Controle remoto: Hell on Wheels

  • 09:00
  • 19 de fev. de 2019

  • Hell on Wheels é uma série do canal AMC (o mesmo de The Walking Dead) que foi ao ar entre 2011 e 2016. A história se passa após a Guerra Civil nos EUA, quando uma gigantesca ferrovia estava para ser construída cruzando os estados de leste a oeste; acompanha um pistoleiro em busca de vingança em meio a esse cenário de uma terra sem leis.

    Cai de paraquedas nessa indicação porque Red Dead Redemption 2 me colocou numa espiral de velho oeste sem fim - ainda estou nela. São poucas as séries que abordam essa época, então quando o Google me sugeriu Hell on Wheels, corri pra procurar. E, rapaz, como não me arrependi nem um pouco da caçada sem fim por esses episódios!

    A trama acompanha Cullen Bohannon (Anson Mount), em uma missão para vingar o assassinato de sua esposa e filho pelas mãos de soldados da União. Enquanto tenta achar os responsáveis, ele consegue um emprego como capataz na empresa responsável pela construção da ferrovia transcontinental. Lá, ele acaba firmando uma espécie de irmandade com o ex-escravo Elam Ferguson (Common), que vem fazendo o possível e o impossível para conquistar respeito dentro da ferrovia.


    A série tem a premissa básica de muitas histórias do Velho Oeste, com um protagonista que perdeu tudo e quer vingança pelo que foi tirado dele, mas me surpreendeu em muitos pontos por dar voz à diversidade e tratar suas lutas e dificuldades de maneira real e consciente.

    Os libertos vivenciando o racismo pesado e mortífero pós-Guerra Civil, a dificuldade de aceitação que a sociedade branca ali da ferrovia mostra com o negros e nativos-americanos, a luta das mulheres para serem ouvidas. Essa série tinha tudo para escorregar, mas acerta em mostrar essa realidade tão bem - é maravilhoso o quanto o homem branco é REALMENTE responsabilizado nos discursos dos personagens. Eu não esperava tanta coerência, de verdade.


    Os arcos dos personagens - Cullen e Elam sendo os principais, com outros rostos no leque de participantes da construção da ferrovia - são bem desenvolvidos e estabelecidos. Tiro esse parágrafo para falar sobre a Lily porque meu deus que MULHER! Teve o marido assassinado por nativos (em guerra pela invasão da ferrovia às suas terras) e se mostrou bastante empática com a causa deles, renegando a vingança pela sensatez. É uma personagem extremamente forte e ciente de sua voz e inteligente; um peso grandioso para a ferrovia e para a construção dela.

    Nas três temporadas que já assisti, só um acontecimento me deixou decepcionada com o roteiro. De resto, tem sido excelente e, muitas vezes, surpreendente. Cenas de ação muito boas, uma fotografia de tirar o fôlego e reviravoltas inesperadas que dão mais tensão para a trama - ela pode parecer previsível mas acredite quando digo que NÃO É!

    Para quem gosta do clima de Velho Oeste e procura uma história interessante, Hell on Wheels é uma boa pedida para uma maratona.

    1. Oi, Denise

      Não conhecia a série e achei interessante por ter essa pegada de Velho Oeste. Eu particularmente gosto bastante dessa ambientação, mas a unica coisa que assisti até agora e que me fez curtir essa estratégia televisiva/cinematográfica foi Django Livre, apesar de todo o nonsense! Hahahaha


      Beijos
      - Tami
      https://www.meuepilogo.com

      ResponderExcluir
    2. Oi Denise, tudo bem?
      Nunca tinha ouvido falar nessa série! Mas te confesso que essa ambientação no Velho Oeste nunca foi muito minha praia...
      TWD e Westworld por exemplo eu não curti a ponto de acompanhar 😁
      Bjs
      http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

      ResponderExcluir
    3. Olá Denise!
      Eu não curto muito histórias do velho oeste, mas gostei bastante da sua resenha! A série parece ser muito boa
      Beijinho
      EVENTUAL OBRA DE FICÇÃO

      ResponderExcluir
    4. Oi, Nizz!
      Vou ser daquelas que assiste uma série pelo útero porque eu amo o Anton e com certeza irei assistir somente por ele e é isto MIM PERDOA E NÃO DESISTE DE MIM!!!
      Chocadíssima que o Common participa também.
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    5. Oi Denise! Aqui em cada quem é fã do Velho Oeste é minha mãe e ela vai ficar muito feliz com essa série. Valeu a dica. Bjos!! Cida
      Moonlight Books

      ResponderExcluir
    6. Oie!

      Confesso que não curto muito histórias de Velho Oeste, mas essa parece ser uma serie muito boa, e eu realmente nunca tinha ouvido falar dela, kk.

      Mas sendo da AMC, com certeza deve ser muito bem feita.

      Bjao
      Início de Conversa

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.