Resenha: A Noite Mais Sombria

Resenha: A Noite Mais Sombria

Acho que a gente deveria criar aqui no blog uma sessão "Livros que a Eduarda mandou a Bianca ler, ela não acreditou que gostaria e quebrou a cara no final" porque, né. Parece que tudo que eu amo veio dela. Para de me conhecer tão bem!
Sinopse: Ashlyn Darrow sempre fora atormentada por vozes de diversas épocas, sobrepostas, interligadas, vindas de todas as direções, causando-lhe profundo sofrimento. Só havia um lugar onde ela talvez pudesse encontrar a cura para seu mal: a misteriosa fortaleza habitada pelos imortais, em Budapeste. Homens com poderes extraordinários, cada um carregava em si um dos demônios libertados da caixa de Pandora. Porém, somente Maddox, o guerreiro castigado com a mais cruel de todas as maldições, seria capaz de livrar Ashlyn de seu desespero. Morrendo todas as noites e renascendo à alvorada, o guardião do demônio Violência agonizava com o desejo de tocar Ashlyn, mas receava perder o controle sobre o espírito maligno e se tornar uma ameaça para ela.
Ok, brincadeiras a parte, eu estou aqui para falar de um série - sim, ela é erótica, não, não é nada como Cinquenta Tons de Cinza - chamada Senhores do Submundo (ou Mundo Subterrâneo), da romancista paranormal, Gena Showalter.

O primeiro volume da série chama-se A Noite Mais Sombria e é nele que conhecemos os seis primeiros Senhores do Submundo: Maddox, Reys, Aeron, Lucien, Torin e Paris. Uma vez membros da guarda real de Zeus, os guerreiro agora estão condenados a uma vida eterna, carregando cada um dentro de si um dos demônios da caixa de Pandora.

Resenha: A Noite Mais Sombria

Com o orgulho ferido após verem Pandora, uma mulher, receber a missão de guardar a caixa contendo todos os males do mundo, os guerreiros da Guarda Real decidiram-se por um plano: distrairiam Pandora, libertariam os demônios e, então, os recuperariam e provariam aos deuses que eram mais capazes de exercer o cargo. Não preciso nem dizer que o plano não deu muito certo, né?

Em A Noite Mais Sombria Gena nos conta a história de Maddox, o Senhor emparelhado com o demônio Violência, o que acaba por deixá-lo mais violento que o normal, para atender as exigência de seu demônio - preciso dizer que Violência me lembra muito o Hulk quando ele fala com Maddox, machucar, esmagar. Foi ótimo!

Os primeiros anos como senhores dos demônios foram sombrios, e os guerreiros perderam o controle de seus atos, entregando-se aos desejos dos demônios e, para alguns, isso acarretou em mais maldições! Cego pela Violência, Maddox assassina Pandora e, como castigo, recebe dos deuses a punição de, todas as noites, a meia noite, morrer da mesma forma que assassinou Pandora, passar a noite no inferno e retornar no dia seguinte. A maldição também afetou outros dois senhores, Lucien, guardião da Morte e Reys, guardião da dor.
Toda a noite a morte vinha, devagar, dolorosamente, e toda manhã, Maddox acordava na cama, sabendo que ele teria que morrer de novo mais tarde. Essa era sua maior maldição e sua punição eterna.
Devido ao demônio que guarda, Maddox tem muito medo de qualquer interação com outros seres vivos, mas quando uma potencial ameaça aparece perto da mansão deles em Budapeste, Maddox é obrigado a investigar por conta própria.

Esperando encontrar Caçadores - humanos que acreditam que, matando os Senhores irão livrar o mundo de seus demônios - ele, na verdade, acaba encontrando Ashlyn, uma humana com poderes sobrenaturais que se recusa a deixá-lo quando percebe que ele pode ser a solução para os seus problemas.

Resenha: A Noite Mais Sombria

O livro não é muito grande, mas serve muito bem a sua causa: nos mostrar o envolvimento romântico entre Ashlyn e Maddox e a salvação que um representa para o outro, e nos apresentar o mundo da guerra entre os Senhores, os Caçadores e os deuses no Olimpo.

Acho que a parte que mais me deixa completamente apaixonada pelo livro, é quando Maddox confessa seus desejos para Ashlyn, conta seus sonhos e tudo que queria para sua vida.

—Algumas vezes, durante todos estes anos, desejei ser humano. E ter uma mulher e... — engoliu em seco antes de confessá-lo— E ter filhos. 
Nunca o tinha dito a seus amigos porque teriam rido. Ele mesmo deveria rir de algo tão ridículo. Violência? Perto das crianças?
 Eu não estava esperando um livro muito bom, para ser completamente sincera, mas os Senhores tem uma maneira especial de nos cativar. Aqui aconteceu o mesmo que aconteceu comigo em A Irmandade da Adaga Negra, eles me ganharam por completo. Eu e a Eduarda costumamos dizer que os Senhores são os primos dos Irmãos. A bem da verdade, todos os personagens são cativantes. Ashlyn é determinada e mostra um lado guerreiro e puro, de amor e sacrifício por aqueles que quer bem.
—Estou pronta. —sussurrou ela. —Não deveríamos ir ao outro dormitório? — Ashlyn! —gritou Maddox. 
—Não. —respondeu Lucien. — Disse que queria fazer um sacrifício definitivo, não? ─ Ele tem que vê-lo, e entender que o está fazendo é por ele. Ashlyn olhou Maddox com os olhos cheios de lágrimas. 
—Eu o amo.
 E a melhor parte, é uma série! A história deles não acaba quando fechamos o livro, e ver a evolução dos dois como casal e personagens ao longo dos nove livros da saga é mais do que emocionante. Já li alguns livros em que o casal é bem forçado e de nada nos empolga, mas os dois tem química sim, foram mesmo feitos um para o outro e o fato de Ashlyn não ser uma heroína típica e perfeita, faz dela uma das melhores dos livros. Constantemente eu me pego tendo que abrir espaço no meu top 5 personagens femininas de LOTU para encaixar a Ash lá novamente.

Resenha: A Noite Mais Sombria

E ela ainda age como uma mãe para esses guerreiros enormes e perigosos que, formados já adultos, parecem estar querendo viver a infância agora, dois mil anos depois.

Três estrelas e meia para eles, mais do que merecido!

Título original: The Darkest Night, vol. 1 - Lords of the Underworld
Autora: Gena Showalter
Editora: Harper Collins (relançamento)
Gêner: Romance sobrenatural - erótico
Nota: 3,5

Saiba Mais: Autora  |  Skoob  |  Saraiva  |  Submarino

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

2 comentários:

  1. Oi Bianca!

    Confesso que não conhecia essa série, mas todo o universo que você descreveu parece muito interessante. Essa mistura demônios e deuses parece muito boa. Gostei dos personagens também.
    Ótima resenha.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se você gosta do tom erótico e sobrenatural, pode ter certeza que não vai se arrepender, Fran!

      xoxo,
      Bianca.

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!