Resenha: O segredo de Emma Corrigan

  • 09:00
  • 2 de jun. de 2020
  • Resenha: O segredo de Emma Corrigan

    O segredo de Emma Corrigan é um romance chick-lit da Sophie Kinsella, muito conhecida pela série da compradora compulsiva Becky Bloom. Publicado no Brasil pela editora Record, teve seu primeiro lançamento no ano de 2003.


    Sinopse: Emma Corrigan tem alguns segredinhos... Mas quem não tem? Durante uma viagem de avião bem turbulenta, Emma acredita que não sobreviverá aos solavancos, e acaba contando todos – mas todos! – os seus segredos para o homem sentado na poltrona ao lado. Quando a aeronave pousa em segurança, ela pede desculpas ao companheiro de voo pelo desabafo, pensando que nunca mais veria aquele estranho bonitão. No dia seguinte, no entanto, ela descobre que seu colega de viagem era ninguém menos que Jack Harper, um dos fundadores da grande Corporação Panther, empresa na qual Emma trabalha como assistente de marketing. E que seu encontro desajeitado com o milionário a colocaria na maior confusão.

    Emma, personagem que dá nome a história, é uma mulher cheia de confusões e inseguranças. Não entende muito bem seu trabalho ou o porquê foi parar lá, tem uma relação super desconfortável com a família e, embora namore um cara "perfeito", não está apaixonada por ele. Não existe um único fator na vida dela que esteja devidamente resolvido, ou com qual ela não tenha um outro segredinho sobre.

    É por isso que, durante uma turbulência em um voo, Emma acaba desabafando cada pequeno segredo que carrega dentro de si para o seu companheiro de viagem. Desde coisas como o fato de colocar suco na planta da colega irritante de trabalho, a já ter tido um sonho erótico com a colega de apartamento e até ao fato de ter mentido o peso para o namorado.

    O que ela não tinha como imaginar é que:
    1) eles sobreviveriam;
    2) ela veria ele novamente;

    3) ele é o dono da empresa onde ela trabalha.

    O mundo de Emma acabou e ela só pode estar presa no purgatório a espera para ser julgada por todas suas mentiras e segredos. Porque é claro que Jack, o milionário dono da empresa, lembra de cada detalhe das coisas que ela o contou. Envolta nessa armadilha e tentando lidar com a forma como os sorrisos e comentários do homem a deixam confusa e alvoroçada, ela está em uma corrida contra o tempo para que Jack vá embora antes que algo mais drástico aconteça.

    Como todo bom chicklit, o livro entrega humor, romance e uma guinada tanto profissional quanto amorosa na vida da protagonista. E Emma precisava disso, desesperadamente. Confusa e sem rumo, a personagem se perde em seus segredos e na incapacidade de tomar para si o poder de defesa. Principalmente em relação a família. No lugar dela eu já teria surtado há muito tempo. Bem casos de família, alguém chama a Cristina Rocha!

    No quesito romance, gostei do modo como a Sophie desenvolveu a relação. Embora tenho sido rápida quanto ao quesito atração, o primeiro encontro da Emma e do Jack foi uma surpresa muito grata. Da mesma forma, o plot final envolvendo o romance e a mancada de um dos dois - e que mancada! -, achei sensacional. Eu teria feito um drama gigantesco e feito a outra pessoa pedir perdão de joelhos e mais, se fosse a personagem ofendida, mas daí também é porque minha lua em escorpião adora fazer a vingativa. 

    As ressalvas que eu tenho ficam principalmente em relação a Jemima, uma das colegas de apartamento da Emma. Odeio a forma como a Emma e a amiga tratam ela, assumindo que apenas por ela ser uma pessoa má e difícil elas possam ter direito a usar suas roupas e calçados. Uma personagem ser maldosa e errada não significa passe livre para que as demais façam esse tipo de coisa. Como, por exemplo, em uma cena onde uma das meninas lhe dá um tapa na cara. Jemima errou? Sim. Meteu-se onde não devia? Sim. Mas ela fez isso tentando ser uma boa amiga, a única vez no livro todo onde ela tem esse tipo de atitude, mesmo que do seu modo deturpado.

    O segredo de Emma Corrigan é uma leitura leve, rápida e que fará você rir. Recomendo para todos os fãs de um bom chick-lit e de uma comédia romântica daquelas!

    p.s.: para quem ficou interessado em saber mais, o livro foi adaptado e seu elenco conta com ninguém menos que Alexandra Daddario (nossa eterna Annabeth Chase) como Emma e Tyler Hoechin (isso mesmo, o Derek de Teen Wolf) como Jack. Confiram o trailer!

    Título original: Can you keep a secret?
    Autora: Sophie Kinsella
    Editora: Record | BestBolso
    Tradução: Alves Calado
    Gênero: Chick-lit
    Nota: 3,5

    1. Oi Eduarda
      Eu achei esse livro mega divertido e um dos meus favoritos da autora, mas o que me incomodou foi o envolvimento rápido da Emma com o Jack. Tipo, ela mal tinha saído de um relacionamento e tava com outro. Isso particularmente me incomodou mas no geral eu ri horrores e acho válida a indicação.
      Beijo!
      https://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
    2. Oi, Eduarda

      Chick-lit não é meu forte, e no único contato que tive com a autora acabei não gostando nada do livro, que no caso foi "Mas tem que ser mesmo para sempre?".
      Eu tenho interesse em dar outra chance para ela, afinal, quando se fala no gênero ela é uma das autoras mais famosas, mas isso será feito mais para frente e quem sabe com esse livro.

      Beijos
      - Tami
      https://www.meuepilogo.com

      ResponderExcluir
    3. Oi Eduarda, eu não li todos da autora, mas dos que li esse é meu favorito, eu ri demais com as atrapalhadas da Emma e quero conferir a adaptação também.

      Bjs, Mi

      O que tem na nossa estante

      ResponderExcluir
    4. Oi! Amei a resenha e estou muito animada para ler esse livro. Obrigada!

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.