5 personagens girl power

  • 09:00
  • 3.7.19


  • Amo/sou séries com mulheres empoderadas, que tomam decisões e agem de forma super independente. Talvez eu goste dessas séries por ser exatamente essa mulher ou pode ser que eu goste para me inspirar a ser ainda mais. O fato é que eu separei aqui uma lista com 5 personagens super girl power e empoderadas.


    6 - Jane Gloriana Villanueva (Jane, the Virgin)
    Jane Gloriana Villanueva (Gina Rodriguez) que empresta seu nome à série, cresceu dentro de uma crença católica imposta pela avó, em que não deveria fazer sexo antes do casamento. A série se desenrola dentro desse enredo baseado em “Jane vai ou não transar?”. Falando assim, parece um pouco antiquado e opressor, mas ao longo da série a personagem vai se desenvolvendo cada vez mais, se conhecendo melhor e passa a adquirir outros valores e outras crenças. Da temporada 1 até a última - que ainda está sendo exibida e deve ter seu último episódio lançado até meados de Julho deste ano - é possível ver a evolução de Jane e fica perceptível seu empoderamento. Mesmo no começo, quando ela ainda é bem monga juvenil, sua recusa em fazer sexo antes do casamento demonstra sua força. Eu amo/sou a Jane <3


    5 - Beth Boland (Good Girls)
    Em Good Girls, Elizabeth “Beth” Boland (Christina Hendricks) é uma dona de casa exemplar, até que percebe que sua vida não está como ela imaginava. Descobre que estão falidos, não têm dinheiro para pagar as parcelas da casa e seu marido salsicha a trai. Diante desse cenário, ela resolve ir à luta ao seu modo. Junto com sua irmã Annie (Mae Withman) que também tem problemas de grana e sua amiga Ruby Hills (Retta) resolvem planejar um roubo ao supermercado que Annie trabalha. No meio desse rolo todo aparece um grupo de assaltantes que reivindicam o dinheiro roubado e é Beth que vai negociar com os bandidos.A negociação acaba sendo boa para os dois lados, e as três começam a trabalhar para os criminosos. Em diversos momentos o líder da quadrilha invade a casa de Beth e ela sempre consegue resolver a situação com os bandidos sem abaixar a cabeça para os pedidos deles, deixando claro que ela não tem medo deles.


    4 - Rose Solano (Jane, The Virgin) 
    A série da jovem virgem, Jane (Gina Rodriguez) é recheada de boas personagens, de mulheres fortes e empoderadas. Rose Solano (Bridget Regan) também conhecida na série como Sin Rostro (Sem Rosto), é mais uma delas. Durante a série ela demonstra ser badass, enrola os policiais, mata gente, fica foragida e mais, como sua principal característica é sua capacidade de usar máscaras e se transformar em outras pessoas, quando se transveste de Susanna Barnett (Megan Ketch) ela TAMBÉM VIRA UMA POLICIAL F***!


    3 - Kate Foster (Workin’ Moms)
    Workin’ Moms é uma série cômica que trata de mulheres que estão no período final de suas licenças maternidade e estão voltando para seus empregos. A série aborda um aspecto que está bem em alta nos últimos tempos, que é a maternidade real. Kate Foster (Catherine Reitman) figura nessa lista por ser f***! Após o fim de sua licença, ela volta a trabalhar em sua posição como relações públicas em uma agência. A mulher é tão poderosa que, mesmo com toda a insegurança de uma mulher que retorna ao trabalho após ter um filho, ela consegue concorrer ao cargo de vice-presidente, uma posição que ela sempre quis. E adivinha só? Ela consegue o cargo. Só que existe um porém… ela precisará trabalhar em outra cidade. Sua força está e não deixar que seus sonhos sejam destruídos pelo conceito de família perfeita e ideal em que a mamãe deve ficar em casa cuidando dos filhinhos. A real é que nós podemos ser muitas coisas e fazer todas elas com maestria!


