Resenha: A pequena livraria dos sonhos

  • 09:00
  • 2 de jan. de 2020
  • Resenha: A pequena livraria dos sonhos

    A Pequena Livraria dos Sonhos foi um dos adquiridos que vocês viram no último book haul. É um livro do novo selo da editora Arqueiro chamado Romances de Hoje. A Arqueiro já é referência, pelo menos para mim, nos romances de época. Esse novo selo acho que veio para ficar e eu como fã de romance, comemoro muito.

    Sinopse: "Nina é uma leitora voraz que sonha em ter a própria lojinha de livros. Só que a vida real é um pouco mais complicada que as histórias que ela ama ler, o que ela descobre quando se muda para as lindas Terras Altas da Escócia para transformar seus sonhos em realidade… Tentei escrever o tipo de livro que adoro – convidativo, engraçado (ESPERO), com caras gatinhos (LÓGICO), mas também totalmente dedicado a nós, amantes de livros: os leitores.Venha se juntar à nossa turma!" Beijos, Jenny. Nina Redmond é uma bibliotecária que passa os dias unindo alegremente livros e pessoas – ela sempre sabe as histórias ideais para cada leitor. Mas, quando a biblioteca pública em que trabalha fecha as portas, Nina não tem ideia do que fazer. Então, um anúncio de classificados chama sua atenção: uma van que ela pode transformar em uma livraria volante, para dirigir pela Escócia e, com o poder da literatura, transformar vidas em cada lugar por que passar. Usando toda a sua coragem e suas economias, Nina larga tudo e vai começar do zero em um vilarejo nas Terras Altas. Ali ela descobre um mundo de aventura, magia e romance, e o lugar aos poucos vai se tornando o seu lar. Um local onde, talvez, ela possa escrever seu próprio final feliz.

    Escolhi ler esse em específico por ter gostado muito do título e me identificado com a personagem principal já na sinopse. Amo ler e realmente não sei o que faria sem meus livros a tira colo todos os dias. Essa é a Nina.

    Ela é bibliotecária, trabalha em uma biblioteca pública e tem mais livros do que pode abrigar. Então, além de ser como nós, leitora ávida, ainda trabalha com livros o tempo todo.
    Porém sua vida muda de uma hora para outra quando a biblioteca anuncia que irá fechar, assim como está acontecendo com muitas bibliotecas na Inglaterra. Não sabendo o que fazer, já que ela respira livros o tempo todo e não é capaz de fazer outra coisa, ela decide abrir uma livraria.

    Não sei se todos que leem aqui tem noção disso, mas viver no mundo editorial, de forma geral, é muito difícil. Isso não é só no Brasil. A autora expõe um pouco isso desde o fechamento da biblioteca para tornar o lugar um centro multimídia, muito mais atrativo nos tempos atuais do que várias fileiras de livros. Até mesmo quando mostra a dificuldade de Nina com a livraria.

    Na maior parte da vida, o mundo lafora era apenas algo do que se proteger enquanto ficava em casa com um livro.

    Ela vive em uma cidade grande, com outras livrarias, tornando difícil ser competitiva a ponto de bancar um aluguel. Por isso, Nina tem a brilhante ideia de abrir uma livraria móvel dentro de uma van. Mas primeiro, ela precisa de uma van.

    Vemos a personagem lutar em vários momentos do livro contra o machismo, já que ela é pequena e delicada demais para dirigir uma van daquele tamanho. Ela precisou ser persistente para conseguir a van e depois a licença para estacionar.

    Por ser uma cidade grande, é tudo muito burocrático e ela não consegue a licença, mas ela encontra o lar em uma pequena cidade da Escócia que me fez viajar nas páginas imaginando o lugar. A primeira vez na Escócia a gente não esquece.

    Confesso que o livro me conquistou logo na dedicatória. Se você não tem o costume de ler a dedicatória, adquira. As vezes temos surpresas bem agradáveis ao ler a dedicatória, como foi o caso.

    - [...] Jogos são legais, mas, no fim das contas, você continua vendo coisas na tela e apertando botões. Ler é existir na história.

    Mas lógico que não é só de dedicatórias que o livro vive. Os personagens foram bem desenvolvidos e ver o crescimento da Nina e como isso faz com que ela mude as pessoas ao redor dela torna o livro fascinante.

