Resenha: Rainhas Geek

  • 09:00
  • 19 de jun. de 2019
  • Resenha: Rainhas Geek

    Rainhas Geek foi lançado aqui pela Editora Planeta, no selo Minotauro, e abraça a cultura nerd e fangirl da melhor maneira possível. Um Young Adult cheio de representatividade que existe pra encher nossos corações de amor e sorrisos.


    Sinopse: Charlie é youtuber, atriz, bissexual... E uma das atrações principais da Supa Con, a convenção de cultura pop mais famosa do mundo. Essa é sua chance de mostrar aos fãs que superou seu término público com o ex-namorado – e co-estrela de seu último lme – Reese Ryan. O reencontro de Charlie e Reese deixa o clima pesado, mas quando a it girl Alyssa Huntington aparece como convidada surpresa no evento, o que Charlie pensava ser apenas um crush de internet se mostra muito real. Melhor amiga de Charlie, Taylor quer ser invisível. Seu cérebro parece estar programado para funcionar de maneira diferente das outras pessoas e ela gosta de rotina e estabilidade. A única mudança que ela quer em sua vida é no status de sua amizade com Jamie, o que ela sabe que nunca acontecerá. Mas, ao ouvir sobre um concurso de cosplay de seu fandom favorito, Taylor começa a repensar até onde vai seu medo de se destacar.

    Na trama, acompanhamos os pontos de vista de Charlie e Taylor. Unidas a Jamie, o terceiro elo dessa amizade poderosa, estão visitando a Supa Con - uma convenção do universo geek nos moldes da SDCC - pela primeira vez em suas vidas.

    Charlie está lidando com o estrelato; youtuber, ela estourou nas redes e participou de um filme cuja sequência promete grandes emoções. E grandes emoções não estão apenas na ficção. Seu namorado e colega de elenco a traiu e Charlie precisa manter a cabeça fria quanto a isso, uma vez que a Supa Con tem toda sua atenção. Bem, a convenção e uma youtuber fofinha que parece estar dando bola pra ela.

    Taylor, diferente da amiga, só quer o anonimato. Ela gosta da própria invisibilidade e sua visita nessa feira se deve a um único grande momento: conhecer sua autora favorita, a razão de ela ser tão apaixonada por um universo literário fantástico. Livros que abraçaram Taylor e mostraram a ela o que é ser forte, mesmo que ela ainda não tenha entendido como mostrar isso para o mundo.


    Resenha: Rainhas Geek

    Rainhas Geek tem absolutamente tudo que eu amo em uma história: foco na amizade e no desenvolvimento dos seus personagens, referências nerd pra dar e vender e dois romances muito amorzinho pra te deixar contorcendo na cadeira.

    A narrativa da Jen Wilde me fisgou bem no começo e se manteve assim por toda a trama. É uma forma leve e divertida de contar a história dessas duas garotas, com pontos de vista que se diferenciam notavelmente e se intercalam pra deixar até um bom suspense entre os acontecimentos.

    Charlie e Taylor foram personagens incríveis de se acompanhar. Charlie e sua postura confiante, cheia de sorrisos radiantes e presença carismática, tinha atrás desses sorrisos uma vulnerabilidade interessante e que batia de frente com o mundo da fama e das câmeras e do que a mídia espera de uma famosa. Acompanhar os "bastidores" da sua vida em meio a convenção, como ela lidou com seus medos e desejos, suas interações com os amigos e com os fãs foi muito gostosinho.

    E o romance da Charlie com a Alyssa, a youtuber famosa que se mostra presente e compreensiva em muitos aspectos da vida da protagonista, foi uma fofura só. Um relacionamento construído com rapidez, sim, mas na base da confiança e da admiração - soa como um instalove por causa do curto espaço de tempo, mas tem ali seus momentos adoráveis que te convencem do quanto elas são parecidas e como essa conexão criou a atração e a proximidade.


    - Coisas do cotidiano podem ser mais difíceis para nós, mas isso não nos torna erradas ou menores que as outras pessoas. Levei muito tempo e me odiei muito até entender isso. Todo mundo tem seus pontos fortes. E todo mundo tem sua kriptonita.

    Taylor, por outro lado, é um membro mais frágil e introvertido do grupo - e por isso minha favorita. Foi muito fácil me identificar com seus temores e a representação da ansiedade e dos seus momentos de pânico foi cuidadosa e respeitosa e eu adorei isso. Taylor é uma garota apaixonada por um universo fantástico que prefere vivê-lo a lidar com a realidade; quem nunca passou por isso?

    Gostei de como a Jen explicou seus acessos de medo e como representou a síndrome de Asperger que a Taylor tem, dando espaço a representar uma característica diferente que merece seu espaço dentro da literatura jovem.

    Sua relação com Jamie, seu melhor amigo e crush, é uma coisa mais ITI MALIA DO MUNDO. Os dois se entendem como ninguém, mas têm esse sentimento amoroso retraído por causa do temor e do básico "estou apaixonada pelo meu melhor amigo e tenho medo de perdê-lo se falar a verdade" que é um dos meus clichês de amor FAVORITOS DA VIDA TODA AKJFBABOASBG


    Resenha: Rainhas Geek

    Rainhas Geek tem seus momentos divertidos por causa das trapalhadas das protagonistas e das suas experiências nessa feira que é seu sonho nerd, mas também abre espaço para falar sobre machismo, gordofobia, sexualidade e aceitação; a narrativa simples e simpática discute sobre essas coisas através das personagens tão representativas, o que torna essas lições ainda mais importantes - porque elas são passadas através do que as personagens vivenciam.

    A edição da Planeta é linda e tem todo um formato diferente, lembrando as capas comuns norte-americanas - que eu particularmente amo.

    Este é aquele tipo de livro que eu vou recomendar pra quem ama comédia, romance, histórias sobre jovens descobrindo a vida e seus momentos felizes e tristes; uma história pra guardar no coração.


    Título original: Queens Geek
    Autor: Jen Wilde
    Editora: Minotauro
    Tradução: Débora Isidoro
    Gênero: YA | Romance
    Nota: 5


    1. Oi, Nizz!
      Eu adoro essa capa e essa premissa é bem do meu gosto, porém ainda falta algo para que eu confira essa história.
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    2. que legal conhecer esse livro, gosto desse tipo de leitura mais leve pra intercalar com classicos etc adorei sua resenha

      www.tofucolorido.com.br
      www.facebook.com/blogtofucolorido

      ResponderExcluir
    3. Oi Nizz!
      Eu ja amo uma personagem *-* Nem c9nheço a Charlie mas pelo pouco que ouvi dela ja considero pacas. Ta no topo da lista tentar ler esse ainda esse ano. Ansioso.

      Abraços
      David
      http://territoriogeeknerd.blogspot.com/

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.