população. Mas ao por seus olhos sob o vampiro, pronta para a execução, a Valquíria tem uma atitude que pode lhe custar tudo: ela exita. E Sebastian, tão ávido pela morte, passa a ter um motivo para querer continuar existindo.

Porque diante dele está a razão pela qual seu coração recomeçou a bater. A pequena mulher diante dele fez seu sangue voltar a correr por suas veias, e aflorou seus desejos. Sebastian não conseguia acreditar na sua sorte mas, bem a sua frente, estava aquela por quem ele sempre ansiou: sua Noiva.
Ele começava a descobrir que, embora fosse perfeita na superfície, sua Noiva era uma pessoa ferida, cheia de cicatrizes na alma, e agora ele sabia o porquê disso.
Kaderin não está pronta para ser a Noiva de ninguém, muito menos de um vampiro. E apesar de ter poupado a vida de Sebastian e da incrível atração que parece sentir pelo mesmo, agora que sua benção começa a falhar e ela passa a ser capaz de nutrir sentimentos, existem prioridades em sua vida que vêm muito antes de toda essa confusão. Vencer a Corrida do Talismã, por exemplo.

Descartado e sozinho, Sebastian percebe que encontrar sua Noiva não significa tê-la para si, e que sua Katja precisará de muito mais do que apenas uma jogada do destino para se unir a ele. Ela precisa, e merece, ser conquistada. E que forma melhor de fazer isso do que vencendo a Corrida do Talismã em seu nome?
Ela não tinha consciência. Nem sentimentos verdadeiros, nem emoções à flor da pele. Tinha um coração gelado.
Prazeres Sombrios tem todos os elementos que fazem um bom romance sobrenatural, mas, assim como o primeiro livro da série, peca em alguns aspectos. A trama envolvendo os seres do Lore é incrível e o ponto chave da série como um todo, o universo criado é muito bem desenvolvido, com personagens carismáticos e que conquistam o leitor, criando uma ligação que vai além do casal principal de cada livro. Kresley Cole com certeza soube tomar aulas com Gena Showalter no que diz respeito a isso, muito mais do que J. R. Ward jamais conseguiu.


Resenha: Prazeres Sombrios

O casal protagonista da história conquista, ainda que tenha seus altos e baixos, e demonstra que a autora consegue trabalhar muito além dos esteriótipos já cansativos apresentados em Desejo Insaciável. Sebastian e Kaderin funcionam como casal e principalmente como personagens por si só, ainda que ela seja incrivelmente superior a ele (mas ela é uma Valquíria, então vou dar esse desconto pois é quase impossível fazer uma Valquíria não ser legal!).

O humor apresentado na história, e que faltou no primeiro livro da série, também ajuda a construir esse universo sobrenatural. É um facilitador, fazendo tudo fluir mais fácil e as páginas não parecerem tão longas. A Corrida do Talismã, um personagem por si só, também foi genial. Possivelmente a melhor parte/personagem do livro. Me lembrou muito, embora não tão legal quanto, os jogos das harpias que foram pano central de The Darkest Surrender (Senhores do submundo #8).
Quando você ama algo, quer protegê-lo de forma impiedosa. Não importa o que aconteça.
Não posso deixar de apontar, no entanto, um dos principais aspectos negativos do livro: o machismo e o abuso. Infelizmente como é comum em livros do gênero, predominam situações em que eles ocorram. Ao que tudo indica, não conseguimos ainda encontrar livros com romances sobrenaturais onde o macho não seja, ao menos um pouco, um babaca escroto. Mesmo quando a ideia da autora não pareça ser essa. Vou fazer um adendo aqui, porém, e frisar o uso da palavra macho. Pois ainda que não seja perdoável, nenhuma situação de abuso é perdoável ou justificável, procuro sempre levar em consideração o aspecto animal e instintivo quando se tratam de seres de raças sobrenaturais. Sendo assim, posso perdoar todos os "minha" ditos pelos Irmãos em Irmandade da Adaga Negra, mas jamais deixarei passar algo como o primeiro encontro ou a cena do chuveiro que ocorreu entre os protagonistas do livro anterior.


Resenha: Prazeres Sombrios

Em Prazeres Sombrios não vemos situações como as citadas acima, e que me fizeram odiar aquele livro logo nos primeiros capítulos, mas vemos muitas outras que podemos caracterizar como "machismos do dia a dia". Foi interessante notar, em um sentido negativo da palavra, que as resenhas deste livro destaquem muito mais o machismo do que as resenhas do livro anterior, que mal citaram os abusos e estupros do livro. O que me faz pensar como somos capazes de identificar e repudiar ações "corriqueiras" de machismo, como querer "proteger" a parceira ou implicar com as roupas que ela usa, mas somos cegos quando a situação se torna mais física. Aparentemente ainda não aprendemos a distinguir sexo de estupro, e isso me assusta.
Uma coisa eu posso prometer: os próximos mil anos da sua vida não serão nada como os últimos. Pelo menos enquanto eu viver.
Falando em sexo, por sinal, acho que estou ficando muito calejada com livros que tenham pegada erótica. Ou virei frígida mesmo, é uma opção. Porque a verdade é que as cenas supostamente quentes e sensuais só me faziam dar risada. Cheguei ao ponto de ler algumas delas em voz alta para minhas colegas de trabalho, e foi um riso geral. Até porque, vamos combinar, em que mundo que é sexy chamar o pênis de "vara" ou "lança"? Na falta de outra coisa, chama de pau mesmo, pelo menos assim o leitor não vai cair na gargalhada. Mas talvez seja só eu, floquinho de neve especial.

