Resenha: Quantic Love

O que dizer desse livro que não deveria ter saído do sebo?

Sinopse: Laila terminou o ensino médio e, enquanto decide que carreira seguir, consegue um emprego como garçonete no CERN, um dos centros de pesquisa nucelar mais avançados do mundo. Cercada de “nerds” por todos os lados, a protagonista de Quantic Love – O romance que resolve a equação do amor vai descobrir que a ciência pode ser sexy e que o amor é a energia mais poderosa do universo. Uma das mais importantes escritoras de divulgação da ciência em língua espanhola e bestseller em seu país, Sonia Fernández-Vidal constrói uma história de amor para jovens que mostra o lado humano da ciência.
A história toda se passa em Genebra, no CERN - um centro de pesquisa científica bem famoso, o mesmo que tem aquele acelerador que pretende recriar o Big Bang e que um tempo atrás gerou todo uma polêmica porque alguns cientistas diziam que ele podia criar um buraco negro que engoliria a terra. Lá é onde a Laila, uma garota de Sevilha, vai passar 6 semanas do verão trabalhando como garçonete antes de voltar para casa e ingressar na faculdade.

Quantic Love - resenha

O problema é que, assim que chega ao centro de pesquisa, ela conhece Alessio, um estudante de jornalismo que irá estagiar por ali no verão por falta de melhor opção, e Brian, um cientista avoado com um segredo. A princípio, o interesse da Laila no CERN está ligado ao futuro que ela busca: a garota precisa decidir se quer entrar para a faculdade de física ou de matemática e acredita que convivendo com aqueles cientistas, será capaz de fazer sua escolha.

A premissa da história é repassada como um triangulo amoroso, mas a verdade é que esse triângulo não existe de forma alguma! Laila tem a inteligência emocional de uma ameba e logo que conhece o Brian se apaixona por ele - só de olhar, mesmo, porque ela nem conhece ele. Ela se apaixona pelo fato dele ser bonito e inteligente e ainda transparecer uma vulnerabilidade que a encanta. Porém, existe o Alessio, que parece estar apaixonado por ela e não desiste fácil. Em meio a uma confusão, Laila começa a usar o jornalista na esperança de causar alguma reação no cientista, o que realmente não funciona e acaba bagunçando ainda mais as coisas.

Além de imatura, a Laila ainda é uma personagem que se contradiz bastante. Ela vai para o CERN em busca de uma decisão: física ou matemática? Mas ainda assim, ela fica completamente perdida quando os cientistas começam a falar. Mas oras, se ela quer estudar física, não teria que ter uma certa afinidade com a matéria? Teve conceitos e anedotas que ela conta no livro que eu entendia e a Laila não. Eu. Que odeio exatas. Que me formei em humanas. Que nem lembro como faz raíz quadrada. Era de se esperar que ela tivesse um entendimento básico das coisas, mas não. É como se ela nunca tivesse visto aquela matéria na vida.

Outra coisa que me incomodou extremamente no livro, foi como os personagens se apaixonavam tão perdida e rapidamente. Em três semanas o Alessio já estava pronto para pedir a Laila em casamento - e se levar em consideração que duas semanas e meia da relação deles foi estritamente "amizade", o que sobra? E não pense você que o comprometimento veio só dele, tanto Brian como Laila também estavam prontos pra mandar tudo pro alto porque estavam apaixonados - em três semanas, mal se falando ou vendo.

Eu fico muito indignada com isso de "amor a primeira vista". Ok, ok. Não vou dizer que não pode existir, mas entre paixão e amor existe um abismo e a maneira com a qual a autora trabalhou o desenvolvimento foi repentino. Sem motivos, sem interação, do nada. Não deu pra acreditar de verdade.

Acho que um dos grandes problemas é que a Sonia colocou muito plot em um livro tão pequeno - 250 páginas!

Quantic Love - resenha

Tinha o lance da decisão da Laila (sobre quem ela queria e sobre a faculdade que queria), tinha o segredo do Brian, tinha a descoberta dos sentimentos, a relação com os outros personagens, tinha também o festival no final do verão que foi mencionado uma única vez e não ganhou forma. Ela não soube realmente trabalhar a história, jogando cena atrás de cena sem dar tempo pro leitor digerir os acontecimentos e sentir as emoções junto da Laila.

