Resenha: Levana

  • 09:00
  • 24 de fev. de 2020
  • Resenha: Levana

    Levana é um prequel da série Crônicas Lunares, escrita pela queridíssima Marissa Meyer, que serve para apresentar um pouco do passado da terrível e adorada vilã de mesmo nome. Uma novela rápida que dá voz aos motivos que levaram Levana a se tornar a rainha má.

    Sinopse: Quem é a verdadeira mulher por trás da fascinante vilã que perpassa as histórias de Cinder, Scarlet, Cress e Winter? Neste spin-off da série de contos de fadas futuristas Crônicas Lunares, a autora Marissa Meyer revela o passado e as motivações de Levana, a cruel rainha que sonha em governar o povo de Luna. Filha mais nova ofuscada pelo brilho e charme da verdadeira herdeira do trono, sua irmã Channary, Levana teve o rosto desfigurado por queimaduras na infância e aprendeu a se camuflar, manipulando todos a sua volta com uma beleza fictícia. Assim, conquistou à força o amor de Evret Hayle, por quem sempre foi apaixonada, tornando-se madrasta de Winter quando ele perdeu a esposa no parto da filha. E seu próximo passo é tomar o trono definitivamente.

    Esta resenha pode conter alguns spoilers sobre a personagem, mas nada que afete a leitura da série.

    Conhecemos Levana nas Crônicas Lunares como uma rainha ambiciosa que não mede esforços para conseguir o que quer; manipuladora, vil e perversa, ela é, em definição, a rainha má encorporada dos contos de fadas. Mas o que a levou a se tornar esse monstro? Por que Levana escolheu a crueldade em vez da justiça?

    Essa novela de 256 páginas apresenta a rainha quando ainda era princesa; recém órfã de pais, tudo que Levana tem é a companhia de sua irmã, a sádica e problemática Channary, e de uma corte real solitária e frívola. Luna é um ambiente de aparências, onde o glamour - seu poder de encantamento - move as pessoas. É através dele que Levana esconde sua aparência e seus traumas; é através dele que Levana consegue o que quer.

    Eu gostei desse livro por um simples motivo: Marissa apresenta a origem da vilã sem nunca justificar suas atitudes. Entendemos porque Levana é fria, porque tem traços sociopatas e obsessivos. Compreendemos seus traumas e o que fizeram com sua mente, mas nunca em tom condescendente. Se essa obra serviu para alguma coisa, foi para me fazer odiá-la ainda mais.

    Levana sabia muito sobre beleza, assim como sabia muito sobre feiura.

    Porque onde tem explicações também tem os primeiros traços de que ela se tornaria uma vilã. Onde somos apresentados ao seu passado traumático também somos apresentados aos momentos em que ela escolheu a perversidade à empatia.

    Levana é uma garota acostumada a ter muito fácil, mas não as coisas importantes. Onde há riqueza e vastidão em seus arredores, há falta de carinho e amor. O que ela mais deseja, esse pertencimento e entrega e a sensação de receber empatia de volta - ainda que não apresente motivos para tal - ela arranca à força dos outros. O amor que almeja, ela rouba. O poder que de repente se torna tão essencial, ela conquista através da manipulação.


    Resenha: Levana

    Sua relação com Channary talvez seja o pináculo principal para quem Levana se tornou. Um reflexo da crueldade da irmã mais velha, apesar de se dizer tão diferente dela. Uma sombra muito mais perigosa, construída através de sorrisos e de fragilidade. Onde Channary era descaradamente psicótica, Levana se esconde para mascarar os mesmos traços.

    Ali, entre o coração partido e a solidão, havia amor. Tão aberto e intenso que roubou o fôlego de Levana. O que ela não daria para ser olhada assim.

    O livro serve para falar um pouquinho sobre a origem de quase todos os protagonistas da série original, contando com aparições importantes que rendem o famoso "OLHA FULANO ALI!". Um detalhe em especial, relacionando Levana a uma das personagens-chave de Crônicas Lunares, foi escancarado pela narrativa em uma cena de apertar o coração, tamanho nervosismo. Você sabe tudo que vai acontecer, mas é impossível não se sentir desesperada com o andar da trama mesmo assim.

    Levana é uma leitura essencial para fãs das Crônicas Lunares. O tipo de prequel que humaniza, mas não justifica as problemáticas de uma personagem tão icônica em toda sua existência. E garanto que é impossível terminar de ler sem ter vontade de voltar para a série - que é o que eu vou fazer muito em breve.

    Título original: Levana
    Autora: Marissa Meyer
    Editora: Rocco Jovens Leitores
    Tradução: Regiane Winarski
    Gênero: Ficção científica
    Nota: 5

    1. Oi, Denise
      Eu super gostaria de ler esse livro. As Crônicas Lunares é uma das poucas séries que eu realmente amei e desde que eu soube que tinha um livro sobre a Levana eu me interessei, eu adoro o jeitão dela, é um dos meus vilões favoritos.
      Beijo!
      https://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Mi!
        A história da Levana é realmente muito interessante, se tu curtiu as Crônicas essa é uma leitura super válida pra entender mais sobre o monstro que ela se tornou. Vai na fé!

        Bjs,
        Nizz.

        Excluir
    2. Oi De,
      Eu tenho Cinder aqui há uns 2 anos parado na estante e ainda não me arrisquei a ler. Que vergonha, eu sei.
      Vou me programar para isso mudar ainda nesse primeiro semestre!
      beeeijos
      http://estante-da-ale.blogspot.com/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Alê!
        AAAAAAAAAAA leia sim, por favor KJNAOUFASBGSUBAAG tu vai adorar. É uma das poucas séries literárias que só fica MELHOR e AI MEU DEUS PERFEITO a cada livro que passa! E os ships KASOUFABOUGBAGOGASGAS

        Bjs,
        Nizz.

        Excluir
    3. Eu vi o livro no skoob e me atrai muito! Eu amei as capas.
      Beijo,

      Marcelamirandadesigner.blogspot.com/

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oi, Marcela!
        Se tu conseguir ler algum dia, vale muito <3 e sim as capas são lindaaas!

        Bjs,
        Nizz.

        Excluir
    4. good..
      http://max-bd.com/

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.