Resenha: Amante Desperto

Resenha: Amante Desperto

Chegando ao terceiro livro da série A Irmandade da Adaga Negra, da fanática por Red Sox J. R. Ward, somos levadas a uma viagem pelas sombras da noite de Caldwell em uma busca implacável por uma fêmea aristocrata desaparecida e arrebatadas pelos sentimentos de Zsadist - porque a Ward não tem qualquer consideração com o nosso coração fraco.

Sinopse: Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Dentre eles, Zsadist é o membro mais assustador da Irmandade da Adaga Negra. Tendo sido por muito tempo um escravo de sangue, Zsadist ainda carrega as cicatrizes de um passado repleto de sofrimento e humilhação. Conhecido por uma fúria que não acaba e por atos sinistros, ele é um selvagem, temido igualmente por humanos e vampiros. A raiva é sua única companheira e o terror, sua única paixão... Até que resgata uma bela vampira das garras da maligna Sociedade Redutora. Bella sente-se imediatamente enfeitiçada pela ardente força que emana de Zsadist. Entretanto, mesmo quando o desejo de ambos começa a consumi-los, a sede de vingança de Zsadist contra os torturadores de Bella o leva à beira da loucura. Agora, Bella deve ajudar seu amante a superar as feridas de seu atormentado passado e vislumbrar um futuro ao lado dela...Amante Desperto é o terceiro livro da série de novelas paranormais da norte-americana J. R. Ward, A Irmandade da Adaga Negra. O livro conta a história de Zsadist, filho de Aghony e irmão gêmeo de Phury. Zsadist é o irmão mais assustador e com mais demônios, vivendo de passado e remoendo sua dor eterna.
Z., como é chamado por todos, assusta até mesmo os seus irmãos e é um dos personagens queridinhos das leitoras - mas devo confessar que não é o meu queridinho. Eu adoro o Z. e adoro como a história dele se desenrola e o futuro dele dentro da série, a pessoa que ele se tornou e quantos ele consegue ajudar desta forma. Mas Rhage, V e Rehvenge tomam conta do meu top 3 Irmãos, sóri.


Junto de Phury, seu gêmeo, Z. é um dos últimos iniciados na Irmandade e faz o que pode para manter-se longe dos outros. Ele usa de um exterior frio e apavorante para manter as pessoas afastadas e impedir que cheguem a conhecê-lo de verdade - porque se o fizessem, veriam o que Bella vê: alguém perturbado, carinhoso e marcado.
Dedicado a você: nunca haverá outro como você. Para mim... Você é único. Yeah, eu não tenho palavras o suficiente para isso.
Zsadist faz de tudo para afastar as pessoas de seu caminho e não tem problema algum em fazer os outros tremerem com a sua presença - mesmo os Irmãos não se arriscam perto do guerreiro. Porém, Bella está determinada a conhecê-lo melhor.


Resenha: Amante Desperto

Ela é filha de uma Escolhida caída (as fêmeas suprassumo da raça) e por isso viveu a vida inteira sobre os preceitos rígidos que a glymera impõe as fêmeas. Mas depois de passar pela transição e por uma leve rebeldia, ela se livra do mundo cheio de regras e da presença sufocante do irmão, Rehvenge e acaba como a vizinha de Mary.

- Você está em uma prisão sem barras. Eu me preocupo com você.
O romance de Mary e Rhage acaba trazendo certas consequencias a porta de Bella e Z., que perturbado pela maneira com a qual ela o faz sentir, acaba em um frenesi desenfreado e quase suícida para encontrá-la.


Resenha: Amante Desperto

Sequestrada por redutores e humilhada por pelo senhor D., em um jogo obsessivo e quase letal, Bella escapa da experiência com profundas cicatrizes - física e mentais - e não está em um lugar melhor do que Z. viveu a vida inteira. Lutando para se recuperar, ela também precisa lutar com os sentimentos que invadiram seu coração: está apaixonada por Zsadist, mas sua constante rejeição faz com que ela se vire para seu gêmeo, Phury, e os sinais confusos e relutantes de Z. acabam levando-a ao limite.

- Meu gêmeo não está quebrado, Bella, ele está destruído.
Amante Desperto é o terceiro livro da série A Irmandade da Adaga Negra e traz aquele que deveria ser o mais letal dos Irmãos. Mas a verdade é que Z. está traumatizado e viveu uma vida indigna por muito tempo. Ele não acredita que merece ser amado e reluta em amar a qualquer um que não seja seu gêmeo. Ele está apavorado na maior parte do tempo e luta com todas as suas forças para parecer apavorante. Ele aprendeu que ficar indefeso e vulnerável vai lhe causar dor e quer garantir que isso jamais volte a acontecer.

Por outro lado, Bella foi a primeira a ignorar as placas de perigo e aproximar-se mais do que deveria e a natureza de Zsadist, que rejeita qualquer tipo de crueldade opressora e abusos, faz com que ele se sinta responsável por Bella.

