Resenha: O Milagre

  • 09:00
  • 28.12.18
  • Resenha: O Milagre

    O Milagre é o mais recente título da autora Emma Donoghue - de O Quarto de Jack - publicado aqui no Brasil pela Editora Verus, que cedeu este exemplar para resenha. A trama se divide em monotonia e simplicidade para falar sobre a vida e religião.
    Sinopse: Irlanda, 1859. Anna O'Donnell, de onze anos, se recusa a comer e, apesar disso, sobrevive há meses, aparentemente sem graves consequências físicas. Um milagre, dizem os habitantes do vilarejo profundamente enraizado na fé católica. Mas quando Lib Wright, uma jovem e cética enfermeira inglesa, é contratada para vigiar a menina noite e dia, os acontecimentos seguem um rumo diferente. Anna começa a definhar, diante da passividade de todos e da impotência de Lib. E assim cresce o mistério ao redor dessa família pobre de agricultores, que parece envolta em mentiras, promessas e segredos. O que o mundo está testemunhando é uma fraude sofisticada, ou uma revelação do poder divino? Escrito com a tensão que fez de Quarto um best-seller mundial, O milagre é uma história sobre duas estranhas que transformam a vida uma da outra, além de um poderoso thriller psicológico e uma narrativa sobre como o amor pode vencer o mal em suas mais diversas formas.
    Na história, acompanhamos uma jovem enfermeira chamada Lib que foi contratada para passar umas semanas na casa de uma família numa cidadezinha isolada da Irlanda. O motivo, ela descobre ao chegar lá, é a garotinha da qual deve cuidar; de acordo com o que é falado, Anne não come há meses. Parou de fazê-lo sem motivo nenhum, e o que alguns consideram um milagre - colocando Anne sobre um pedestal, louvando-a como uma prova do divino - Lib vê como farsa, e se determina a observar até encontrar alguma prova de que nada naquela história é real.

    Como eu comentei, a trama de O Milagre se desenvolve através da monotonia e da simplicidade do plot; enquanto Lib representa a lógica e a ciência, outras personagens ao seu redor aparecem como a religião e a fé, batendo de frente com tudo em que ela acredita, levando-a a questionar e ser questionada sobre muito a respeito da vida.

    Resenha: O Milagre

    Eu não gostei ou consegui me acostumar com a narrativa da autora, no entanto. Senti que os monólogos internos e mesmo os personagens destoavam demais, com palavras e pensamentos rebuscados que afastavam o crescimento da trama de uma visão mais simplista. Não atrapalha para quem conseguir se entender no estilo narrativo dela, no entanto, porque é um jeito bonito de contar a história - só não funcionou para mim.

    Lib, apesar de não ser uma protagonista carismática, com certeza foi instigante. O fato de a narrativa ter falhado aos meus olhos foi um ponto falho para também me conectar à personagem principal, uma vez que são os monólogos dela e as ideias dela que guiam e causam conflito na trama.

    Apesar disso, ela viveu bons momentos e foi bem desenvolvida dentro dos seus questionamentos e dúvidas, dentro das desconfianças que apresentou no decorrer da história. Sua relação com os coadjuvantes se construiu de maneira gradativa - em especial com Mr. Byrne, um jovem jornalista que divide as dúvidas e descrenças com Lib, apesar de estar ligado à religião.

    Resenha: O Milagre

    A tensão em relação a Anne e o motivo de ainda estar viva mesmo na situação absurda em que se encontra foi o que me manteve vidrada na história. Emma Donoghue soube como trilhar seu livro em meio a essas dúvidas, entregando um final que cresce em direção à grande revelação - sem deixar a desejar quando o faz.

    A diagramação e edição da Verus estão lindas e combinam muito com a capa escolhida pela editora.

    Resenha: O Milagre

    Para quem gosta de um bom mistério e de personagens bem desenvolvidos, O Milagre é uma leitura rápida e eficaz na mensagem que quer passar. Coloca religião e ciência frente a frente e traz questionamentos que ficam com você por um bom tempo.

    Título original: The Wonder
    Autora: Emma Donoghue
    Editora: Verus
    Tradução: Vera Ribeiro
    Gênero: Ficção
    Nota: 3,5
    Skoob

    GOSTOU DO LIVRO? ENTÃO COMPRE ATRAVÉS O NOSSO LINK E AJUDE A MANTER O BLOG:

    Amazon

    1. Oi Nizz!
      Capaz de se eu lesse, encontrar a mesma problematica que voce na hora da leitura. Nao gosto de linguagens muito complicadas. Meu problema de ler livros mais classicos e justamente por isso. Mas o genero tambem nao me atrai. O outro livro da autora me chama mais atenção.

      Abraços
      David
      http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    2. Oie
      Gostei das suas ressalvas, mas acho que não é o tipo de enredo que eu curto ler. Ainda sim parece ser um bom livro.

      Beijinhos
      https://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    3. Oi Denise! O quarto de Jack é muito bom, virou até febre na escola que eu dava aula, fiquei com vontade de ler este tb! parece um bom mistério!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
    4. Oi, Nizz!
      Eu amei essa diagramação, mas acho que esse livro não é pra mim. De monólogos internos, já basta os meus todos os dias hahaha
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.