O final foi ridiculamente corrido, atropelado. Teve cenas que podiam ter sido muito prolongadas, ter gerado algum tipo de reação nos leitores, mas foram jogadas uma em cima da outra e duraram, todas juntas, 5 páginas.

Não criei empatia por personagem nenhum - estava começando com o Alessio quando chegou na primeira parte extremamente ridícula do livro. Não me emocionei, não me envolvi. E a história tinha tanto potencial. Só de ler a sinopse eu já fiquei super empolgada, especialmente porque um livro que fizesse paralelo entre o mundo da física quântica e o amor poderia ter feito tanto... Mas infelizmente ela perdeu mais tempo contando anedotas sobre físicos famosos e explicando conceitos do que desenvolvendo a história. E como se não bastasse o desenvolvimento, a narrativa é repetitiva e cansativa - achei super estranho a narrativa em primeira pessoa e a Laila se referindo ao Brian como "o americano" e ao Alessio como "o suíço" constantemente.

Não sei nem descrever a frustração que senti lendo. Definitivamente, não recomendo. E agora entendo porquê estava no sebo - e porque vai voltar pra lá.

Título: Quantic Love - O Romance que Resolve a Equação do Amor
Autora: Sonia Fernández-Vidal
Editora: Rocco
Nota: 1,5


Saiba mais: Skoob | Buscapé

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

12 comentários:

  1. Desanimei para ler esse livro! Alguns pontos que você citou não me agradaram, e já penso que não quero perder tempo com um livro que provavelmente nao vou gostar. :/
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desanimo total, Dessa :/
      Realmente não vale a pena, espalhe a palavra...

      bjos,
      Bianca

      Excluir
  2. Ainda bem que nunca li. Odeio livros corridos e não envolventes. E, como disse, a Dessa, não perderei tempo com um livro que não irei gostar :/

    Beijão Bia e mais sorte na próxima :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perdi tempo, Gisele! Espero que daqui pra frente seja só sorte. *-*

      bjos,
      Bianca

      Excluir
  3. Oiee

    Não conhecia este livro e agora depois da resenha também não tenho vontade de conhecer rsrs uma pena quando perdemos o tempo lendo livros tão chatos e ruins né, essa coisa de apaixonar rapidamente também não cola comigo.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. UHASHASUAHSUAHSAUHS Issae Andressa, é tanto livro pra ler que perder tempo com coisa ruim me revolta :/

      bjos,
      Bianca

      Excluir
  4. Oi Bia!
    Eu gostei tanto da sinopse, mas quando vi a sua nota, já imaginei que a leitura tinha sido bem ruim. Que coisa chata, odeio quando isso acontece. Acho que o livro tinha tudo para ser bom. É uma pena.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Vic! A sinopse prometia muita coisa, fiquei bem empolgada. E realmente teve muita coisa, mas nada desenvolvida. Fiquei mega decepcionada :/

      bjos,
      Bianca

      Excluir
  5. Oiee!
    Já conhecia esse livro, mas não tinha lido nenhuma resenha. Só tinha visto mesmo no tempo de lançamento e logo de cara não bateu interesse.
    E agora depois de ler sua resenha só posso dizer nem vou perder meu tempo tentando lê-lo, melhor seguir em frente.
    Bjokas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sabia sua decisão, Iêda! Não vale a pena mesmo, siga em frente para leituras melhores :P

      bjos,
      Bianca

      Excluir
  6. Oi, Bianca.
    Sério? Poxa vida. Eu vivo namorando esse livro na livraria, mas nunca levei para casa. Ainda bem, nesse caso.
    Acho a capa linda e a sinopse tão legal, apesar de ser uma incrivelmente burra em exatas. Bom, pelo jeito a protagonista também e isso não impediu ela de querer matemática e física, hahaha.
    Uma pena. Pelo jeito tinha tudo para ser bom e foi uma droga.
    Até assustei com a nota que você deu, hehe.
    Confesso que ri quando você disse que ela tem a inteligência emocional de uma ameba, hahaha,

    Beijooos

    www.casosacasoselivros.com

    ResponderExcluir
  7. Oi Bianca!
    Li esse livro há algum tempo atrás e minha opinião é bem parecida com a sua. Achei a ideia genial, mas a autora se perdeu :\ E também achava muito estranho ela querer seguir um profissão, mas praticamente não entender nada do que eles falavam.

    Bjs

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!