Prazeres Sombrios supera com maestria o livro anterior e mostra que as vezes vale a pena acreditar no background de uma história e dar uma segunda chance a uma série. Kresley Cole ainda não se provou uma Gena Showalter, mas vou continuar apostando no seu trabalho e conferindo seu progresso. Este não é um livro perfeito, longe disso, mas soube me prender na leitura. O que é algo que não posso dizer de muitos outros livros por aí.


Título original: No rest for the wicked - Immortals After Dark
Autora: Kresley Cole
Editora: Valentina
Tradução: Renato Motta
Gênero: Erótico | Fantasia
Nota: 4
Skoob


GOSTOU DO LIVRO E QUER AJUDAR A MANTER O BLOG? ENTÃO COMPRE PELOS NOSSOS LINKS!

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

16 comentários:

  1. Oi Eduarda, tudo bem? Depois da saga Crepúsculo (que eu adorei na época em que li há zilhões de anos atrás) enjoei de tramas que envolvem vampiros e não li mais nenhum livro com seres sobrenaturais, e confesso que continuo um pouco cansada dessas tramas.
    Não me interessei muito pelo livro, talvez por saber pouco sobre o primeiro, não sei se seria capaz de me prender. E, além disso, a parte mais erótica parece ser um pouco cômica mesmo, porque já dei gargalhadas aqui com a referência que fez na resenha, hahahaha.

    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii
      posso dizer que de certa forma eu enjoei dos vampiros também, mas mais nos livros YA mesmo. No mais eu tenho tentado manter a mente aberta, mas confesso que outros seres sobrenaturais tem me conquistado mais facilmente.

      Att.,
      Eduarda Henker

      Excluir
  2. Oiii Eduarda!

    Descartei essa série depois de ler várias resenhas dizendo que ela puxava demais a parte erótica, forçando situações só pra acrescentar mais cenas de sexo... Às vezes a premissa é até legal, ams esse excesso me tira total a vontade de ler.
    O mocinho ser um babaca machista e imbecil é outro detalhe que já está me cansando, realmente é mais ou menos comum em livros do gênero e isso é problemático, porque a maioria dos leitores se incomoda em certo momento.
    Ah sei lá, apesar da capa linda e da premissa bacana, acho que não leria por conta desses pontos, que geralmente fazem minha leitura render pouco.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ivy,
      pois é o primeiro livro foi mesmo um desastre pra mim, mas gostei desse segundo. Mas, sim, o livro fica criando situações para cenas eróticas que não precisavam, como é comum às histórias do gênero.

      Att.,
      Eduarda Henker

      Excluir
  3. Oi, Duda
    Eu gostei muito desse livro, achei ele bem divertido e com personagens mais carismáticos que o primeiro. É verdade que o livro peca muito nas partes possessivas e abusivas do vampiro, mas é algo recorrente na série já que vemos seres sobrenaturais e infelizmente acho que a autora só vai fazer mais isso nas outras obras. Isso me incomoda mas não ao ponto de deixar de ler a história. Eu estou ansiosa para ler o terceiro.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miriã querida, pois é. Eu curti o livro, muito mais do que imaginei, mas não tem como ignorar os problemas apontados. Espero que o terceiro siga pelo caminho deste e que não vejamos mais cenas deprimentes como as do primeiro livro.

      Att.,
      Eduarda Henker

      Excluir
  4. Gosto muito de ficção, principalmente quando tem romance no meio. Adorei demais esse livro, fiquei bem entusiasmada para conhecer.

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kaila,
      espero que tu curta a leitura!

      Att.,
      Eduarda Henker

      Excluir
  5. Olá...
    Gente do Céu, que livro é esse!!!
    Ainda não conhecia nem a obra nem o autor, mas, estou aqui totalmente fascinada pela história do livro! Pelos seus comentários parece ser exatamente o tipo de livro que curto, então, espero poder ter a oportunidade de ler brevemente...
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diane,
      que bom que tu gostou, se ler depois vem aqui contar o que achou!

      Att.,
      Eduarda Henker

      Excluir
  6. Oi Eduarda, tudo bem? Eu particularmente não me incomodo com o erótico e até fiquei interessada na série, pra falara a verdade. O único problema é que não terminei de ler o primeiro ainda, deixei passar as leituras obrigatórias e nunca mais voltei rsrsrs Apesar das ressalvas eu ainda quero terminar a leitura!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi,
      então eu não me incomodo com erótico desde que seja bom, hahaha. Tem umas coisas que eu sinto que são muito pornozão ou então que me remetem a adolescente querendo ser o bom e fingir que entende do assunto, sabe? hahahaha

      O primeiro é difícil de passar mesmo, mas esse é muito legal!

      Att.,
      Eduarda Henker

      Excluir
  7. Oi, Eduarda!
    Menina, realmente.. teve uma fase da vida que eu só lia erótico e new adult (pode me julgar que deixo) que hoje em dia eu só quero rir nessas cenas.
    Eu vi uma outra resenha desse livro e fiquei interessada em ler. Será se posso pular esse primeiro e partir logo pra esse?
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu,
      fiquei pensando aqui se faria muita diferença e a verdade é que acho que não. Ok que tu começaria o livro não tão familiarizada com os personagens e o universo, mas a autora sempre faz questão de dar uma reapresentada básica. Aliás, o primeiro livro publicado aqui no Brasil é a verdade o segundo da série, acredita?

      Att.,
      Eduarda Henker

      Excluir
  8. Nossa, o universo desenvolvido desses livros parece incrível mesmo. A edição parece linda e esse ar sobrenatural é super interessante.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A edição é muito bonita mesma, e eu to adorando o universo criado pela autora. Espero que os livros continuem melhorando com o passar do tempo.

      Att.,
      Eduarda Henker

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!