Controle remoto: Para todos os garotos - PS.: Ainda amo você

  • 09:00
  • 25 de fev. de 2020
  • Para todos os garotos - Ps Ainda amo você

    Não é segredo para ninguém que a gente aqui do blog ama a trilogia Para todos os garotos que já amei e nossa preciosa Lara Jean. A adaptação da Netflix, baseado no livro homônimo de Jenny Han, já está na plataforma e já assisti. Vem ver o que achei!

    Lara Jean (Lana Condor) e Peter Kavinsky (Noah Centineo) que agora são um casal real. No último filme, as cartas de amor de Lara Jean foram enviadas, revelando seus mais profundos sentimentos. Uma delas chegou para o namorado da irmã de Lara Jean, Margot. Para evitar maiores problemas do que já tinha causado, Lara Jean começa a fingir que namora Peter Kavinsky, outro destinatário das cartas.

    Acontece que os dois acabam se apaixonando e nesse segundo filme o relacionamento se consolida. Lara Jean está nas nuvens com o namorado e suas primeiras vezes reais: o primeiro beijo de verdade, o primeiro encontro de verdade... Mas algumas coisas perturbam a cabeça da nossa preciosa Lara Jean.


    Um outro dos seus antigos amores reaparece na sua vida: John Ambrose (Jordan Fisher). Ele foi outro dos destinatários das cartas enviadas e agora está novamente perto da Lara Jean, pronto para confundir seus pensamentos e sentimentos. 

    O namoro de Lara Jean já tem algumas crises. Ela não sabe exatamente como se comportar como namorada e isso se torna um problema para ela, além de ter que lidar com a ex-namorada de Peter, Genevieve (Emilija Baranac), de quem a nossa Lara Jean tem bastante ciúmes.

    O filme é bem leve e envolvente, perfeito para qualquer momento. O seu dia pode ter sido péssimo, coloca a Lara Jean, Peter, John, Kitty e Stormy na sua frente e pronto, já está tudo bem e feliz de novo.


    Kitty, a irmã mais nova de Lara Jean, está mais engraçada do que no filme anterior e sua participação é ótima, embora não tão frequente quanto eu gostaria. Já Stormy é uma idosa do lar que Lara Jean é voluntária e se torna uma excelente conselheira, mostrando para Lara Jean o que ela precisa: uma mulher forte, pronta para ajudar e te levantar se você precisar de uma mão amiga ou um ombro para chorar.

    Durante todo o filme fiquei envolvida no dilema da Lara Jean e sua decisão. Até eu fiquei divida entre o Peter e o John; é difícil demais escolher, te entendo, LJ. Por fim, não posso deixar de destacar aqui uma cena MA-RA-VI-LHO-SA que reforça a rivalidade feminina que precisamos ver MENOS nos filmes, principalmente os de adolescentes. Não só deixar de ver, como aplicar nas nossas vidas também. Não adianta nada assistir e não processar a mensagem, hein?

    Vou deixar o trailer aqui para vocês e corram lá no Netflix ver essa delícia de filme!

    1. Oi Raquel,

      Eu também gostei do filme e realmente é verdade, se seu dia estiver ruim ou triste basta ver esse filme para alegrar.
      A história é muito fofa. Ansiosa pelo terceiro.

      Bjs e uma boa semana!
      Diário dos Livros
      Conheça o Instagram

      ResponderExcluir
    2. Olá, Raquel.
      Eu li somente o primeiro livro, não quis ler os outros porque achei que a história estava muito bem terminada em um só. Mas assisti o segundo filme e gostei bastante. Também fiquei dividida entre os dois, mas ainda assim a minha torcida era pelo Peter. Também senti falta de mais Kitty nos dois filmes hehe

      Prefácio

      ResponderExcluir
    3. OI Raquel
      Eu super amei esse segundo filme, mas concordo com algumas opiniões de que o roteiro foi rápido demais, então não me deixou tão envolvida quanto o primeiro. Mas como já li o livro, eu sempre gosto das adaptações.
      Beijo
      https://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
    4. Oi Raquel, eu tb curti o dilema, achei bem interessante e o filme de modo geral tb me agradou. Só não gostei da resolução, achei que tudo se resolveu fácil demais rs

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
    5. Olá
      Eu achei esse filme uma gracinha. Eu não li a trilogia, infelizmente, mas estou acompanhando os filmes e estou curtindo muito a história da Lara Jean, e sim, é muito difícil escolher entre os dois boys perfeitos que ela tem nesse filme (esse é o tipo de problema que eu queria ter).

      Vidas em Preto e Branco

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.