Resenha: Princesa das Cinzas

  • 09:00
  • 19 de mar de 2019
  • Resenha: Princesa das Cinzas

    Princesa das Cinzas é o livro de estreia da Laura Sebastian que foi publicado aqui no Brasil pela Editora Arqueiro. Com uma premissa que promete agradar "fãs de A Rainha Vermelha e da Sansa Stark", acaba que não chega nem perto disso.

    Sinopse: Theodosia era a herdeira do trono de Astrea quando seu reino foi invadido, deixando um rastro de destruição. Dez anos depois, a princesa, órfã, prisioneira e subjugada, percebe que não lhe resta mais nada, a não ser lutar pela própria liberdade. O passado, que por tanto tempo ficou enterrado, agora precisa vir à tona para mostrar a Theodosia os caminhos que poderão levá-la de volta ao trono. Mas Theo conseguirá ser a rainha de que seu povo precisa? Ou será que anos de humilhações transformaram a herdeira da Rainha do Fogo em meras cinzas?

    A história nos apresenta Theodosia - ou Theo, como costumava ser chamada. Ela é a princesa de um reino caído, prisioneira dos conquistadores que devastaram sua terra e assassinaram sua mãe. Anos se passaram desde que a guerra teve fim, mas ela ainda é usada como figura de chacota para mostrar o poder que os inimigos têm sobre seu reino. Quando uma chance inusitada lhe é apresentada para escapar e reaver o que é seu por direito, cabe a Theo decidir se ela tem forças para se erguer das cinzas.

    A trama é impactante e chama atenção com uma sinopse instigante, sombria e poderosa. A promessa é de uma leitura cheia de política e reviravoltas interessantes, onde você vai torcer para que a personagem principal conquiste sua liberdade. A execução? Ih, rapaz. Que bomba.

    Como fã dedicada à minha rainha do Norte, Sansa Stark, eu considero uma ofensa pessoal compararem a jornada dela a da Theo pelo simples fato de que nada nesse livro faz sentido. A trama diz que a caminhada para liberdade vai ser difícil, mas nunca vi tantos artifícios convenientes serem jogados em uma história para facilitar a vida de uma personagem como vi aqui.

    Theo é inconsistente desde seu primeiro momento. Em um momento ela mal lembra de casa, no momento seguinte consegue recordar uma conversa que a mãe teve com um lorde em determinado dia e determinada hora. Em um momento (coerente, considerando sua história de prisão e tortura) ela não quer agir e não quer se arriscar porque é mais seguro permanecer nas sombras, no instante seguinte um estalo aleatório é suficiente para que ela queira se rebelar e reaver tudo que é seu. Não tem nada de Sansa Stark nela, nem mesmo nas suas manipulações (ela nem ao menos sabe manipular direito @deus me livre!).

    Eu entendo manipulações como situações onde sorrisos escondem rancor e as falas da personagem não se assemelham aos seus pensamentos, mas é muito fácil ver Theo escorregando nesses dois detalhes por causa do sorriso de um cara ou de um olhar mais intenso da parte dele. Toda a trama dela com o prinz só me fez revirar os olhos - e eu gostei do personagem masculino, veja bem!

    Talvez por Theo ter soado tão inconsistente, nada que a envolvesse me prendeu - o que significa que o livro todo não me prendeu. Chegou um parte da trama que eu não me importava com seu destino ou com os rumos que a história ganhariam se escolhesse fazer uma coisa ou outra. Eu só queria que fizesse algum sentido e nunca fez.



    Ao redor de Theo, consigo salvar Cress e Søren porque foram personagens interessantes naquela inconstância toda. Ambos nascidos do lado inimigo que foram os únicos a estender empatia e humanidade para a prisioneira; Cress não chega a ser sua amiga, mas é uma companheira. É com quem Theo se sente mais a vontade - não para ser ela mesma, mas para viver sob a alcunha de prisioneira. Søren, por outro lado, é um dos interesses amorosos da protagonista - essa parte pouco me interessou, mas sua personalidade oposta à do pai, o kaiser, e os momentos gentis e humanos dele me deram brecha de um coadjuvante bem construído.

    Se você, como eu, pegar esse livro procurando uma trama política interessante, intrigas da corte, manipulações inteligentes... já se prepara para um desastre. Nada do que a Theo faz impressiona; não tem grandiosidade nas suas decisões, nada que me fizesse olhar para ela e pensar "eis uma futura grande rainha".

