Resenha: Mulheres e Ficção

  • 09:00
  • 14 de out. de 2019
  • Resenha: Mulheres e Ficção


    Mulheres e Ficção é um compilado de ensaios de Virgínia Woolf que discutem o papel da mulher na ficção, obras escritas por mulheres e, também, do leitor comum. O livro, publicado por aqui pela Companhia das Letras - que nos cedeu uma cópia para a resenha - em parceria com a Penguin traz ensaios emblemáticos de uma das maiores vozes femininas do século XX.


    Sinopse: Hoje considerada uma das maiores escritoras do século XX, Virginia Woolf foi uma grande romancista e ensaísta, bem como figura de destaque na história da literatura como feminista e modernista. Ela se preocupava em particular com a experiência das mulheres, não apenas nos romances, mas também nos ensaios. Prova disso é esta pequena coletânea que trata do papel das mulheres na ficção. Com ensaios que versam sobre a autora Jane Austen, as personagens Jane Eyre e Catherine Earnshaw (de O morro dos ventos uivantes) e vários outros temas, Woolf explora o lugar que as mulheres ocuparam e ainda podem ocupar na literatura. Outros ensaios aqui reunidos falam também da ficção moderna, do ponto de vista do leitor comum, das diferentes formas de se ler um livro, e de diversos temas caros a todos os interessados por literatura.


    O livro Mulheres e Ficção me chamou a atenção logo de cara, já que sempre tive muita curiosidade com a obra de Virgínia Woolf - e sendo uma cortesia de parceiros ele poderia furar a fila de leitura sem peso na minha consciência.

    Uma das primeiras coisas que notei é em relação a narrativa de Virginia Woolf: seus textos exigem muito mais atenção do que a maioria dos ensaios que estou acostumada a ler. E não só por se traterem de textos com quase um século, mas também pelo estilo modernista - que, particularmente, nunca foi meu favorito, ficando lá no cantinho junto do realismo.

    Os nove ensaios que compõe Mulheres e Ficção são:

    • Mulheres e ficção
    • Ficção moderna
    • O leitor comum
    • Jane Austen
    • Jane Eyre e o Morro dos Ventos Uivantes
    • Como se deve ler um livro?
    • Geraldine e Jane
    • "Eu sou Christina Rossetti"
    • Pensamentos de paz durante um ataque aéreo.

    Apesar do título da coletânea, nem todos os textos focam no papel das mulheres, o que me deixou um pouco desanimada. Mas, entre resenhas de grandes obras escritas por mulheres e o texto inicial, que dá nome ao livro, Mulheres e Ficção conseguiu ser uma introdução bastante interessante ao trabalho da autora.

    O ensaio que abre o livro foi, definitivamente, o meu preferido. Nele, Virgínia Woolf esclarece a situação da mulheres dentro da sociedade e como isso sempre influenciou intrinsecamente a ficção criada por elas.

    Discursa sobre as qualidades das obras de Jane Austen, das irmãs Bronte e de George Elliot, destacando a emancipação feminina e a inserção das mulheres na vida pública como um ponto de virada na ficção escrita por elas.

    Resenha: Mulheres e Ficção

    Foi um texto que me lembrou bastante o ensaio que abre A Mãe de Todas as Perguntas, de Rebecca Solnit - especialmente por perguntar: o que seria da ficção feita por mulheres naquela época e ainda hoje, se não precisássemos lidar com a inferiorização, com a "moral e os bons costumes", se não existissem as restrições sociais que ainda hoje existem?

    Questões que não só influenciam no volume da produção feminina, como pesam na ideia sobre a qualidade do que por nós é produzido, além de limitar o alcance dos trabalhos por ideias machistas e pré-concebidas há gerações.

    A experiência feminina com a vida doméstica e privada, inclusive, permeia bastante os ensaios onde ela analisa personagens como Jane Eyre e Catherine Ernshaw, ou ao falar da obra e vida de Jane Austen.

    Além disso, Virginia Woolf também trata bastante da literatura modernista. Da forma como ela vem para se afastar de modelos mais comerciais, romances mais circunspectos, para expandir em criatividade e inventividade, para fazer e responder perguntas mais filosóficas. Livros com um propósito além do entretenimento.

    Confesso que quando os textos fugiam um pouco da questão feminina, eles também fugiam um pouco do meu interesse - e as vezes até me deixavam sentindo como o meme da Nazaré. Mesmo que diferente do que eu estava esperando, Mulheres e Ficção foi uma leitura bastante interessante e que me deixou ainda mais curiosa para Um teto todo seu - que se apresenta inteiramente como uma análise das mulheres na literatura.

    Por fim, só fica aqui o meu apelo para que as editoras se empenhem mais em colocar mulheres traduzindo obras como esta. Gostaria de ver mais e mais as palavras de grandes feministas interpretadas e traduzidas por mulheres que possam se identificar com o texto.

    Título original: -
    Autora: Virginia Woolf
    Tradutor: Leonardo Froés
    Editora: Companhia das Letras e Penguin
    Gênero: Não-ficção | Feminismo | Crítica literária | Ensaios
    Nota: 4

    Resenha: Mulheres e Ficção

    1. nossa super interessante essa leitura! eu só li Mr Dalloway da Virginia ha anos e tenho vontade de ler mais alguma coisa dela, ainda mais algo assim analisando outras obras com personagens femininas

      www.tofucolorido.com.br
      www.facebook.com/blogtofucolorido

      ResponderExcluir
    2. Jane Austen ♥
      Esses livros são demais.
      Beijinhos ;*

      Blog Menina Caprichosa | Canal Youtube | Facebook | Insta

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.