Controle Remoto: Control Z

  • 09:00
  • 2 de jul. de 2020
  • Controle Remoto: Control Z

    A série teen espanhola, que chegou na Netflix nos últimos meses, traz uma plot bastante atual: o uso das redes sociais como um espaço para a prática de bullying e a manipulação de tudo que vemos por aí.



    Na trama, um hacker começa a liberar os segredos dos alunos de um colégio, criando caos completo. É então que Raúl procura Sofía, uma garota quieta, considerada a esquisitona da escola, mas com um grande poder de dedução, para ajudá-lo a encontrar o culpado.



    Conforme a busca se intensifica, mais próximos ficam Raúl e Sofía. Mas logo as ações do hacker começam a colocar a vida dos alunos em risco, colocando uns contra os outros e fazendo com que seja ainda mais perigoso confiar em qualquer pessoa.


    Controle Remoto: Control Z

    Não sou muito fã dessas histórias com adolescentes super perspicazes e reencarnação do Sherlock Holmes, porque vamos combinar, né. Até um tempo atrás eles estavam comendo sabão em pó para um desafio da internet.



    Mas Control Z foi me conquistando. As personagens estão longe de serem boazinhas, todo mundo tem um segredo a esconder e isso torna a dinâmica da série bem legal.



    Fique com um pé atrás no começo, com a Sofía de protagonista, mas ela acabou se mostrando melhor do que eu esperava. Destaco também Raúl e Javier, que acabam se envolvendo com ela e a busca pelo hacker, já que conseguiram me envolver.



    Control Z também é uma série fácil de assistir. Você não vê a hora passar e ela também não se enrola muito nos acontecimento. Embora tenha lá seus momentos previsíveis - e outros que eu fiquei MINHA FILHA, CONTA PARA UM ADULTO - me lembrou bastante os livros de mistério adolescente que já.



    Controle Remoto: Control Z

    A série também tem um "que" de Gossip Girl e qualquer série adolescente onde todo mundo pega todo mundo. Em Control Z a coisa fica bem entre o círculo de amigos, o que é fatal para criar os segredos e os plot points da próxima tempo - que já foi confirmada.


    Por fim, gostei bastante da revelação de quem era o hacker - apesar de ter sido daquele jeito bem dramático e próprio de série teen, né. O fim da temporada deixou um gancho bem forte para a segundo, com aquele gosto de "e agora?" e diversas pontas soltas que precisam ser resolvidas.

    Deixo vocês com o trailer de Control Z, disponível no catálogo da Netflix.


    1. Olá Bianca.
      Também assisti e gostei. Claro que tem algumas cenas pouco credíveis para serem protagonizadas por adolescentes, mas prende-nos do início ao fim.
      Espero que a segunda temporada cumpra as expetativas.
      Beijo
      Mundo da Fantasia

      ResponderExcluir
    2. Oi, Bibs
      Eu acho muito legal mostrar toda a problemática da internet. Caramba, todo dia eu entro no twitter e tem uma treta envolvendo alguém. Tá tudo tóxico e as coisas são potencializadas por estarmos 100% conectados, sabe? Com certeza seria uma série que eu daria uma chance hahah só não sou muito fã das tramas espanholas, mas vamos tentar.
      Beijo
      http://www.capitulotreze.com.br/

      ResponderExcluir
    3. Oi, Bianca! Adorei a dica. Confesso que tenho interesse em assistir a série, mas vi gente comentando que não gostou e isso me desanimou um pouco... Lendo seu post, acho que vou dar uma chance, rs!

      Beijos!

      Gêmeas De Rosa
      Facebook | Instagram | Pinterest

      ResponderExcluir
    4. Olá Bianca,
      Eu ri do comendo sabão em pó haha. Mas apesar disso, adolescente investigando não me incomoda tanto em séries tanto assim. No geral elas me divertem. Gostei do seu post, não sabia que ela era mais uma das séries espanholas, e quero tentar assistir.

      Beijo!
      www.amorpelaspaginas.com

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.