    Ela muda uma cidade inteira ao chegar com as suas ideias malucas, mas que dão muito certo. Alguns personagens que devo destacar aqui é a Ainslee, uma adolescente tímida que adora livros e que tem uma relação muito complicada com a família e que ajuda Nina na livraria. Ver as mudanças de humor dela como adolescente e entender essa relação com a família não é fácil, mas Nina se apega a menina e não desiste. Além de Ainslee, temos o irmão dela, agitado e que não gosta de ler, até Nina encontrar o livro certo para ele.

    Malek é outro dos personagens que conhecemos, um dos primeiros, inclusive. Ele é um homem misterioso que também está longe de casa e aos poucos vamos descobrindo cada vez mais sobre ele.

    Lennox, o dono do local onde Nina vai morar, ranzinza até o último fio de cabelo também acaba se divertindo com o jeito espontâneo de Nina. Apesar de não se darem bem no início, conforme Nina vai se encaixando na cidade nova, ele acaba aceitando a garota também.

    - Acho bom esse troço não atropelar nenhuma da minhas galinhas.
    - Ai meu CARRO .

    O fato da história se passar em uma cidade pequena só torna tudo mais aconchegante no livro. Todos ali se conhecem e praticamente todo mundo cresceu ali na cidade, é como uma grande família. É adorável ver como todo mundo se ajuda e prestigiar uns aos outros faz parte de ser essa família que eles são.

    Eu não consigo descrever como fiquei envolvida emocionalmente com essa história, de verdade. Eu estava ali na Escócia junto com a Nina e todos os personagens. Os melhores livros têm essa capacidade.


    Resenha: A pequena livraria dos sonhos

    Apesar disso, o romance que dá titulo ao gênero fica um pouco enrolado demais. Só vai efetivamente acontecer lá para o final. Me irritou um pouco romance demorar esse tanto para acontecer e se desenrolar em uma velocidade absurda. Fiquei com a sensação de a autora olhar e pensar “nossa, eu tenho que desenrolar isso aqui logo, já estou no limite de páginas, vamos resolver tudo já”. Se isso não tivesse acontecido, o livro teria ganhado cinco estrelas sem nem parar para pensar.

    Ainda assim, a trama me encantou e meu coração de leitora ficou bem quentinho ao ler e finalizar com aquele famoso gostinho de quero mais. Pena que as histórias são independentes, pois eu queria mais da Nina.

    Título original: The Little Shop of Happy Ever After
    Autora: Jenny Colgan
    Editora: Arqueiro
    Tradução: Thaís Paiva
    Gênero: Romance
    Nota: 4

    1. Esse livro é muito fofo, amo a capa dele. Espero ler ele em breve, porque deve ser um romance de aquecer corações!
      http://blog-apaixonadaporpalavras.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    2. Ainda não li nada desse selo da Arqueiro, mas pela sua resenha parece aquela história que amo ler para curar ressaca.
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir
    3. Olá...
      Adorei a sua resenha!
      Esse livro está na minha lista de desejados e estou simplesmente loooooouca pra ler! Seus comentários a respeito me fizeram desejar a leitura ainda mais, já que parece ser exatamente o tipo de leitura que curto <3
      Bjo

      http://coisasdediane.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    4. Raquel que resenha perfeita, eu amei! Estava em dúvida se iria gostar ou não desse livro e acabei me identificando tanto que quero começar a ler para ontem já. Os Delírios Literários de Lex

      ResponderExcluir
    5. Olá, Raquel.
      Eu já li livros das autoras que estão sendo publicadas nesse selo e gosto delas. E essas capas são maravilhosas. Mas como tenho pouco espaço aqui em casa e quando entre um livro novo tem que sair um antigo, decidi que não vou comprar eles. Pelo menos não os físicos. Vou ver se compro eles em ebook hehe.

      Prefácio

      ResponderExcluir
    6. Oi, Raquel
      Comprei o livro porque o enredo me chamou atenção mas ainda não fiz a leitura, só sei que tenho certeza que vou gostar. Eu amo romances britânicos, são leves e divertidos!
      Beijo
      https://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.