Controle remoto: A morte te dá parabéns

  • 09:00
  • 10 de jun. de 2020

  • A morte te dá parabéns chegou recentemente na Netflix e eu aproveitei toda minha curiosidade com essa história pra finalmente assistir. O controle remoto de hoje é pra falar o que achei da experiência!

    Na história, Tree desperta para seu aniversário e mais um dia normal em sua faculdade - até que, durante a noite, ela se depara com um estranho mascarado e é assassinada. Só pra acordar no mesmo dia, do mesmo jeito, e reviver essa situação de novo e de novo, incluindo seus assassinatos, até entender o que diabos está acontecendo em sua vida.

    O Feitiço do Tempo encontra Pânico e outros slashers nessa história, e do começo ao fim eu me vi entretida e tensa com o desenrolar da trama.


    Toda a questão da caçada à Tree e o motivo dos assassinatos ajuda a te desesperar e criar curiosidade. Você, tal como a protagonista, não entende o que está acontecendo - por que o dia se repete, por que ela está presa nesse looping infinito e por que tem alguém querendo matá-la tão incessantemente. A graça do filme está justamente nisso.

    Porque não, não é um filme aterrorizante e horrendo. É um slasher cheio de humor e que se aproveita da irreverência e da explosividade que é sua personagem principal pra dar alma pra história; a Tree é uma jovem cheia de espírito e de saco cheio de toda essa situação, mas determinada a se livrar dela. É uma das protagonistas que eu mais me diverti acompanhando - e torcendo pelo seu sucesso.

    Ela é brilhantemente interpretada pela Jessica Rothe, e quase todo o crédito do carisma desse filme vai pra ela. Do começo ao fim, nos ligamos à personagem, à sua história, aos mistérios permeando ela - o motivo de a Tree não gostar do próprio aniversário, as ligações perdidas, e até POR QUE ela parece presa nesse dia infernal - até a resolução.

    A reviravolta final foi uma das poucas em filmes do tipo que eu previ, mas não tira o crédito dela por isso. Pode não ser um plot twist gigantesco, mas choca e é bem resolvido e explica tudo que rolou até então.


    Todos os detalhes ao redor da Tree e as dezenas de mortes e os personagens ajudando a construir o mistério são ótimos; desde a líder da irmandade na faculdade até o médico charmoso e problemático e o garoto simpático que está no quarto onde a Tree acorda todo dia. É tudo bem encaixado e explicadinho.

    A morte te dá parabéns é um filme rápido, cheio de tensão e de boas risadas pra quem tá procurando uma sessão de cinema pra divertir e pra assustar. Um dos melhores slashers que assisti nos últimos tempos.

    1. Oi Dê, acredita que não vi até hoje. Mas quero muito, parece um trash mega divertido mesmo!

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
    2. Oi Denise,

      Eu lembro que assisti esse filme no cinema e me diverti muitoooo. Adorei os atores e saber que ele finalmente entrou na Netflix! Também já suspeitava do plot do final, mas foi impactante mesmo assim haha

      Beijo,
      Fantasma Literário

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.