    2 - Thereza Soares (Coisa Mais Linda)
    Coisa Mais Linda é uma série nacional original do Netflix que se passa na década de 1960 e conta a história de 4 mulheres que enfrentaram o sistema patriarcal da época fazendo coisas que antes eram somente destinadas aos homens. Thereza Soares (Mel Lisboa) já começa sendo empoderada por trabalhar na redação de uma revista. Naquela época, mulheres como ela, que tinham boas condições financeiras, não trabalhavam. Ainda que trabalhasse numa redação de uma revista feminina, todos os editores, redatores e colunistas eram homens que usavam pseudônimos de mulheres e publicavam matérias que na cabeça deles eram conteúdos  pelos quais as mulheres se interessavam. Ao longo da série, ela se torna redatora-chefe da revista e começa a trazer ideias mais voltadas para política e outros temas que antes eram muito menos abordados. Além disso, no casamento, Thereza não se submete ao marido, como era costume naquela época. E pra finalizar, quando uma das mulheres decide empreender, atividade que era totalmente dominada por homens (pois mulheres nem podiam assinar documentos, só quem assinava era o marido), ela oferece apoio. Enfim, poderia ficar dias falando sobre como essa personagem é incrível, mas vou resumir como girl power!


    1 - Annalise Keating (How to Get Away With Murder)
    E não poderia faltar nossa querida Annalise Keating (Viola Davis) de How To Get Away With Murder. Para quem ainda não conhece, HTGAWM trata da história de uma professora de Direito e advogada de defesa, Annalise Keating. A função de dessa personagem é ser fod***. Os casos que a professora escolhe para defender são daqueles que a gente acredita serem indefensáveis e acreditem, ela consegue! Durante o curso, Annalise escolhe alguns dos seus melhores alunos para fazerem parte de sua equipe de defesa e acreditem, não é fácil entrar neste seleto grupo. Sem desmerecer as outras atrizes citadas nessa lista mas, Viola Davis é Viola Davis.

    E vocês, mudariam alguém dessa lista?

    1. Oi meninas! Eu não conheço nenhuma dessas séries, mas já ouvi falar sobre algumas. Imaginava já que a Annalise poderia ser foda, ainda mais se tratando de uma personagem advogada, eu adoro ver esse traço de garra que elas tem que ter. As demais não conhecia como já disse :c
      Beijo!

      http://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oii, Miriã! :D
        Olhaaa, vale muito a pena conhecer essa mulherada!

        Excluir
    2. Oi Luiza!
      Annalise Keating e Beth Boland são os amores da minha vida, QUE MULHERES! ❤ E respectivas séries são melhores ainda, minhas favs!
      Bjs
      A Colecionadora de Histórias - Blog -> Tá rolando SORTEIO DE LIVROS com 5 ganhadores!

      ResponderExcluir
    3. ah adorei sua seleção, coisa mais linda é cheio de mulheres fortes e good girls tbm, adoro essas séries

      www.tofucolorido.com.br
      www.facebook.com/blogtofucolorido

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Estou órfã das duas enquanto não saem novas temporadaaas. O que que foi aquele final de Coisa Mais Linda? AFF. Sofri, haha

        Excluir
    4. Olá
      A série Coisa mais linda é cheia de mulheres fortes. É inspirador e dá quentinho no coração ver uma série assim ser produzida no Brasil. A série Orphan Black tem personagens femininas maravilhosas. Vale a pena.

      Vidas em Preto e Branco

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Siiim!! E as atrizes mandaram muuuito bem! Vou botar Orphan Black na listinha, obrigada pela dica!

        Excluir
    5. Ahhh como eu queria que Supermães tivesse mais marketing n a Netflix que série maravilhosa! E eu tb AMO a Beth, amei o post!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Siiim. Na gringa já tem outras temporadas e aqui nada... O mesmo acontece com Jane the Virgin também. Mas a gente segue fazendo resenha pra ver se a galera engaja e encoraja a Netflix a trazer novos episódios. hahah

        Excluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.