Resenha: Os Bons Companheiros

  • 09:00
  • 14 de set. de 2020
  • Resenha: Os Bons Companheiros

    Os Bons Companheiros é um dos mais recentes lançamentos da coleção Crime Scene, da editora Darkside - que cedeu este exemplar para resenha. O livro é um prato cheio a respeito da história da máfia italiana nos Estados Unidos, com ficção e fatos reais muito bem intrincados numa trama fascinante.

    Sinopse: O íntimo relato do mundo repleto de riscos do que alguns chamam de Máfia. Assim é Os Bons Companheiros, livro de não ficção escrito por Nicholas Pileggi, publicado originalmente em 1985, e base para o clássico filme dirigido por Martin Scorsese em 1990. Nele, acompanhamos a história de Henry Hill, nascido no Brooklyn, em Nova York, com mãe de origem siciliana e pai de descendência irlandesa, que já aos doze anos passa a integrar uma gangue de mafiosos da vizinhança como garoto de recados. Pileggi reconstrói a vida e trajetória de Hill com o bando controlado pela família Lucchese — considerada a mais poderosa das cinco famílias mafiosas originais da cidade — em detalhes fascinantes e brutais, em uma narrativa permeada de violência, loucuras, golpes e seu conhecido código de honra. O protagonista esteve envolvido no dia a dia da família mafiosa por quase três décadas, até 1980, quando foi preso sob acusação de tráfico de drogas. Com o risco de encarar uma longa prisão, sem falar na possível execução por seus ex-chefes, Hill entrou para o Programa Federal de Proteção à Testemunha, delatou seus antigos colegas e ajudou a enviar dezenas de pessoas para a prisão. Aproximou-se então do jornalista Nicholas Pileggi, conhecido pelo trabalho de três décadas cobrindo o mundo do crime organizado e da Máfia, para relatar a sua história.

    O aclamado diretor Martin Scorsese abre a obra com um prefácio muito interessante sobre como ele chegou ao livro e o levou para as telonas, trabalhando junto com o autor, Nicholas Pileggi, para adaptar o roteiro. E falando por mim, esse livro foi uma experiência ótima de leitura porque acho a máfia é um assunto muito interessante. Assim como ler sobre investigações policiais é de fazer crescer a curiosidade, ler sobre o mundo do crime organizado também me enche de questões e curiosidades.

    A história acompanha o jovem Henry Hill desde sua associação com o crime até sua prisão e sentença - não é um spoiler porque é o começo da história. O pontapé inicial dessa trama toda é como o Henry veio a se envolver com esses criminosos e como se tornou uma peça tão importante da máfia durante três décadas.

    A obra de Pileggi se estende no desenvolvimento de Henry dentro do crime organizado. Ele vai de garoto de recados a confidente e então participante de tudo; desde tráfico e jogos e apostas até sequestros e roubos mais arriscados.

    Resenha: Os Bons Companheiros
    Resenha: Os Bons Companheiros

    É o tipo de livro que te prende justamente por te encher de curiosidade sobre a vida desses criminosos. A história enche as páginas de relatos sobre seus feitos criminosos, sobre sua relação com os outros membros da gangue, seu crescimento pessoal, a formação de uma família - sua esposa, Karen, é recorrente nos relatos e geralmente aparece para quebrar um pouco do encanto dos comentários do Henry. Ela é muito mais pé no chão e ciente de toda a instabilidade que era estar casada com um criminoso.

    A máfia era a família de Henry; seus irmãos e amigos com quem dividiu todos os momentos mais intensos da sua vida. E como algumas relações familiares, enquanto tem a parte próspera - que, né, envolvia crimes - também tem o lado sombrio. As traições, assassinatos, fugas e perseguições e o medo constante do que dar as costas para a máfia significaria, especialmente mais para o fim da história.

    Resenha: Os Bons Companheiros

    A edição da Darkside eu nem preciso falar, né? Linda, com uma diagramação boa e confortável para leitura. A tradução da Carla Madeira ficou ótima, e não encontrei nenhum problema na revisão. O livro é curtinho também, nem chega a ter 300 páginas, então tudo passa muito rápido e quando você já vê, está afundada naquele mundo de crimes e segredos.

    Eu com certeza entendo o fascínio por essa história e porque ela se tornou tão grandiosa e famosa com a adaptação; Os Bons Companheiros é uma leitura importante e imprescindível se você tem curiosidade a respeito da formação e da organização desse mundo caótico que envolve os mafiosos.

    Título original: Good Fellas
    Autor: Nicholas Pileggi
    Editora: Darkside
    Tradução: Carla Madeira
    Gênero: Não-ficção | Crime
    Nota: 4

    1. Oi, Deni!
      Eu estou mais animada com crime scene ultimamente, e olha que é um feito e tanto porque eu não gosto do gênero, mas esse ainda não conhecia. Na verdade eu vi a capa por aí mas não fazia a menor ideia que fosse sobre a máfia, que é um assunto que eu gosto. Vou ver se consigo ler ele futuramente!
      Beijo
      http://www.capitulotreze.com.br/?m=1

      ResponderExcluir
    2. Olá, Denise.
      Eu já não sou tão interessada no assunto mafia. Mas conforme fui lendo sua resenha a curiosidade foi me vencendo e terminei morrendo de vontade de ler o livro hehe. O ruim é que os livros da editora só dá para comprar em promoção hehe.

      Prefácio

      ResponderExcluir
    3. Eu até gosto da máfia nos EUA, mas não sei se lerei o livro. Inclusive faz anos que só ensaio assistir o filme kkkkkk
      Beijos
      Balaio de Babados

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.