Controle Remoto: Siren

  • 09:00
  • 9 de fev de 2019

  • Siren é uma série do canal Freeform (antiga ABC Family) que estreou no começo de 2018 e agora já conta sua segunda temporada. Na pequena cidade de Bristol Cove, após um barco pesqueiro ser atacado por um estranho animal e o exército intervir, uma estranha garota surge pelas ruas, levantando suspeitas.

    Bristol Cove é uma cidade pequena, cuja base da economia é a pesca, financiada pela família Pownall - os fundadores da cidade. Por lá, há uma lenda sobre como o fundador se apaixonou por uma sereia, mas a verdade pode ser mais macabra do que isso se acreditarmos em Helen, considerada a esquisitona da cidade.

    Mas as sereias não ficam apenas no imaginário das crianças, pois os pescadores atacados em seu barco juram que o ataque foi obra de um sereia, e por mais que o exército tente manter isso em segredo, as coisas estão prestes a se complicar: depois de capturarem a criatura que atacou os pescadores, sua irmã, Ryn, vem a terra para encontrá-la e acaba trazendo mais problemas.

    Controle Remoto: Siren
    Controle Remoto: Siren

    Sem entender o mundo dos humanos, saber se comunicar ou entender as condições de estar em terra firme, Ryn tem como única missão encontrar sua irmã e, para isso, vai contar com a ajuda dos biologos marinhos Ben Pownall - que, diferentemente da sua família, se importa mais com as pessoas do que com as aparências - e Maddie Bishop, que também é filha do xerife local.

    Céticos a princípio, Ben e Maddie vão fazer de tudo para ajudar Ryn a encontrar sua irmã e voltar para casa, mas no meio do caminho, os três vão descobrir que a captura da sereia não foi tão ao acaso assim e que a própria cidade esconde mais segredos do que eles imaginavam.

    Siren foi uma grata surpresa porque construiu uma hype grande que durou meses, já que o primeiro trailer foi divulgado quase um ano antes da estreia da série, e me deixou imensamente empolgada. A série tem uma pega mais dark, longe das sereias fofas de H2O, e não fica se enrolando muito com a trama. Ela se desenvolve em um ritmo mais acelerado, mostrando que tem muita história para contar, e se mantendo a altura do hype.

    Controle Remoto: Siren

    Se fosse um livro, Siren seria uma série longa e empolgante, e conseguiu me prender em todos os seus episódios sem precisar se esforçar muito para isso. Gostei da mitologia criada a cerca das sereias, dos pequenos twists que colocaram em uma figura tão conhecida mas tão pouco explorada ainda na cultura pop. Também gostei do segredo da cidade e da forma como envolveram os militares em toda a trama.

    Apesar de também usarem do queer baiting aqui, a série ganhou ponto comigo por escolhe um caminho menos típico de apresentar as sereias. Ela não são criaturas extremamente sexualizadas e promiscuas, mas sim criaturas que pouco tem a ver com o mundo humano, seguindo por instinto mais animalescos, especialmente no que diz respeito a sobrevivência. Uma sociedade matriarcal onde os mais fracos são rapidamente subjugados e o contato com humanos não é bem visto.

    Controle Remoto: Siren

    Inclusive, gostaria de deixar um adendo aqui porque eu acho que acertaram em cheio ao escolher a Eline Powell e a Sibongile Mlambo para as sereias, porque elas estavam ótimas no papel, desde a caracterização até a interpretação, não deixaram nada a desejar.

    A primeira temporada focou bastante em explicar as sereias e a forma como elas se envolvem na vida de Ben, Maddie, Helen e Bristol Cove, dando inicio a diversos plots que se entrelaçam conforme a temporada vai chegando ao fim, mostrando que mesmo os incidentes mais isolados estavam conectados desde o começo.

    É uma série que eu indico muito, em especial para os fãs de fantasia urbana, como eu. Deixo vocês com o trailer:

    1. Já tinha visto o trailer mas não tinha me interessado, porém agora ao ler sua descrição mais detalhada a respeito fiquei empolgada. Saber que tem uma história a ser contada e que ela foca muito nisso me anima, amei viu. Parabéns, sua resenha está muito instigante!

      https://www.submersaempalavras.com/

      ResponderExcluir
    2. Oi Bibs!
      Eu não sei pq, mas tenho um problema com sereias, rs. Eu nunca fui muito fã de séries, filmes e etc. que abordassem esse assunto, então nem me empolguei muito na época que saiu o trailer dessa série.
      Esses dias eu até tentei assistir "Tidelands" na netflix, mas não deu certo tbm XD
      Bjs
      http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

      ResponderExcluir
    3. Oi, Bibs!
      Eu vi o trailer dessa série, mas não me animei muito. Fora que eu acho essa protagonista muito estranha.
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    4. Oi Bibs
      Eu quero muito assistir essa série porque eu amei o trailer mas é meio impossível eu assistir por agora, ainda mais se não tem na Netflix hahaha gosto de coisas sobre sereias, porque a gente sempre tem a mente a Ariel mas nem todas são boazinhas assim né?
      Beijo!

      http://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
    5. Oi Bibs!
      Eu não curti muito o trailer dessa série não. Achei o visual da protagonista bastante creep KKK, mas acho que a ideia e essa né? Tenho um amigo que gostou muito e está assistindo. Quem sabe quando minha grade aliviar mais.

      Abraços
      David
      https://territoriogeeknerd.blogspot.com

      ResponderExcluir
    6. Oi Bibs, tudo bem? Estou surpresa com a resenha jurava que era algo trash ruim, mesmo tendo gostado do trailer. Que bom que foi uma grata surpresa!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
    7. Oi, Bibs

      Vou te falar que o que me chamou a atenção nesta série é a sereia protagonista. Ela tem umas feições muito diferentes e quando vi a atriz no último Bring it On ela logo chamou minha atenção. Ela era uma das animadoras de torcida e não tinha NENHUMA fala, mas quando tinha alguma cena onde ela aparecia eu só conseguia olhar pra ela! Hahahah
      Eu assisti alguns episódios aleatórios no Sony e curti, mas agora tenho que pegar do início!

      Beijos
      - Tami
      https://www.meuepilogo.com

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.