- Eu estava morto até que você me encontrou, embora eu respirasse. Eu estava cego, embora pudesse enxergar. E então você chegou... E eu estava acordado.
Eu realmente adoro a história desses dois, o Z. é tão bonito e a Bella está tão determinada a quebrar as barreiras dele e colocar-se para dentro que você realmente torce pelos dois. Torce para que o Z. seja capaz de exteriorizar a pessoa incrível que é no interior, torce para que ele consiga superar o passado e as condições nas quais foi criado, torce para que ele perdoe e se deixe perdoar. E torce incansavelmente para que ele consiga ver toda a beleza de sua alma que Bella reflete.

Resenha: Amante Desperto


E também torce muito para que Bella não desista, para que ela persista, para que ela acredita e que tenha forças. Torce para ela ser a rocha que o Z. indubitavelmente vai precisar.

Confesso, no entanto, que eu não gostei realmente foi do triângulo amoroso - ou a pífia tentativa de um - entre Bella e os gêmeos. Acho que a Ward levou o lance com o Phury e a Bella longe demais, o que foi um plot desnecessário tanto para Amante Desperto quanto para os dois livros que o seguiram e o livro do Phury, Amante Consagrado - que, convenhamos, tinha bastante plot e podia dispensar esse nuance.

- Eu não estou quebrado, estou arruinado. Você entende a diferença? Se estivesse quebrado talvez você pudesse me consertar. Com arruinado? Tudo que pode fazer é esperar para me enterrar.
No mais, Amante Desperto é um dos meus preferidos da série, especialmente por dar espaço para a guerra com os redutores e colocá-la no quintal da casa da Irmandade. Eu realmente adoro quando essa guerra atingi diretamente aos Irmãos e sinto muito a falta disso nos últimos livros que tem saído.


Leia Também: Resenha: Amante Sombrio o primeiro volume e Resenha: Amante Eterno o segundo volume.
Título Original: Lover Awakened - The Black Dagger Brotherhood, vol. 3
Autora: J. R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Gênero: Fantasia Urbana - Romance Erótico
Nota: 4

Saiba Mais: Skoob  |  Site da Autora  |  Buscapé

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

5 comentários:

  1. Estou para ler essa série há séculos, porém estou - novamente - com resseca literária!!!!


    Quero tanto ler, mas simplesmente não consigo. Culpa da faculdade :'(

    Amei a resenha.

    Beijão,
    Gi.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi!
      Olha, o começo da série é excelente e tem um casal que eu sei que você vai amar (Qhuinn e Blay lindoooos), mas pra mim só valeu super a pena até o 10, depois começou a desandar (bem no livro qhuay :( ). Mas se você tiver tempo, leva eles pro kindle. Vale a pena ao menos conhecer eles.
      E LOTU, Lords of the Underworld tem uma premissa maravilhosa também e uma vibe meio Ward. :)

      bjs

      Excluir
  2. Eu sou apaixonada pela série e este é o meu livro preferido. Gostei demais da sua resenha. Os meus personagens preferidos são: Z. (primeiríssimo lugar), Rehvenge (segundo lugar, quase empatado com Z.) e Vishous. Acho que sou mais chegada nos maus (ridos), mas amo os outros também. E o que gostaria muito que tivesse seu livro é o Xcor.
    Abraços,
    Gisela
    @lerparadivertir
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gisela!
      Nossa, eu não quero um livro do Xcor tão cedo UAHSUAHSUAHSUAHSUAS Eu não gosto dele, não consigo perdoar ele por ter emboscado o Wrath e não suporto ele com a minha baby Layla, eu tava muito esperando que o Tohr fosse mesmo matar ele, MAS parece que não vai ser bem assim. PARECE QUE O JOGO VIROU e eu não curti :(
      Eu já gostei muito mais dessa série do que faço hoje em dia, Amante Finalmente e O Rei me decepcionaram bastante, e nem vou falar de TS, porque não li e não pretendo. Tô ansiosa por The Beast, mas não coloco lá minhas fichas, pra mim a Ward meio que perdeu o passo quando começou a enfiar um milhão de personagens na narrativa e fazer da série infindável.
      Mas acho que super vale a pena começar a ler ela, os 10 primeiros livros me deixaram super feliz <3
      Na real eu encontrei Lords of the Underworld, da Gena Showalter, que tem uma vibe parecida, mas que pra mim é muiiiito superior a IAN. Já li todos os que lançaram e estou louca para saber qual vai ser o próximo. *o*
      E Vishious, awn baby <3 Amo ele e a Jane <3

      bjs

      Excluir
    2. Nossa, já perdoei o Xcor a muito tempo, ele sempre sofreu muito e já se redimiu pela Layla, torço pelos dois, ela para mim é como o Z, gosto destes personagens maus porque são sofridos mais que tem valor, ele lutava por algo que achava certo, mas já viu seu erro.
      Também curto demais a série da Gena Showalter, já li os seis primeiros (tenho os 5 livros e o sexto li em epub), mas estou torcendo para a editora lançar os próximos (até tenho até o livro 9 em .pdf mais não quero ler assim, quero os originais). Voltando a IAN, não me canso da série, não quero que a autora para de escreve-la. Tenho em casa outra série dela, Fallen Angels, já tenho os 4 livros lançados mais ainda não iniciei a leitura, então não sei se são bons, mas estou comprando os livros...
      Abraços,
      Gisela
      @lerparadivertir
      Ler para Divertir

      Excluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!