    Resenha: Princesa das Cinzas

    Honestamente, dar o comando de um reino em ruínas para essa garota parece uma péssima ideia. Isso sem falar nos inimigos que não poderiam ser mais burros; o kaiser, aliás, é de uma imbecilidade que dá raiva. Não consegui acreditar que aquele esteriótipo de vilão de novela das nove fosse um grande líder. Ele não faz mais do que sentar e humilhar a garota e deixa as grandes decisões nas mãos de outras pessoas da corte, como essa criatura conquistou tanto? Me poupe desse arquétipo e me dê um vilão bem desenvolvido, pelo amor da Eva Green!

    Soei amarga? Espero que sim, porque foi a sensação crescente que me acompanhou conforme as páginas passavam e nada acontecia. O final, aliás, não poderia ser mais anti-climático.


    Só não tirei outra estrela do livro porque, apesar dos pesares, a narrativa da Laura é bonita. É o tipo de narrativa gostosa de acompanhar, mas que falha ao desenvolver a trama.

    Princesa das Cinzas prometeu uma revolução e novidade num plot conhecido em livros do gênero, mas falhou terrivelmente em não só não inovar como também entregar um péssimo desenvolvimento. Se eu tinha alguma vontade de continuar acompanhando a série, ela desapareceu com o fim do livro.


    Título original: Ash Princess
    Autora: Laura Sebastian
    Editora: Arqueiro
    Tradução: Raquel Zampil
    Gênero: Young Adult | Fantasia
    Nota: 2
    Skoob


    GOSTOU DA RESENHA? ENTÃO APOIE O BLOG E COMPRE ATRAVÉS DOS NOSSOS LINKS:

    1. Oi Denise. Ahhhh, acho que essa foi a resenha que sepultou o que ainda tinha sobrado de curiosidade na leitura do livro cujo interesse já tinha sido disseminado por outras resenhas que apontaram a catástrofe do desenvolvimento da história. Uma pena, realmente estava ansiosa por esse livro quando foi publicado, mas ainda não li uma resenha que ressalta a necessidade da leitura para o gênero.
      Beijos, Adri
      Espiral de Livros

      ResponderExcluir
    2. Oi Denise,

      Uma tristeza só ver resenha negativa desse livro. Eu estava tão empolgada com a história, mas pelo visto eu vou é passar raiva com a personagem hahaha.
      Quem sabe eu não dou uma chance mais para a frente.
      Bjs e uma boa semana!
      Diário dos Livros
      Conheça o Instagram

      ResponderExcluir
    3. Oi, Nizz!
      Primeiramente, claramente venho aqui lançar meu hate nessa coisa de livro porque né... ninguém merece ser enganado e um hate gratuito eu não dispenso.
      MULHER MIM ABRAÇAAAAA!!! Eu sabia que a tua opinião seria igual a minha a respeito dessa bomba e não me decepcionei. Tentada a ler Lady Smoke só para saber do destino de Soren e Cress, que são os únicos interessantes daí. De resto, taca bomba em todo mundo!
      Menina, nem a Daenerys merece ser comparada com essa Theo abestada... naaaam
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    4. Oi, Denise
      Eu vi muitas resenhas negativas sobre esse livro justamente por ele prometer algo e não cumprir. A capa parece muito a lá Game of Thrones e o mínimo que os leitores querem é isso. Infelizmente eu não leria mas já tinha pensado em dar uma chance... só que não vai rolar.
      Beijo!

      http://www.capitulotreze.com.br

      ResponderExcluir
    5. Oi, mesmo eu encontrando muitas opiniões negativas, estou muito curiosa. É bem provável que eu vá ler. Amei sua resenha ^-^
      Jardim de Palavras

      ResponderExcluir
    6. Olá, Denise.
      Eu li bastante comentários negativos sobre esse livro, mas depois dessa resenha a minha vontade é de pegar o livro que está na minha estante mas ainda não li e doar sem ler mesmo hehe. Porque geralmente as nossas opiniões batem nesse gênero.

      Prefácio

      ResponderExcluir
    7. Oi Denise! Eu estou aqui ensaiando para ler este livro, ninguém fala bem dele e espero que por não esperar muito, até curta algo. Deseje-me sorte. Bjos!! Cida
      Moonlight Books

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.