Resenha: Desde o Primeiro Instante


O que falar de Desde o Primeiro Instante que mal li e já considero pacas? Esperava uma leitura fofa, mas depois que vi o tamanho da obra e a quantidade de história dentro dela, me surpreendi com a qualidade de uma trama muito marcante e adorável.

Sinopse: Rachel acabou de romper um noivado e está decidindo o que vai fazer da vida. Quando ela se encontra casualmente com Ben, um amigo dos tempos da faculdade, seu coração balança. Na época não rolou, mas agora ele parece tão mais interessante...O problema é que Ben está casado, “fora do mercado”, como se costuma dizer. Ok, hora de partir para outra. Rachel não é nenhuma mocinha ingênua, dessas que se deixam levar pela emoção. O fato de Ben ser lindo, educado, engraçado, nobre e fiel não é suficiente para tirar Rachel do seu eixo. Claro que não.Na verdade, ele é O Companheiro Perfeito. Pena que seja tão fiel!Apaixonar-se pelo melhor amigo é o sentimento mais gostoso do mundo, mas também é assustador.
Acompanhamos o presente e o passado de Rachel, jornalista que trabalha no Tribunal Crown. Ela está na faixa dos trinta anos de idade e passando por algumas crises, principalmente com o namorado, Rhys, com quem anda discutindo muito ultimamente. Eis que, depois de uma decisão abrupta de terminar o romance de treze anos, Rachel vê-se sem saber como seguir sua vida. Até então estável, a jornalista percebe que talvez todo aquele tempo tenha sido perdido e talvez ela não sirva mais para ser uma solteirona - principalmente quando uma pessoa marcante do seu passado retorna para mexer com as suas emoções. É nos flashbacks que conhecemos quem, exatamente, foi Ben, e o que ele significou para Rachel. Dez anos depois, um amor que não deu certo pode voltar a funcionar?

Quando amamos alguém, queremos a felicidade dessa pessoa, mesmo que a situação não nos envolva. Mesmo quando depende de seu afastamento.
Como o livro é muito grande, obviamente meu resumo ficou uma bela droga, porque a história é muito mais do que só isso. Não temos só Rachel e sua crise, como também seus melhores amigos tentando ajudá-la, um problemão no tribunal onde trabalha, um possível novo candidato a namorado - que foi apresentado por Ben, aliás - e um Ben casado. Isso mesmo, dez anos depois do fim da faculdade, seu grande amor reaparece comprometido e muito bem com isso. O que entra pra lista de "grandes problemas da Rachel".


Adorei a narrativa da autora. É muito leve e descontraída, tem um humor excelente.

É moderno, mas ao mesmo tempo te marca a ponto de você saber que está lendo a história de uma trintona em crise. Rachel é bem carismática, tem ótimas tiradas e uma excelente forma de contar suas desventuras.

E será verdade, ainda que cruel, que todo mundo decente já foi escolhido? Como se as almas gêmeas resultassem de uma grande promoção de janeiro do tipo "quem chegar primeiro leva os melhores". Se comprar errado e precisar devolver, vai ter que escolher entre os itens que ninguém quis.
Seus melhores amigos, Mindy, Caroline e Ivor, são incríveis. Apesar de o livro ser em primeira pessoa, a autora conseguiu estender a narrativa de tal maneira que você se sente na cabeça de todos os personagens conforme aparecem em cena. Por serem melhores amigos mesmo, mais de dez anos de convivência e amizade, eles têm aquele tipo de ligação que é difícil encontrar mesmo na realidade. Mindy é toda engraçadinha, mas meio burrinha, e está passando por uma fase de "sair com caras só pela aparência". O Ivor é meio uma icógnita, e você não sabe exatamente qual a dele até determinado ponto da trama. Bônus pra autora ter criado um belo mistério sobre a opção sexual do personagem - você vai se surpreender! A Caroline, por fim, é aquele tipo de amiga que está ao seu lado pra tudo, especialmente para dizer onde você errou. Ela é bem crítica e sincera e também enfrenta uma crise lá pro meio do livro, o que é legal porque serviu pra aproximar as personagens ainda mais.

Em meio a isso, temos a aproximação da Rachel e do Ben dez anos depois da sua separação - com ele agora casado e feliz - e o quanto isso mexe com a personagem. E dá pra se notar que o Ben ainda tem sentimentos por ela, porque os flashbacks mostram que o amor entre eles é muito forte. Nasceu da amizade e enfrentou grandes turbulências, mas não se apagou com o passar daqueles anos.

Ben e eu éramos uma dupla exclusiva, e ninguém mais podia se aproximar. Essa exclusividade se revelaria um erro.
O Ben, aliás, é um querido. Não é aquele mocinho de comédia romântica todo perfeito, mas um amigo com defeitos que se tornou o "alguém especial" sem que a Rachel notasse. O leitor consegue perceber isso, mas a leitura arrasta as emoções da personagem lentamente, o que não torna o romance insosso nem abrupto demais. Existe na hora certa - e, no passado, essa hora certa é tarde demais. Por isso dói muito. E por isso você torce pra que, no presente, o destino tenha unido os dois de novo pra uma segunda chance.


- Você vai encontrar outra pessoa? É a mulher mais esperta, engraçada, bacana, bonita, ainda que, às vezes, seja a mais irritante que eu já conheci, então, sim, tenho certeza de que haverá muitos caras atrás de você. Mas, como estou apaixonado por você, pensar em vê-la com outra pessoa me faz sentir vontade de matar um, então, perdoe-me por não poder incentivá-la com dicas úteis sobre como conquistar qualquer cara que não seja eu.
O QUE É DESESPERADOR porque você não tem ideia de como vai acabar o livro! Não dá pra saber que rumo a autora vai tomar, por mais clichê que você torça pra ela ser. Ponto pra Mahiri por isso, conseguiu me deixar bem ansiosa por um bom tempo.


- Não posso... Não é sua culpa, mas não posso... Não posso ficar tão perto de você pensando que pode ser a única vez.
Desde o Primeiro Instante é aquele livro fofo, com bom humor e um pouquinho de drama, pra quem adora uma comédia romântica pra desestressar. O livro é grande, mas as páginas passam num piscar de olhos. Entender o amor nunca foi tão adorável e complexo quanto foi com este livro!


O processo de me apaixonar tinha de ser gradual, mas conscientizar-me da situação veio com tudo. Por mais que eu evitasse, era complexo. Confrontado, foi extremamente simples.
Título original: You Had Me at Hello
Autora: Mhairi McFarlane
Editora: Novo Conceito
Gênero: Romance
Nota: 4,5

Saiba mais: Skoob | Buscapé

Share this:

, , , ,

COMENTÁRIOS

2 comentários:

  1. Ah, eu quero!!!!

    Parece ser sensacional <3 Já adicionei a minha lista!

    A resenha está maravilhosa. Amei <3

    Beijão :*

    ResponderExcluir
  2. Adoreeei essa resenha! *-*
    Tbm tenho dificuldade de resumir libros grandes kkk
    Eu acho a capa desse livro tão <3 mas nunca tinha lido nenhuma resenha, e gostei muuuito do que li! Isso de contar o passado e n saber o q vai rolar no presente é muito legal!
    Esse vai pro skoob ;)
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário, sua opinião é sempre muito bem-vinda!