Resenha: Devoted

  • 09:00
  • 5 de mar. de 2020

  • Resenha: Devoted

    Devoted, romance da Jennifer Mathieu - que escreveu Moxie, queridinho aqui do blog - começa dentro de uma igreja, o que dá o contexto do porquê a vida da protagonista Rachel ser tão controlada pelos pais.

    Sinopse: Rachel Walker é devota a Deus. Ela ora todos os dias, frequenta a Igreja Cristã do Calvário com sua família, ajuda a cuidar de seus cinco irmãos mais novos, veste-se modestamente e se prepara para ser esposa e mãe que serve ao Senhor com alegria. Mas Rachel está curiosa sobre o mundo do qual sua família se afastou e descobre cada vez mais que nem a igreja nem a educação em casa têm as respostas que ela deseja. Rachel sempre encontrou consolo em suas crenças, mas agora não consegue se afastar da sensação de que sua devoção pode destruir sua alma.



    Eles fazem parte de uma comunidade cristã na cidade de Clayton, no Texas. A igreja Clayton’s Calvary é levada a pulso firme pelo pastor, que doutrina seus fiéis com base em suas interpretações da bíblia e dos ensinamentos.

    Nascida em uma família com 9 irmãos, Rachel é uma boa menina e está sempre pronta para ajudar sua mãe nos cuidados com os irmãos mais novos. Mesmo tendo 3 irmãos mais velhos, Rachel e sua irmã mais nova Ruth são as responsáveis pelas tarefas domésticas e cuidados com os mais novos.

    Logo nos primeiros capítulos, a mãe da protagonista passa por uma situação delicada de saúde e acaba se ausentando das tarefas domésticas por algum tempo e todos os cuidados da família ficam sob responsabilidade de Rachel - que vive seus 17 anos e Ruth, com 13. E é neste momento que Rachel começa o seu despertar. Ela começa se questionar sobre muitas coisas e começa a compreender, ainda que de maneira bem superficial, a sociedade machista em que ela está inserida.

    O isolamento das famílias que frequentam a Clayton’s Calvary é tanto, que as crianças são educadas em casa, pelos familiares. Sendo a própria a principal responsável pela educação de seus irmãos. Ou seja, além das tarefas domésticas tradicionais, cuidados básicos com os irmãos, ela ainda precisava dar aulas para eles e fazer as vezes de uma professora. E por isso a jornada na personagem é muito especial. Ela por si só começa a desenvolver um pensamento mais crítico, sem influências externas e passa a questionar a si mesma se a vida ideal que seus pais planejaram para ela, é o que ela de fato quer para si.

    Resenha: Devoted

    Apesar de todo isolamento, Rachel ainda possui um único contato com o mundo externo, por meio de um computador que é usado para assuntos da empresa da família. Seu uso é restrito, tendo autorização somente para auxiliar ao do pai com as contas e informações dos negócios. E esse vai ser o meio que vai permitir que ela tenha sua libertação das amarras da religião e da família.

    Rachel vive uma vida extremamente regrada em que todos os seus passos são controlados pelo pai ou até mesmo pela comunidade, que mantém-se sempre em vigia sobre seus membros. E para mim, ela poderia ter se desenvolvido cheia de traumas e inseguranças, porque o terror e o medo de um Deus que castiga sempre foi algo presente na vida da personagem porém, ao contrário disso, ela demonstra força e segurança sobre o que busca para sua vida.

    A volta de Lauren, ex-membra da Clayton’s Calvary, traz à tona muito sobre sororidade e cumplicidade feminina. E é sem dúvida uma peça-chave na evolução de Rachel.

    Esse livro me surpreendeu muito positivamente. Quando comprei e até quando comecei a lê-lo, achei que teria uma pegada mais adolescente rebelde. Algo como “uma garota que se revolta com a vida regrada e resolve usar drogas e fazer tudo de qualquer jeito”, mas muito pelo contrário, a evolução de Rachel é algo totalmente consciente e muito maduro. Existe uma linearidade, não perdendo sua essência em momento nenhum.

    Adorei Devoted e já quero ler mais coisas da Jennifer Mathieu.

    Título original: Devoted
    Autora: Jennifer Mathieu
    Editora: Roaring Brook Press
    Gênero: YA
    Nota: 4

    1. Oi!
      Eu não conhecia esse livro mas achei bem legal esse tema, principalmente porque estou lendo Prelúdio sombrio que falam sobre seitas e sua visão deturpada da Bíblia e como eles abusam da inocência e das crenças das pessoas, principalmente ao subjugar mulheres.
      Super gostaria de ler!
      Beijo
      http://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
    2. Nunca li nada dessa autora. Amei sua resenha, a capa desse livro é linda demais! ❤

      https://www.kailagarcia.com

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.