Resenha: Box Mulheres Ousadas

  • 09:00
  • 15 de jan. de 2021
  • Resenha: Box Mulheres Ousadas

    Continuando então a minha loucura das compras de HQs, como vocês viram no BookHaul Amazon Prime Day, comprei um box chamado Mulheres Ousadas: Mulheres que só fazem o que querem, escrito e ilustrado por Pénélope Bagieu, e óbvio que foram os primeiros livros que li dessa compra.

    Já que vamos falar de quadrinhos, ilustrações etc, nada mais justo do que começarmos essa resenha falando sobre a ilustração do box. Os desenhos são lindos e as mulheres representadas não têm aquele ar de mulheres frágeis, muito pelo contrário. E apesar de ser um box de quadrinho, os desenhos do box são bastante minimalistas.

    Sim, esse vai ser um texto que vou degustar cada pedacinho dessas HQs. As capas dos dois volumes são lindíssimas, com uma textura macia e gostosinha de passar a mão, e algumas das mulheres às quais o livro conta a história também são representadas na capa. Os desenhos delas são cobertos por um material brilhante meio metálico. Eu me apaixonei por esses livros desde a capa.

    As histórias dos livros foram publicadas inicialmente no blog da autora, Culottées, hospedado no site lemonade.fr.

    Os livros trazem histórias de 30 mulheres de diferentes épocas que fizeram coisas que mudaram o rumo de diversas áreas. Pénélope consegue resumir bem as histórias, para que elas caibam em 3 ou 4 páginas mas de uma forma que não causa sensações de buracos.

    As narrativas são biográficas e contam os fatos acontecidos na vida de cada uma delas de forma bem humorada e incluindo algumas piadinhas. As personalidades escolhidas são de diversas áreas, tem atrizes, cantoras, cientistas, inventoras, ativistas, enfim, valorizando as mulheres em geral, sem menosprezar uma área ou outra.

    Às vezes sinto que mulheres que são cientistas ou que dominam áreas predominantemente masculinas acabam sendo mais exaltadas do que aquelas que se sobressaem em áreas por onde outras mulheres passaram. Entendo que isso pode ter a ver com a supervalorização de áreas ligadas às ciências exatas por exemplo, em que a maioria das pessoas exaltadas são homens. (Sociedade patriarcal que fala, né?). Enfim, esse quadrinho vem para desconstruir essas ideias também!

    Não sei se é proposital, mas percebi que o livro 1 traz mais histórias de mulheres que já faleceram, que viveram em outras épocas, mais longínquas. Já o livro 2, traz histórias mais recentes e de mulheres que inclusive ainda estão vivas e que ainda podemos reconhecê-las em vida. Reconhecer suas conquistas e enaltecê-las.

    Achei que conheceria a maioria das mulheres apresentadas, porém ao contrário, poucas delas eu já conhecia e isso me surpreendeu bastante. Quantas mulheres incríveis, e que fizeram coisas extraordinárias, existem e existiram e nós sequer sabemos da existência delas?

    Eu amei esse box em todos os sentidos, desde as artes, até a escolha das personalidades que estão nele, passando pela forma leve com a qual Pénélope conta as histórias. Adoraria que existissem mais volumes desse quadrinho.

    Sinopse: A musa hollywoodiana que trouxe grandes contribuições à ciência. A primeira astronauta negra a participar de uma missão espacial. A ginecologista que se disfarçava de homem para poder tratar suas semelhantes. A aristocrata síria que largou tudo para lutar ao lado dos oprimidos. Essas são algumas das histórias reais e inspiradoras de mulheres que compõem a brilhante galeria reunida neste box exclusivo. Em cada um dos dois volumes, Pénélope Bagieu traça, com humor e sagacidade, quinze retratos de mulheres excepcionais que enfrentaram a pressão social de seu tempo e se tornaram donas de seus próprios destinos. Ousadas recebeu o prestigiado prêmio Eisner 2019 de Melhor Obra Estrangeira Publicada nos Estados Unidos.

    Título original: Cullotées
    Autora: Pénélope Bagieu
    Tradução: Renata Silveira, Fernando Scheibe
    Editora: Nemo
    Gênero: HQ
    Nota: 5

    Se você se interessou pelo Box das Mulheres Ousadas, pode curtir a leitura de Todas as Deusas do Mundo, de Claudiney Prieto.

    1. Oi meninas,
      Não conhecia esse box, mas gostei demais da premissa!
      Não leio muitos quadrinhos, talvez por isso não tinha o visto antes, vou procurar para ver o preço, super leria!
      beijos
      http://estante-da-ale.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    2. Oi meninas, tudo bem?
      Amo HQs e ilustrações! Como não tinha ouvido falar dessa ainda?
      Estou apaixonada pela premissa. Li 3 livros na mesma vibe ano passado, caso vocês ainda não conheçam:
      - Extraordinárias: mulheres que mudaram o Brasil
      - Heroínas negras brasileiras em 15 cordéis
      - Mulheres na luta
      Beijos,

      Priih
      Infinitas Vidas

      ResponderExcluir

    Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!

    Tecnologia do Blogger.