Resenha: A Cidade Murada

  • 09:00
  • 30 de dez de 2018

  • A Cidade Murada é um standalone escrito por Ryan Graudin – a mesma autora da série Lobo por Lobo. Cedido em parceria pela Editora Seguinte, é um livro visceral sobre força e sobrevivência que merecia mais hype do que tem.
    Sinopse: A Cidade Murada é um terreno com ruas estreitas e sujas, onde vivem traficantes, assassinos e prostitutas. É também onde mora Dai, um garoto com um passado que o assombra. Para alcançar sua liberdade, ele terá de se envolver com a principal gangue e formar uma dupla com alguém que consiga fazer entregas de drogas muito rápido. Alguém como Jin, uma garota ágil e esperta que finge ser um menino para permanecer em segurança e procurar sua irmã. Mei Yee está mais perto do que ela imagina: presa num bordel, sonhando em fugir… até que Dai cruza seu caminho. Inspirado num lugar que existiu, este romance cheio de adrenalina acompanha três jovens unidos pelo destino numa tentativa desesperada de escapar desse labirinto. 
    A abordagem da história se dá através de três pontos de vista – Jin, Dai e Mei; os capítulos em primeira pessoa intercalam entre esses protagonistas, dividindo a trama entre suas vivências ao mesmo tempo em que cria caminhos para que se encontrem.

    A Cidade Murada estabelece pontos em comum entre esses três sobreviventes. Suas histórias são distintas, mas dá para sentir no tom da narrativa a sensação de que eles estão em busca de alguma coisa. O ritmo é marcado por isso, o que torna todo o desenvolvimento gradual e bem pontuado.

    Ryan sabe para onde está caminhando. Sabe em quais trilhas colocar seus protagonistas, quais acontecimentos são essenciais para que eles cresçam e avancem, quais sub-tramas adicionar para tornar todo o plot principal instigante. A sensação crescente da história se permeia do começo ao fim, com a promessa de uma conclusão coerente para tudo que foi apresentado.

    Além de Jin, Dai e Mei, que têm suas histórias individuais marcantes e que conduzem a narrativa, a autora fez um grande trabalho ao tornar a própria cidade um personagem essencial. A ambientação é vívida, te coloca dentro dos muros, em meio às ruas e aos problemas que seus moradores vivem. Te apresenta o terror e a violência em suas muitas nuances e faz com que você tema pelo que está por vir.

    Junte esse cenário sombrio e desesperançoso a três personagens com uma bagagem emocional perturbadora e adicione um ritmo inquietante e você tem uma leitura impossível de largar.

    Para quem já está familiarizado com Lobo por Lobo ou mesmo para quem quer conhecer a escrita da autora, A Cidade Murada é uma ótima escolha. Ryan mostra, mais uma vez, o brilhantismo da sua narrativa e da sua capacidade de entregar uma boa história.

    Título original: The Walled City
    Autora: Ryan Graudin
    Editora: Seguinte
    Gênero: Ficção
    Nota: 5
    Skoob


    GOSTOU DA RESENHA? ENTÃO APOIE O BLOG E COMPRE ATRAVÉS DOS NOSSOS LINKS:

    1. Oi, Duda!
      Menina, eu esqueci completamente desse livro da autora aaaaaa Já anotei na tbr de 2019
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.